Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Irã enriquece urânio em Fordow e ministros da Europa demonstram preocupação



11/11/2019 | 21:40


O Irã levou adiante sua ameaça de enriquecer urânio na base subterrânea de Fordow, afirmou nesta segunda-feira a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). A notícia representa o mais sério passo já dado pelo país nesse sentido, conforme o país se afasta do acordo nuclear de 2015.

O Irã adotou uma série de medidas em desafio gradual ao acordo desde julho, em resposta às duras sanções dos Estados Unidos. Teerã busca apoio da Europa para ajudar o país persa economicamente e se contrapor à pressão da Casa Branca. O Irã anunciou na semana passada a retomada do enriquecimento em Fordow. A AIEA afirma que o país por ora possui apenas algumas centenas de centrífugas básicas com o material no local.

O governo iraniano afirma que todas as suas atividades têm fins pacíficos. Nesta segunda-feira, os ministros das Relações Exteriores de Reino Unido, França, Alemanha e da União Europeia afirmaram, após reunião em Paris, que estão "extremamente preocupados" com as ações do Irã em Fordow. A decisão "tem algumas consequências potencialmente sérias em termos de proliferação" nuclear, advertiram. Eles disseram que seguem determinados a preservar o acordo nuclear, mas pediram que o Irã volte a cumprir o que está determinado. Os ministros, contudo, não fizeram nenhuma ameaça direta, embora não tenham descartado recorrer ao mecanismo de disputas em relação ao acordo. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Irã enriquece urânio em Fordow e ministros da Europa demonstram preocupação


11/11/2019 | 21:40


O Irã levou adiante sua ameaça de enriquecer urânio na base subterrânea de Fordow, afirmou nesta segunda-feira a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). A notícia representa o mais sério passo já dado pelo país nesse sentido, conforme o país se afasta do acordo nuclear de 2015.

O Irã adotou uma série de medidas em desafio gradual ao acordo desde julho, em resposta às duras sanções dos Estados Unidos. Teerã busca apoio da Europa para ajudar o país persa economicamente e se contrapor à pressão da Casa Branca. O Irã anunciou na semana passada a retomada do enriquecimento em Fordow. A AIEA afirma que o país por ora possui apenas algumas centenas de centrífugas básicas com o material no local.

O governo iraniano afirma que todas as suas atividades têm fins pacíficos. Nesta segunda-feira, os ministros das Relações Exteriores de Reino Unido, França, Alemanha e da União Europeia afirmaram, após reunião em Paris, que estão "extremamente preocupados" com as ações do Irã em Fordow. A decisão "tem algumas consequências potencialmente sérias em termos de proliferação" nuclear, advertiram. Eles disseram que seguem determinados a preservar o acordo nuclear, mas pediram que o Irã volte a cumprir o que está determinado. Os ministros, contudo, não fizeram nenhuma ameaça direta, embora não tenham descartado recorrer ao mecanismo de disputas em relação ao acordo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;