Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Na Vila, Bolsonaro veste camisa do Santos e divide torcida em clássico paulista



16/11/2019 | 21:02


O presidente da República, Jair Bolsonaro, dividiu a torcida do Santos ao comparecer, neste sábado, 16, na Vila Belmiro, para assistir ao clássico contra o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro de futebol. Antes mesmo de o jogo começar, na entrada da Vila, Bolsonaro foi chamado de "porco" e também ouviu que estava "no estádio errado", em alusão ao time pelo qual o presidente torce, o Palmeiras.

Bolsonaro, que chegou ao estádio sob forte esquema de segurança, visitou o Memorial das Conquistas do Alvinegro e foi recebido pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).

Dentro do estádio, o presidente, que vestiu uma camisa do Santos, foi chamado de "mito" por torcedores e foi mais aplaudido do que vaiado.

Ele, mais uma vez, quebrou o protocolo e cumprimentou os torcedores das cadeiras cativas.

O presidente foi embora aos 36 minutos do segundo tempo do clássico - o jogo terminou em 1 a 1.

Guarujá

Ele seguiu de volta para o Forte dos Andradas, no Guarujá, onde fica hospedado até a manhã deste domingo, quando volta para Brasília.

Sampaoli

Ao ser questionado sobre a visita de Bolsonaro à Vila Belmiro, o técnico do Santos, Jorge Sampaoli, que é argentino, afirmou que tem "pensamentos políticos diferentes" do presidente, mas que é preciso respeitá-lo. "Estamos em uma democracia. O presidente vai onde ele quer. Sou apenas o treinador. Não posso proibir nada, faltar com o respeito. Temos pensamentos políticos diferentes, mas estamos em uma democracia."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Na Vila, Bolsonaro veste camisa do Santos e divide torcida em clássico paulista


16/11/2019 | 21:02


O presidente da República, Jair Bolsonaro, dividiu a torcida do Santos ao comparecer, neste sábado, 16, na Vila Belmiro, para assistir ao clássico contra o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro de futebol. Antes mesmo de o jogo começar, na entrada da Vila, Bolsonaro foi chamado de "porco" e também ouviu que estava "no estádio errado", em alusão ao time pelo qual o presidente torce, o Palmeiras.

Bolsonaro, que chegou ao estádio sob forte esquema de segurança, visitou o Memorial das Conquistas do Alvinegro e foi recebido pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).

Dentro do estádio, o presidente, que vestiu uma camisa do Santos, foi chamado de "mito" por torcedores e foi mais aplaudido do que vaiado.

Ele, mais uma vez, quebrou o protocolo e cumprimentou os torcedores das cadeiras cativas.

O presidente foi embora aos 36 minutos do segundo tempo do clássico - o jogo terminou em 1 a 1.

Guarujá

Ele seguiu de volta para o Forte dos Andradas, no Guarujá, onde fica hospedado até a manhã deste domingo, quando volta para Brasília.

Sampaoli

Ao ser questionado sobre a visita de Bolsonaro à Vila Belmiro, o técnico do Santos, Jorge Sampaoli, que é argentino, afirmou que tem "pensamentos políticos diferentes" do presidente, mas que é preciso respeitá-lo. "Estamos em uma democracia. O presidente vai onde ele quer. Sou apenas o treinador. Não posso proibir nada, faltar com o respeito. Temos pensamentos políticos diferentes, mas estamos em uma democracia."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;