Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

CCJ da Câmara inicia sessão que pode votar PEC sobre segunda instância



11/11/2019 | 18:53


O presidente da Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ), Felipe Francischini (PSL-PR), iniciou, com mais de quatro horas de atraso a sessão que pode votar a proposta de emenda constitucional sobre segunda instância. A reunião estava marcada para as 14h, mas houve demora para o colegiado atingir o quórum mínimo necessário para dar início aos trabalhos. São necessários no mínimo 34 deputados que fazem parte da comissão, presentes.

Há mais de 50 deputados inscritos para debater a PEC. Cada titular ou suplente pode falar por até 15 minutos. Já os que não fazem parte do colegiado têm 10 minutos.

No entanto, para chegar ao debate da PEC o colegiado precisa ainda vencer o chamado "kit obstrução" que são ferramentas regimentais usadas pela oposição para atrasar o andamento, como requerimentos de retirada de pauta ou adiamento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

CCJ da Câmara inicia sessão que pode votar PEC sobre segunda instância


11/11/2019 | 18:53


O presidente da Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ), Felipe Francischini (PSL-PR), iniciou, com mais de quatro horas de atraso a sessão que pode votar a proposta de emenda constitucional sobre segunda instância. A reunião estava marcada para as 14h, mas houve demora para o colegiado atingir o quórum mínimo necessário para dar início aos trabalhos. São necessários no mínimo 34 deputados que fazem parte da comissão, presentes.

Há mais de 50 deputados inscritos para debater a PEC. Cada titular ou suplente pode falar por até 15 minutos. Já os que não fazem parte do colegiado têm 10 minutos.

No entanto, para chegar ao debate da PEC o colegiado precisa ainda vencer o chamado "kit obstrução" que são ferramentas regimentais usadas pela oposição para atrasar o andamento, como requerimentos de retirada de pauta ou adiamento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;