Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Cirino marca no fim após falha de Volpi e Athletico impõe novo revés ao São Paulo



10/11/2019 | 18:24


Com um gol aos 44 minutos do segundo tempo, o Athletico-PR derrotou o São Paulo por 1 a 0, neste domingo, no Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Marcelo Cirino balançou as redes se aproveitando de uma falha do goleiro Tiago Volpi no lance: "Assumo a responsabilidade. Completamente minha. Fui tentar segurar a bola, mas acabou passando. Acabamos perdendo por esse lance", lamentou o jogador tricolor.

Foi a segunda derrota consecutiva do São Paulo no Morumbi, onde na última quinta-feira o time havia sido superado pelo Fluminense por 2 a 0, pela rodada anterior do Brasileirão. Após a partida, a torcida são-paulina ecoou uma sonora vaia protestando contra os jogadores.

Com a derrota, o São Paulo estaciona nos 52 pontos, na quinta colocação, perde a oportunidade de ultrapassar o Grêmio e termina a rodada fora do G4, zona de classificação que garante uma vaga diretamente à fase de grupos da Copa Libertadores.

O Athletico-PR chegou aos 50 pontos, na sexta colocação, mas já tem vaga garantida na competição continental por ter faturado o título da Copa do Brasil nesta temporada. Essa também foi a oitava derrota do São Paulo no Campeonato Brasileiro, sendo a terceira sofrida no Morumbi. O time do Paraná chega ao 14º triunfo na competição, e o quinto como visitante.

Na 33ª rodada, o São Paulo tenta a reabilitação no clássico paulista contra o Santos, sábado, na Vila Belmiro. No domingo, o Athletico-PR recebe o Botafogo, na Arena da Baixada, em Curitiba.

São Paulo e Athletico-PR fizeram um primeiro tempo movimentado, aberto, no qual as melhores chances foram criadas pelo time paulista. O visitante optou por se defender e saiu rapidamente nos contra-ataques, puxados por Nikão e Marcelo Cirino. Apesar da correria imposta aos zagueiros do São Paulo, o time paranaense falhou no último lance, e não conseguiu concluir com perigo ao gol Tiago Volpi.

O São Paulo se arriscou mais, tomou a iniciativa do jogo, mas encontrou dificuldade de penetração quando esteve próximo da área do Athletico-PR. Quando conseguiu concluir a gol, parou em Santos, que fez três defesas importantes.

A primeira delas foi aos 7, quando Reinaldo chutou da entrada da área, a bola desviou em Robson Bambu, mas Santos conseguiu espalmar para escanteio. Aos 21, o goleiro do Athletico saiu jogando errado com os pés, mas se recuperou no lance e defendeu o chute de Pablo que, na marca de pênalti, não aproveitou a chance para abrir o placar.

A última boa chance são-paulina na primeira etapa aconteceu aos 34, quando Antony arriscou de fora da área e o goleiro atlheticano fez a defesa no centro do gol.

O segundo tempo apresentou o mesmo panorama da etapa inicial, com o São Paulo no ataque e o Athletico buscando os espaços deixados no setor defensivo do adversário. Mas, desta vez, o time paranaense melhorou a marcação e não permitiu ao São Paulo chegar com o perigo.

Aos 21, o time paranaense criou a sua melhor oportunidade até então, quando Lucho González recebeu passe de Nikão dentro da área e chutou com muito perigo à esquerda do gol de Volpi.

O São Paulo esteve próximo do gol aos 26, quando a defesa do Athletico bobeou e Gabriel Sara dividiu dentro da pequena área. A bola passou com perigo à direita do gol de Santos.

Fernando Diniz ainda tentou, através de alterações, deixar o São Paulo mais ofensivo, mas o Athletico-PR se postou bem e não permitiu uma pressão nos minutos finais.

E quando a partida caminhava para o empate, uma falha de Tiago Volpi deu a vitória ao Athletico. Aos 44, após boa jogada individual de Vitinho pela esquerda, Marcelo Cirino arriscou de fora da área, o goleiro são-paulino caiu para fazer a defesa, mas a bola tocou na sua mão esquerda e foi parar nas redes.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 x 1 ATHLETICO-PR

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei (Gabriel Sara), Antony, Tchê Tchê, Igor Gomes (Hernanes) e Vitor Bueno; Pablo (Raniel). Técnico: Fernando Diniz

ATHLETICO-PR - Santos; Madson, Robson Bambu, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Erick) e Bruno Nazário (Lucho González); Nikão, Marcelo Cirino e Rony (Vitinho). Técnico: Eduardo Barros.

GOLS - Marcelo Cirino, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Camacho, Reinaldo, Wellington e Antony.

RENDA - R$ 397.902,00.

PÚBLICO - 13.795 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cirino marca no fim após falha de Volpi e Athletico impõe novo revés ao São Paulo


10/11/2019 | 18:24


Com um gol aos 44 minutos do segundo tempo, o Athletico-PR derrotou o São Paulo por 1 a 0, neste domingo, no Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Marcelo Cirino balançou as redes se aproveitando de uma falha do goleiro Tiago Volpi no lance: "Assumo a responsabilidade. Completamente minha. Fui tentar segurar a bola, mas acabou passando. Acabamos perdendo por esse lance", lamentou o jogador tricolor.

Foi a segunda derrota consecutiva do São Paulo no Morumbi, onde na última quinta-feira o time havia sido superado pelo Fluminense por 2 a 0, pela rodada anterior do Brasileirão. Após a partida, a torcida são-paulina ecoou uma sonora vaia protestando contra os jogadores.

Com a derrota, o São Paulo estaciona nos 52 pontos, na quinta colocação, perde a oportunidade de ultrapassar o Grêmio e termina a rodada fora do G4, zona de classificação que garante uma vaga diretamente à fase de grupos da Copa Libertadores.

O Athletico-PR chegou aos 50 pontos, na sexta colocação, mas já tem vaga garantida na competição continental por ter faturado o título da Copa do Brasil nesta temporada. Essa também foi a oitava derrota do São Paulo no Campeonato Brasileiro, sendo a terceira sofrida no Morumbi. O time do Paraná chega ao 14º triunfo na competição, e o quinto como visitante.

Na 33ª rodada, o São Paulo tenta a reabilitação no clássico paulista contra o Santos, sábado, na Vila Belmiro. No domingo, o Athletico-PR recebe o Botafogo, na Arena da Baixada, em Curitiba.

São Paulo e Athletico-PR fizeram um primeiro tempo movimentado, aberto, no qual as melhores chances foram criadas pelo time paulista. O visitante optou por se defender e saiu rapidamente nos contra-ataques, puxados por Nikão e Marcelo Cirino. Apesar da correria imposta aos zagueiros do São Paulo, o time paranaense falhou no último lance, e não conseguiu concluir com perigo ao gol Tiago Volpi.

O São Paulo se arriscou mais, tomou a iniciativa do jogo, mas encontrou dificuldade de penetração quando esteve próximo da área do Athletico-PR. Quando conseguiu concluir a gol, parou em Santos, que fez três defesas importantes.

A primeira delas foi aos 7, quando Reinaldo chutou da entrada da área, a bola desviou em Robson Bambu, mas Santos conseguiu espalmar para escanteio. Aos 21, o goleiro do Athletico saiu jogando errado com os pés, mas se recuperou no lance e defendeu o chute de Pablo que, na marca de pênalti, não aproveitou a chance para abrir o placar.

A última boa chance são-paulina na primeira etapa aconteceu aos 34, quando Antony arriscou de fora da área e o goleiro atlheticano fez a defesa no centro do gol.

O segundo tempo apresentou o mesmo panorama da etapa inicial, com o São Paulo no ataque e o Athletico buscando os espaços deixados no setor defensivo do adversário. Mas, desta vez, o time paranaense melhorou a marcação e não permitiu ao São Paulo chegar com o perigo.

Aos 21, o time paranaense criou a sua melhor oportunidade até então, quando Lucho González recebeu passe de Nikão dentro da área e chutou com muito perigo à esquerda do gol de Volpi.

O São Paulo esteve próximo do gol aos 26, quando a defesa do Athletico bobeou e Gabriel Sara dividiu dentro da pequena área. A bola passou com perigo à direita do gol de Santos.

Fernando Diniz ainda tentou, através de alterações, deixar o São Paulo mais ofensivo, mas o Athletico-PR se postou bem e não permitiu uma pressão nos minutos finais.

E quando a partida caminhava para o empate, uma falha de Tiago Volpi deu a vitória ao Athletico. Aos 44, após boa jogada individual de Vitinho pela esquerda, Marcelo Cirino arriscou de fora da área, o goleiro são-paulino caiu para fazer a defesa, mas a bola tocou na sua mão esquerda e foi parar nas redes.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 x 1 ATHLETICO-PR

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei (Gabriel Sara), Antony, Tchê Tchê, Igor Gomes (Hernanes) e Vitor Bueno; Pablo (Raniel). Técnico: Fernando Diniz

ATHLETICO-PR - Santos; Madson, Robson Bambu, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Erick) e Bruno Nazário (Lucho González); Nikão, Marcelo Cirino e Rony (Vitinho). Técnico: Eduardo Barros.

GOLS - Marcelo Cirino, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Camacho, Reinaldo, Wellington e Antony.

RENDA - R$ 397.902,00.

PÚBLICO - 13.795 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;