Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Mercado prevê juro a 4,25% ao ano de fevereiro de 2020 a janeiro de 2021 no Focus



18/11/2019 | 12:45


Os economistas do mercado financeiro projetam novo corte de 0,50 ponto porcentual da Selic (a taxa básica de juros) em dezembro, no encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Depois, o colegiado promoveria novo corte de 0,25 ponto porcentual em fevereiro de 2020.

Com isso, a taxa, atualmente em 5,00% ao ano, atingiria novo piso histórico, de 4,25% ao ano.

Pelas projeções, que fazem parte do Sistema de Expectativas de Mercado do relatório Focus, atualizado nesta segunda-feira, 18, a Selic permaneceria em 4,25% ao ano de fevereiro de 2020 a janeiro de 2021, quando a taxa básica passaria por elevação de 0,25 ponto porcentual, para 4,50% ao ano.

Em outubro, o Copom cortou a Selic em 0,50 ponto porcentual, de 5,50% para 5,00% ao ano. Foi o terceiro corte consecutivo da taxa básica.

No comunicado sobre a decisão, o BC avaliou que "a consolidação do cenário benigno para a inflação prospectiva deverá permitir um ajuste adicional, de igual magnitude".

O próximo encontro do Copom ocorre em dezembro e será o último do ano. Para o início de 2020, porém, a sinalização é de que o corte pode ser menor ou nem mesmo ocorrer.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mercado prevê juro a 4,25% ao ano de fevereiro de 2020 a janeiro de 2021 no Focus


18/11/2019 | 12:45


Os economistas do mercado financeiro projetam novo corte de 0,50 ponto porcentual da Selic (a taxa básica de juros) em dezembro, no encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Depois, o colegiado promoveria novo corte de 0,25 ponto porcentual em fevereiro de 2020.

Com isso, a taxa, atualmente em 5,00% ao ano, atingiria novo piso histórico, de 4,25% ao ano.

Pelas projeções, que fazem parte do Sistema de Expectativas de Mercado do relatório Focus, atualizado nesta segunda-feira, 18, a Selic permaneceria em 4,25% ao ano de fevereiro de 2020 a janeiro de 2021, quando a taxa básica passaria por elevação de 0,25 ponto porcentual, para 4,50% ao ano.

Em outubro, o Copom cortou a Selic em 0,50 ponto porcentual, de 5,50% para 5,00% ao ano. Foi o terceiro corte consecutivo da taxa básica.

No comunicado sobre a decisão, o BC avaliou que "a consolidação do cenário benigno para a inflação prospectiva deverá permitir um ajuste adicional, de igual magnitude".

O próximo encontro do Copom ocorre em dezembro e será o último do ano. Para o início de 2020, porém, a sinalização é de que o corte pode ser menor ou nem mesmo ocorrer.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;