Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Presidente do Chile reconhece abusos cometidos por polícia local em protestos



18/11/2019 | 21:21


O presidente do Chile, Sebastián Piñera, afirmou na noite de domingo que reconhece o uso excessivo de força parte da polícia local para conter protestos com demandas sociais legítimas e disse que abusos foram cometidos. O mandatário prometeu punição para todos que cometem atos de violência.

Milhares de pessoas ficaram feridas em confrontos com a polícia e 26 morreram nos protestos até agora. Além disso, ao menos 230 pessoas perderam a visão em um dos olhos.

Os protestos exigem reformas na educação, na saúde e no valor das aposentadorias. Um acordo entre partidos políticos chilenos traçou um caminho para potencialmente reescrever a constituição, outra demanda dos manifestantes. Fonte: Associated Press



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente do Chile reconhece abusos cometidos por polícia local em protestos


18/11/2019 | 21:21


O presidente do Chile, Sebastián Piñera, afirmou na noite de domingo que reconhece o uso excessivo de força parte da polícia local para conter protestos com demandas sociais legítimas e disse que abusos foram cometidos. O mandatário prometeu punição para todos que cometem atos de violência.

Milhares de pessoas ficaram feridas em confrontos com a polícia e 26 morreram nos protestos até agora. Além disso, ao menos 230 pessoas perderam a visão em um dos olhos.

Os protestos exigem reformas na educação, na saúde e no valor das aposentadorias. Um acordo entre partidos políticos chilenos traçou um caminho para potencialmente reescrever a constituição, outra demanda dos manifestantes. Fonte: Associated Press

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;