Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Alcolumbre cita possibilidade de conclusão de 2º turno da PEC paralela hoje



12/11/2019 | 11:55


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), citou a possibilidade de concluir ainda nesta terça-feira, 12, a votação da PEC paralela em dois turnos na Casa. A proposta permite a inclusão de Estados e municípios na reforma da Previdência.

"Se der tudo certo", afirmou Alcolumbre, o Senado deixará ainda nesta terça o texto pronto para ser votado pela Câmara, onde a proposta enfrenta resistências.

O líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), usou a sessão de promulgação da reforma da Previdência para falar que os senadores votarão o segundo turno da PEC paralela nesta terça.

Na pauta do plenário do Senado, estão quatro emendas que tentam alterar o texto em primeiro turno. O relator da proposta, Tasso Jereissati (PSDB-CE), afirmou que nenhuma deve ser aprovada, mas um destaque preocupa, aquele pelo qual o PT sugere ampliar a aposentadoria por incapacidade.

A oposição precisa de 49 votos entre os 81 senadores para aprovar as alterações, cenário considerado improvável.

O relator levantou preocupação com a presença de senadores no plenário para concluir a votação nesta quarta. Ele disse acreditar na votação, "a não ser que não tenha quórum."

A sessão de promulgação da reforma, no período da manhã, está esvaziada de senadores.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alcolumbre cita possibilidade de conclusão de 2º turno da PEC paralela hoje


12/11/2019 | 11:55


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), citou a possibilidade de concluir ainda nesta terça-feira, 12, a votação da PEC paralela em dois turnos na Casa. A proposta permite a inclusão de Estados e municípios na reforma da Previdência.

"Se der tudo certo", afirmou Alcolumbre, o Senado deixará ainda nesta terça o texto pronto para ser votado pela Câmara, onde a proposta enfrenta resistências.

O líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), usou a sessão de promulgação da reforma da Previdência para falar que os senadores votarão o segundo turno da PEC paralela nesta terça.

Na pauta do plenário do Senado, estão quatro emendas que tentam alterar o texto em primeiro turno. O relator da proposta, Tasso Jereissati (PSDB-CE), afirmou que nenhuma deve ser aprovada, mas um destaque preocupa, aquele pelo qual o PT sugere ampliar a aposentadoria por incapacidade.

A oposição precisa de 49 votos entre os 81 senadores para aprovar as alterações, cenário considerado improvável.

O relator levantou preocupação com a presença de senadores no plenário para concluir a votação nesta quarta. Ele disse acreditar na votação, "a não ser que não tenha quórum."

A sessão de promulgação da reforma, no período da manhã, está esvaziada de senadores.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;