Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Santo André está na mira de gigante chinesa da internet

Bruna Fortuna/Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Alibaba, principal e-commerce da China, considera cidade para instalar centro logístico no Brasil


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

19/11/2019 | 07:11


O grupo chinês Alibaba considera a possibilidade de instalar centro logístico em Santo André. A empresa, gigante no ramo de e-commerce no país asiático, pretende investir na construção de sede no Brasil e, a uma comitiva de deputados brasileiros que visitou a China no início do mês, relatou que o Grande ABC está na lista.

O Alibaba tem valor de mercado de US$ 460 bilhões (R$ 1,93 trilhão, na cotação de ontem) e é especializado no comércio eletrônico do varejo, agronegócio, pagamentos on-line e armazenamento de dados em nuvem. Na cartela de empresas está a AliExpress, site de vendas varejistas – em especial de vestuário –, que cresce anualmente no Brasil (em 2018, era o terceiro portal em número de vendas e reconhecimento de marca no País).

Integrante da comitiva que esteve na China há duas semanas, o deputado federal Alex Manente (Cidadania) discorreu que fez defesa da instalação do Alibaba no Grande ABC pela facilidade logística – próximo do Porto de Santos, do Rodoanel e dos aeroportos de Congonhas e Cumbica – e por ter em Santo André uma central de abastecimento, na Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André), instalada na Avenida dos Estados.

“Há perspectiva e devemos avançar neste tema. Devemos estar com o prefeito Paulo Serra (PSDB, Santo André) para alinhar como podemos entrar para valer na disputa para este grande investimento para região”, destacou o parlamentar. Volume de investimento e quantidade de postos de trabalho abertos ainda não foram divulgados pela empresa, que só informou à comitiva que quer estar instalada no País até o fim do ano que vem.

Há entrave tributário que, por ora, trava as negociações. A gigante chinesa tenta, junto ao debate sobre reforma tributária, conseguir impostos mais atrativos e competitivos para atuar no mercado nacional sendo uma plataforma estrangeira on-line. Sua expertise é adquirir itens de produtores locais – até mesmo os pequenos – e revender em seu site.

Em 2018, o lucro do Alibaba atingiu US$ 11,9 bilhões (R$ 50 bilhões). Neste mês, a companhia fez promoção, chamada de dia do solteiro (uma espécie de black friday chinesa) e vendeu US$ 23 bilhões (R$ 96,7 bilhões).

“O governador João Doria (PSDB) esteve com a direção do Alibaba há alguns meses e prometeu algumas isenções fiscais, mas, neste caso, o imbróglio maior está no âmbito federal”, alertou Alex.

Em Santo André, neste mês a Câmara aprovou projeto da Prefeitura para concessão de benefícios fiscais a empresas que se instalarem na cidade com geração de empregos – como créditos compensatórios, isenções e descontos em impostos como o ITBI, IPTU e taxas.

O Alibaba não retornou ao e-mail encaminhado pela equipe do Diário sobre o caso. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André está na mira de gigante chinesa da internet

Alibaba, principal e-commerce da China, considera cidade para instalar centro logístico no Brasil

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

19/11/2019 | 07:11


O grupo chinês Alibaba considera a possibilidade de instalar centro logístico em Santo André. A empresa, gigante no ramo de e-commerce no país asiático, pretende investir na construção de sede no Brasil e, a uma comitiva de deputados brasileiros que visitou a China no início do mês, relatou que o Grande ABC está na lista.

O Alibaba tem valor de mercado de US$ 460 bilhões (R$ 1,93 trilhão, na cotação de ontem) e é especializado no comércio eletrônico do varejo, agronegócio, pagamentos on-line e armazenamento de dados em nuvem. Na cartela de empresas está a AliExpress, site de vendas varejistas – em especial de vestuário –, que cresce anualmente no Brasil (em 2018, era o terceiro portal em número de vendas e reconhecimento de marca no País).

Integrante da comitiva que esteve na China há duas semanas, o deputado federal Alex Manente (Cidadania) discorreu que fez defesa da instalação do Alibaba no Grande ABC pela facilidade logística – próximo do Porto de Santos, do Rodoanel e dos aeroportos de Congonhas e Cumbica – e por ter em Santo André uma central de abastecimento, na Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André), instalada na Avenida dos Estados.

“Há perspectiva e devemos avançar neste tema. Devemos estar com o prefeito Paulo Serra (PSDB, Santo André) para alinhar como podemos entrar para valer na disputa para este grande investimento para região”, destacou o parlamentar. Volume de investimento e quantidade de postos de trabalho abertos ainda não foram divulgados pela empresa, que só informou à comitiva que quer estar instalada no País até o fim do ano que vem.

Há entrave tributário que, por ora, trava as negociações. A gigante chinesa tenta, junto ao debate sobre reforma tributária, conseguir impostos mais atrativos e competitivos para atuar no mercado nacional sendo uma plataforma estrangeira on-line. Sua expertise é adquirir itens de produtores locais – até mesmo os pequenos – e revender em seu site.

Em 2018, o lucro do Alibaba atingiu US$ 11,9 bilhões (R$ 50 bilhões). Neste mês, a companhia fez promoção, chamada de dia do solteiro (uma espécie de black friday chinesa) e vendeu US$ 23 bilhões (R$ 96,7 bilhões).

“O governador João Doria (PSDB) esteve com a direção do Alibaba há alguns meses e prometeu algumas isenções fiscais, mas, neste caso, o imbróglio maior está no âmbito federal”, alertou Alex.

Em Santo André, neste mês a Câmara aprovou projeto da Prefeitura para concessão de benefícios fiscais a empresas que se instalarem na cidade com geração de empregos – como créditos compensatórios, isenções e descontos em impostos como o ITBI, IPTU e taxas.

O Alibaba não retornou ao e-mail encaminhado pela equipe do Diário sobre o caso. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;