Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Protestos em Hong Kong atingem universidades e distrito financeiro



12/11/2019 | 12:38


Protestos antigoverno em Hong Kong causaram estragos na cidade pelo segundo dia consecutivo, com interrupção do serviço de trem, escolas fechadas e estradas bloqueadas, um dia depois dos episódios mais violentos das manifestações em mais de cinco meses.

Manifestantes e a polícia se enfrentaram nesta terça-feira pela cidade, inclusive em universidades, em estações de trem e no distrito financeiro.

Na Universidade Chinesa de Hong Kong, a polícia disparou bombas de gás lacrimogêneo e explosões não letais contra estudantes que protestavam. Alguns manifestantes carregavam arcos e flechas e bloquearam estradas com cercas, latas de lixo e pranchas de madeira.

Gás lacrimogêneo e explosões não letais também foram disparados na Cidade Universitária de Hong Kong, inclusive perto de dormitórios de estudantes, depois que manifestantes construíram barricadas na área.

Um dia antes, a polícia baleou um manifestante.

Os manifestantes têm cinco demandas, incluindo uma investigação judicial independente sobre a conduta da polícia. A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse ontem que o governo não cederia à violência e que não consideraria o inquérito policial independente até que o conselho que investiga as queixas contra a polícia apresente seu relatório inicial.

Muitos moradores de Hong Kong permanecem divididos em meio ao ambiente político volátil, especialmente com a economia entrando em recessão e perturbações na vida cotidiana. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Protestos em Hong Kong atingem universidades e distrito financeiro


12/11/2019 | 12:38


Protestos antigoverno em Hong Kong causaram estragos na cidade pelo segundo dia consecutivo, com interrupção do serviço de trem, escolas fechadas e estradas bloqueadas, um dia depois dos episódios mais violentos das manifestações em mais de cinco meses.

Manifestantes e a polícia se enfrentaram nesta terça-feira pela cidade, inclusive em universidades, em estações de trem e no distrito financeiro.

Na Universidade Chinesa de Hong Kong, a polícia disparou bombas de gás lacrimogêneo e explosões não letais contra estudantes que protestavam. Alguns manifestantes carregavam arcos e flechas e bloquearam estradas com cercas, latas de lixo e pranchas de madeira.

Gás lacrimogêneo e explosões não letais também foram disparados na Cidade Universitária de Hong Kong, inclusive perto de dormitórios de estudantes, depois que manifestantes construíram barricadas na área.

Um dia antes, a polícia baleou um manifestante.

Os manifestantes têm cinco demandas, incluindo uma investigação judicial independente sobre a conduta da polícia. A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse ontem que o governo não cederia à violência e que não consideraria o inquérito policial independente até que o conselho que investiga as queixas contra a polícia apresente seu relatório inicial.

Muitos moradores de Hong Kong permanecem divididos em meio ao ambiente político volátil, especialmente com a economia entrando em recessão e perturbações na vida cotidiana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;