Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Venda de R$ 6,964 bi em NTN-B turbinou lucro da Caixa no 3º tri



12/11/2019 | 13:20


A Caixa Econômica Federal obteve uma receita não recorrente de R$ 6,964 bilhões com vendas de NTN-Bs, que turbinaram o lucro líquido contábil do banco no terceiro trimestre de 2019. A instituição informa ainda, em apresentação disponibilizada ao mercado, que a venda de ações da Petrobras tiveram impacto positivo de R$ 150 milhões.

De acordo com a Caixa, as NTN-Bs haviam sido reclassificadas na carteira de títulos e valores mobiliários por conta da alteração no modelo de negócios relacionado ao hedge feito por conta dos instrumentos híbridos de capital de dívida (IHCD).

"Tivemos impacto da venda de IHCD por conta da mudança de hedge para o IHCD com a devolução de recursos ao governo", explicou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em coletiva de imprensa, na sede do banco, em São Paulo.

Com isso, o lucro líquido contábil da Caixa foi a R$ 8,026 bilhões no terceiro trimestre deste ano, salto de 66,7% em relação aos 4,813 bilhões registrados no mesmo período de 2018. Já no critério recorrente, o lucro líquido do banco público foi de R$ 4,224 bilhões no terceiro trimestre, queda de 14,2% ante um ano.

A rentabilidade (ROE, na sigla em inglês) do banco encolheu 5 pontos porcentuais no terceiro trimestre ante um ano, de 19,22% para 14,22%. Em relação aos três meses anteriores, a queda foi de 1,13 ponto porcentual.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Venda de R$ 6,964 bi em NTN-B turbinou lucro da Caixa no 3º tri


12/11/2019 | 13:20


A Caixa Econômica Federal obteve uma receita não recorrente de R$ 6,964 bilhões com vendas de NTN-Bs, que turbinaram o lucro líquido contábil do banco no terceiro trimestre de 2019. A instituição informa ainda, em apresentação disponibilizada ao mercado, que a venda de ações da Petrobras tiveram impacto positivo de R$ 150 milhões.

De acordo com a Caixa, as NTN-Bs haviam sido reclassificadas na carteira de títulos e valores mobiliários por conta da alteração no modelo de negócios relacionado ao hedge feito por conta dos instrumentos híbridos de capital de dívida (IHCD).

"Tivemos impacto da venda de IHCD por conta da mudança de hedge para o IHCD com a devolução de recursos ao governo", explicou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em coletiva de imprensa, na sede do banco, em São Paulo.

Com isso, o lucro líquido contábil da Caixa foi a R$ 8,026 bilhões no terceiro trimestre deste ano, salto de 66,7% em relação aos 4,813 bilhões registrados no mesmo período de 2018. Já no critério recorrente, o lucro líquido do banco público foi de R$ 4,224 bilhões no terceiro trimestre, queda de 14,2% ante um ano.

A rentabilidade (ROE, na sigla em inglês) do banco encolheu 5 pontos porcentuais no terceiro trimestre ante um ano, de 19,22% para 14,22%. Em relação aos três meses anteriores, a queda foi de 1,13 ponto porcentual.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;