Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Premiê da Índia defende discussão sobre tráfico, crime organizado e terrorismo



14/11/2019 | 12:37


O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, defendeu nesta quinta-feira, 14, a realização de debates pelos países do Brics sobre terrorismo, tráfico de drogas e crime organizado, assuntos que, segundo ele, contribuem para desacelerar a economia.

Durante sessão plenária da 11ª Cúpula do Brics, Modi afirmou que está mais distante o risco de uma guerra mundial, no entanto o terrorismo segue como ameaça em países emergentes. O primeiro-ministro indiano disse que a economia perdeu US$ 1 trilhão e desacelerou por causa desses crimes. "Esses três (terrorismo, tráfico de drogas e crime organizado) criam clima de terror e comprometem nosso comércio e desenvolvimento", afirmou.

O líder indiano disse que países do Brics se tornaram motores propulsores do desenvolvimento econômico global. Ele afirmou que os ministros do grupo podem discutir como reduzir custos de exportação e transação bancária.

Modi defendeu ainda promoção da economia digital e tecnologia de comunicação para o próximo ano. "Podemos dar prioridade a equipamentos de saúde, geração de energia e ajudar deficientes e idosos", disse.

"Os cinco países têm conhecimento tradicional nessa área (saúde e bem-estar), podemos disseminar mais amplamente esse conhecimento milenar", afirmou o indiano que deseja propor um memorando sobre o tema.

Modi falou que saneamento e saúde são desafios em países do Brics e que proporá reunião de ministros sobre o tema. Ele ainda disse apoiar conselho do Brics de mulheres empresárias. Para ele, o multilateralismo e o comércio exterior baseados em regras estão enfrentando sérios desafios.

O primeiro-ministro agradeceu a iniciativa do governo de Jair Bolsonaro de isentar o visto de indianos. Ele também se referiu ao brasileiro como poderoso líder e afirmou que a organização do Brics foi maravilhosa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Premiê da Índia defende discussão sobre tráfico, crime organizado e terrorismo


14/11/2019 | 12:37


O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, defendeu nesta quinta-feira, 14, a realização de debates pelos países do Brics sobre terrorismo, tráfico de drogas e crime organizado, assuntos que, segundo ele, contribuem para desacelerar a economia.

Durante sessão plenária da 11ª Cúpula do Brics, Modi afirmou que está mais distante o risco de uma guerra mundial, no entanto o terrorismo segue como ameaça em países emergentes. O primeiro-ministro indiano disse que a economia perdeu US$ 1 trilhão e desacelerou por causa desses crimes. "Esses três (terrorismo, tráfico de drogas e crime organizado) criam clima de terror e comprometem nosso comércio e desenvolvimento", afirmou.

O líder indiano disse que países do Brics se tornaram motores propulsores do desenvolvimento econômico global. Ele afirmou que os ministros do grupo podem discutir como reduzir custos de exportação e transação bancária.

Modi defendeu ainda promoção da economia digital e tecnologia de comunicação para o próximo ano. "Podemos dar prioridade a equipamentos de saúde, geração de energia e ajudar deficientes e idosos", disse.

"Os cinco países têm conhecimento tradicional nessa área (saúde e bem-estar), podemos disseminar mais amplamente esse conhecimento milenar", afirmou o indiano que deseja propor um memorando sobre o tema.

Modi falou que saneamento e saúde são desafios em países do Brics e que proporá reunião de ministros sobre o tema. Ele ainda disse apoiar conselho do Brics de mulheres empresárias. Para ele, o multilateralismo e o comércio exterior baseados em regras estão enfrentando sérios desafios.

O primeiro-ministro agradeceu a iniciativa do governo de Jair Bolsonaro de isentar o visto de indianos. Ele também se referiu ao brasileiro como poderoso líder e afirmou que a organização do Brics foi maravilhosa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;