Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Irã anuncia retomada da produção de urânio enriquecido

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


07/11/2019 | 04:02


O governo do Irã voltou a produzir urânio enriquecido através da injeção de gás de urânio em centrífugas, informou nesta quinta-feira (7), a AEO (Organização de Energia Atômica), do Irã na sigla em inglês).

O anúncio intensifica as pressões sobre países europeus para que colaborem com o país persa para contornar as sanções dos Estados Unidos sobre petróleo iraniano, impostas em 2018 pelo presidente Donald Trump, quando anunciou sua retirada do acordo nuclear.

Segundo a AEOI, a injeção de gás começou hoje no complexo nuclear de Fordo e deve enriquecer a substância até a concentração de 4,5% - acima do limite de 3,67% do acordo internacional, mas ainda muito abaixo dos 90% necessários para a aplicação em armas.

O Irã insiste que suas operações de enriquecimento de urânio são utilizadas para fins pacíficos, mas há temores de que a nação possa estar desenvolvendo armas de destruição em massa. Na semana passada, autoridades iranianas impediram o acesso de uma inspetora das Nações Unidas ao complexo nuclear de Natanz, alegando que um alarme soou quando ela entrou na fábrica. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Irã anuncia retomada da produção de urânio enriquecido


07/11/2019 | 04:02


O governo do Irã voltou a produzir urânio enriquecido através da injeção de gás de urânio em centrífugas, informou nesta quinta-feira (7), a AEO (Organização de Energia Atômica), do Irã na sigla em inglês).

O anúncio intensifica as pressões sobre países europeus para que colaborem com o país persa para contornar as sanções dos Estados Unidos sobre petróleo iraniano, impostas em 2018 pelo presidente Donald Trump, quando anunciou sua retirada do acordo nuclear.

Segundo a AEOI, a injeção de gás começou hoje no complexo nuclear de Fordo e deve enriquecer a substância até a concentração de 4,5% - acima do limite de 3,67% do acordo internacional, mas ainda muito abaixo dos 90% necessários para a aplicação em armas.

O Irã insiste que suas operações de enriquecimento de urânio são utilizadas para fins pacíficos, mas há temores de que a nação possa estar desenvolvendo armas de destruição em massa. Na semana passada, autoridades iranianas impediram o acesso de uma inspetora das Nações Unidas ao complexo nuclear de Natanz, alegando que um alarme soou quando ela entrou na fábrica. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;