Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bivar: qualquer turbulência no sistema partidário é preocupante

EBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


12/11/2019 | 10:38


O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, disse na manhã desta terça-feira, 12, não ter sido informado sobre a provável saída do presidente Jair Bolsonaro do partido.

"Tudo que faça qualquer turbulência no sistema partidário é preocupante. Eu acho que o sistema partidário é a base da nossa democracia. São as instituições que estão em funcionamento normal dentro de um Estado de direito", disse Bivar ao chegar para a cerimônia de promulgação da reforma da Previdência.

Ele ainda mandou um recado a Bolsonaro afirmando que a reforma "está na conta do Congresso Nacional". Bivar evitou comentar se o partido vai requerer o mandato de deputados que desembarcarem da legenda. "Não posso raciocinar sob hipótese."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bivar: qualquer turbulência no sistema partidário é preocupante


12/11/2019 | 10:38


O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, disse na manhã desta terça-feira, 12, não ter sido informado sobre a provável saída do presidente Jair Bolsonaro do partido.

"Tudo que faça qualquer turbulência no sistema partidário é preocupante. Eu acho que o sistema partidário é a base da nossa democracia. São as instituições que estão em funcionamento normal dentro de um Estado de direito", disse Bivar ao chegar para a cerimônia de promulgação da reforma da Previdência.

Ele ainda mandou um recado a Bolsonaro afirmando que a reforma "está na conta do Congresso Nacional". Bivar evitou comentar se o partido vai requerer o mandato de deputados que desembarcarem da legenda. "Não posso raciocinar sob hipótese."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;