Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Palacio esconde oposição feita a Luiz Tortorello


Raphael Rocha

06/11/2019 | 07:00


Pré-candidato a prefeito de São Caetano na eleição do ano que vem, Fabio Palacio (PSD) recorrentemente utiliza as redes sociais com citações a Luiz Tortorello, lendário prefeito por três vezes da cidade e que morreu no fim de 2004. O primeiro mandato de Palacio como vereador foi justamente o último de Tortorello como prefeito. Neófito à ocasião – e filiado ao PL –, Palacio manteve perfil discreto, longe de ser um tortorellista de carteirinha na casa. Mais do que isso. No último ano de mandato, esteve na bancada de oposição – este Diário mostrou, em edição de junho de 2004, que Palacio criticou as pinturas em escolas promovidas pela então gestão. Naquele ano, Tortorello escolheu seu então secretário de Saúde, José Auricchio Júnior, para sucedê-lo, o mesmo Auricchio que comanda a Prefeitura agora.

BASTIDORES

Contrastes
Na noite de segunda-feira, o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), esteve na Câmara, em prestação de contas de seu mandato aos vereadores. Mas chamou atenção a postura do parlamentar César Oliva (PL). Efusivo opositor do tucano e sempre munido de discursos ácidos contra o chefe do Executivo nas sessões, das terças-feiras, Oliva até utilizou a tribuna para questionar alguns pontos do governo de Auricchio, mas mostrou nervosismo inabitual. Até mesmo quem se simpatiza com Oliva estranhou e comentou à boca pequena que o vereador precisaria se preparar muito caso queira ser prefeiturável e encarar Auricchio em um debate cara a cara.

Mais tempo
O TCE (Tribunal de Contas do Estado) adiou a análise da contabilidade de 2017 da Prefeitura de Mauá, o primeiro ano de gestão de Atila Jacomussi (PSB). A despeito das recomendações de rejeição por órgãos internos, a conselheira Cristiana de Castro Moraes pediu tempo para avaliar a argumentação da defesa do socialista, que apontou cenário de instabilidade financeira herdada e pouco tempo para sanear os problemas.

Elian Santana
A Vara Cível da Justiça Federal de São Bernardo autorizou o retorno da vereadora afastada Elian Santana (SD), de Santo André, alvo da Operação Barbour, que investiga denúncia de fraudes no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Entretanto, a Vara Criminal rejeitou o regresso dela, mantendo o suplente Vavá da Churrascaria na cadeira. A decisão criminal foi a de que é necessário esperar o julgamento do mérito do caso. Ela está fora há quase um ano. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Palacio esconde oposição feita a Luiz Tortorello

Raphael Rocha

06/11/2019 | 07:00


Pré-candidato a prefeito de São Caetano na eleição do ano que vem, Fabio Palacio (PSD) recorrentemente utiliza as redes sociais com citações a Luiz Tortorello, lendário prefeito por três vezes da cidade e que morreu no fim de 2004. O primeiro mandato de Palacio como vereador foi justamente o último de Tortorello como prefeito. Neófito à ocasião – e filiado ao PL –, Palacio manteve perfil discreto, longe de ser um tortorellista de carteirinha na casa. Mais do que isso. No último ano de mandato, esteve na bancada de oposição – este Diário mostrou, em edição de junho de 2004, que Palacio criticou as pinturas em escolas promovidas pela então gestão. Naquele ano, Tortorello escolheu seu então secretário de Saúde, José Auricchio Júnior, para sucedê-lo, o mesmo Auricchio que comanda a Prefeitura agora.

BASTIDORES

Contrastes
Na noite de segunda-feira, o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), esteve na Câmara, em prestação de contas de seu mandato aos vereadores. Mas chamou atenção a postura do parlamentar César Oliva (PL). Efusivo opositor do tucano e sempre munido de discursos ácidos contra o chefe do Executivo nas sessões, das terças-feiras, Oliva até utilizou a tribuna para questionar alguns pontos do governo de Auricchio, mas mostrou nervosismo inabitual. Até mesmo quem se simpatiza com Oliva estranhou e comentou à boca pequena que o vereador precisaria se preparar muito caso queira ser prefeiturável e encarar Auricchio em um debate cara a cara.

Mais tempo
O TCE (Tribunal de Contas do Estado) adiou a análise da contabilidade de 2017 da Prefeitura de Mauá, o primeiro ano de gestão de Atila Jacomussi (PSB). A despeito das recomendações de rejeição por órgãos internos, a conselheira Cristiana de Castro Moraes pediu tempo para avaliar a argumentação da defesa do socialista, que apontou cenário de instabilidade financeira herdada e pouco tempo para sanear os problemas.

Elian Santana
A Vara Cível da Justiça Federal de São Bernardo autorizou o retorno da vereadora afastada Elian Santana (SD), de Santo André, alvo da Operação Barbour, que investiga denúncia de fraudes no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Entretanto, a Vara Criminal rejeitou o regresso dela, mantendo o suplente Vavá da Churrascaria na cadeira. A decisão criminal foi a de que é necessário esperar o julgamento do mérito do caso. Ela está fora há quase um ano. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;