Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Thiem derrota Djokovic de virada e garante vaga antecipada à semi do ATP Finals



12/11/2019 | 20:47


A chave de simples do ATP Finals, torneio em Londres que reúne os melhores da temporada, já tem o primeiro tenista garantido nas semifinais. É o austríaco Dominic Thiem, que nesta terça-feira venceu de virada uma batalha de alto nível técnico e muita emoção contra o sérvio Novak Djokovic por 2 sets a 1 - com parciais de 6/7 (5/7), 6/3 e 7/6 (7/5), após 2 horas e 47 minutos.

A campanha de Thiem, atual número 5 do mundo, não poderia ser melhor. Antes de bater Djokovic, segundo do ranking que luta contra o espanhol Rafael Nadal para retomar a liderança, o austríaco ganhou na estreia do suíço Roger Federer em dois sets. Agora, classificado pela primeira vez na carreira às semifinais do ATP Finals, enfrentará o italiano Matteo Berrettini, já eliminado, apenas para cumprir tabela na rodada final do grupo Bjorn Borg.

"Este foi realmente um daqueles jogos mais especiais, que eu treinei a minha vida toda para isso. Um duelo épico em uma atmosfera incrível, batendo uma lenda do nosso esporte. E ainda conseguindo a classificação às semifinais, o que é melhor", disse Thiem, cansado e emocionado, ainda na quadra da O2 Arena logo após a vitória.

Para Djokovic fica o gosto amargo da derrota, que escapou nos momentos decisivos do tie-break do terceiro set, e da oportunidade perdida de diminuir a diferença de pontos para Nadal no ranking - cada vitória vale 200 pontos e a distância poderia cair para apenas 240 caso derrotasse Thiem.

O resultado também faz com que o duelo entre Djokovic e Federer nesta quinta-feira seja um confronto direto pela segunda vaga do grupo. O sérvio lidera o retrospecto entre eles por 26 a 22, além de ter levado a melhor nos últimos quatro jogos. O duelo mais recente foi a final de Wimbledon deste ano, vencida por Djokovic em uma batalha de quase cinco horas.

Em quadra, Thiem e Djokovic fizeram um jogo decidido nos detalhes. O tenista austríaco buscava atacar para superar o alto poderio ofensivo do rival. No primeiro set, cada um teve uma quebra de saque e a decisão foi para o tie-break, no qual o sérvio teve mais frieza para ganhar por 7 a 5. No segundo, foi o número 5 do mundo que mostrou mais força e logo abriu 3 a 0 para depois administrar a vantagem e empatar o duelo.

O terceiro e decisivo set foi de altíssimo nível técnico. Thiem começou melhor e abriu 3 a 1, mas Djokovic se recuperou rapidamente e ficou na frente no placar ao vencer três games seguidos. O jogo ficou tenso e o sérvio chegou a passar perto da vitória no 10.º game, mas um desafio do austríaco em uma bola duvidosa lhe deu uma vantagem crucial que não apenas confirmou, como também quebrou o saque de Djokovic.

Thiem, então, teve a oportunidade de sacar para o jogo, mas o sérvio brilhou, quebrou de volta e levou a partida para o tie-break. Nele, o austríaco começou nervoso e viu o rival abrir 3 a 0 e 4 a 1. Agressivo, fez cinco pontos seguidos e chegou ao 6/4. Desperdiçou o primeiro match-point, mas não o segundo e conseguiu uma das mais importantes vitórias de sua carreira.

"Voltar de um 1/4 (no tie-break) foi um pouco de sorte, mas esse foi um jogo inacreditável que nunca esquecerei. Novak é o melhor jogador do mundo e tinha de fazer algo especial (para vencer)", completou o austríaco.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Thiem derrota Djokovic de virada e garante vaga antecipada à semi do ATP Finals


12/11/2019 | 20:47


A chave de simples do ATP Finals, torneio em Londres que reúne os melhores da temporada, já tem o primeiro tenista garantido nas semifinais. É o austríaco Dominic Thiem, que nesta terça-feira venceu de virada uma batalha de alto nível técnico e muita emoção contra o sérvio Novak Djokovic por 2 sets a 1 - com parciais de 6/7 (5/7), 6/3 e 7/6 (7/5), após 2 horas e 47 minutos.

A campanha de Thiem, atual número 5 do mundo, não poderia ser melhor. Antes de bater Djokovic, segundo do ranking que luta contra o espanhol Rafael Nadal para retomar a liderança, o austríaco ganhou na estreia do suíço Roger Federer em dois sets. Agora, classificado pela primeira vez na carreira às semifinais do ATP Finals, enfrentará o italiano Matteo Berrettini, já eliminado, apenas para cumprir tabela na rodada final do grupo Bjorn Borg.

"Este foi realmente um daqueles jogos mais especiais, que eu treinei a minha vida toda para isso. Um duelo épico em uma atmosfera incrível, batendo uma lenda do nosso esporte. E ainda conseguindo a classificação às semifinais, o que é melhor", disse Thiem, cansado e emocionado, ainda na quadra da O2 Arena logo após a vitória.

Para Djokovic fica o gosto amargo da derrota, que escapou nos momentos decisivos do tie-break do terceiro set, e da oportunidade perdida de diminuir a diferença de pontos para Nadal no ranking - cada vitória vale 200 pontos e a distância poderia cair para apenas 240 caso derrotasse Thiem.

O resultado também faz com que o duelo entre Djokovic e Federer nesta quinta-feira seja um confronto direto pela segunda vaga do grupo. O sérvio lidera o retrospecto entre eles por 26 a 22, além de ter levado a melhor nos últimos quatro jogos. O duelo mais recente foi a final de Wimbledon deste ano, vencida por Djokovic em uma batalha de quase cinco horas.

Em quadra, Thiem e Djokovic fizeram um jogo decidido nos detalhes. O tenista austríaco buscava atacar para superar o alto poderio ofensivo do rival. No primeiro set, cada um teve uma quebra de saque e a decisão foi para o tie-break, no qual o sérvio teve mais frieza para ganhar por 7 a 5. No segundo, foi o número 5 do mundo que mostrou mais força e logo abriu 3 a 0 para depois administrar a vantagem e empatar o duelo.

O terceiro e decisivo set foi de altíssimo nível técnico. Thiem começou melhor e abriu 3 a 1, mas Djokovic se recuperou rapidamente e ficou na frente no placar ao vencer três games seguidos. O jogo ficou tenso e o sérvio chegou a passar perto da vitória no 10.º game, mas um desafio do austríaco em uma bola duvidosa lhe deu uma vantagem crucial que não apenas confirmou, como também quebrou o saque de Djokovic.

Thiem, então, teve a oportunidade de sacar para o jogo, mas o sérvio brilhou, quebrou de volta e levou a partida para o tie-break. Nele, o austríaco começou nervoso e viu o rival abrir 3 a 0 e 4 a 1. Agressivo, fez cinco pontos seguidos e chegou ao 6/4. Desperdiçou o primeiro match-point, mas não o segundo e conseguiu uma das mais importantes vitórias de sua carreira.

"Voltar de um 1/4 (no tie-break) foi um pouco de sorte, mas esse foi um jogo inacreditável que nunca esquecerei. Novak é o melhor jogador do mundo e tinha de fazer algo especial (para vencer)", completou o austríaco.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;