Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Consórcio resgata aplicativo para alerta de emergências

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Entidade também promete comunicados relacionados ao clima pelas redes sociais para prevenir tragédias durante o verão


Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

06/11/2019 | 07:00


Visando prevenir acidentes no período de chuvas, o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC reativou o Alerta ABC, aplicativo de informações climáticas da região lançado em 2017. A entidade também criou perfis no Facebook (facebook.com.br/cgeabc) e no Twitter (@cge_abc), cujo funcionamento para emissão de alertas durante o verão será de 24 horas. As medidas foram anunciadas ontem durante a 113ª Reunião Ordinária da Assembleia Geral de prefeitos.

“Esses veículos serão atualizados durante o verão assim que tiver qualquer tipo de alarme”, destacou Paulo Serra (PSDB), presidente da entidade e prefeito de Santo André. “Se chover, ainda mais na quantidade do mês de março (deste ano, quando choveu quase 150 milímetros em apenas três horas na região), é óbvio que vamos ter ocorrências, mesmo que todos os piscinões e toda a limpeza de córregos esteja funcionando 100%. O que podemos melhorar é a informação para preservar vidas e minimizar eventuais prejuízos materiais”, completou.

Em maio, o Diário publicou que o colegiado cogitava cancelar o aplicativo, depois que o contrato com a empresa responsável pelo sistema operacional foi cancelado – o serviço estava inoperante desde dezembro. A retomada da ferramenta foi fruto de esforços do próprio Consórcio, com envolvimento das áreas de comunicação, TI (Tecnologia da Informação) e da diretoria de programas e projetos. Não houve investimento financeiro.

A tecnologia é a principal aposta da região para reduzir o número de vítimas das chuvas de verão – entre janeiro e março deste ano, foram 14 mortes em decorrência de alagamentos ou deslizamentos. Contudo, o GT (Grupo de Trabalho) Gestão Riscos observou que, desde o período, a Defesa Civil das sete cidades passam por capacitação constante. Exemplo é o treinamento das defesas civis da Região Metropolitana do Estado, que participaram de treinamento integrado no dia 26 de outubro, em São Bernardo.

“Tiramos bons frutos daquela chuva extraordinária, no mau sentido, que ocorreu em março. Naquele dia, não tinha nem previsão de chuva, então, foi um grande aprendizado de reação rápida e de melhorar diagnósticos. Todo esse tempo investimos nisso”, explicou Paulo Serra. Desde sexta-feira, está vigorando a Operação Chuvas de Verão da Defesa Civil do Estado, que está monitorando 164 áreas de risco no Grande ABC. A ação vai até 31 de março de 2020.

ORDENS DE SERVIÇO

Durante a reunião, também foram aprovadas duas ordens de serviço. A primeira, trata da elaboração de projeto de micro e macrodrenagem para Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, orçada em R$ 2,33 milhões, valor financiado pelo Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos). Segundo a entidade regional, a concepção tem prazo de nove meses para ser entregue.

A outra autorização assinada pelos prefeitos da região foi a de aprimoramento, complementação e automatização do sistema de monitoramento hidrológico das microbacias hidrográficas do Grande ABC, cujo investimento é de R$ 1,92 milhão. “O projeto segue, justamente, na mesma linha de prevenção de danos causados pelas enchentes”, assinalou o presidente do Consórcio. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Consórcio resgata aplicativo para alerta de emergências

Entidade também promete comunicados relacionados ao clima pelas redes sociais para prevenir tragédias durante o verão

Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

06/11/2019 | 07:00


Visando prevenir acidentes no período de chuvas, o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC reativou o Alerta ABC, aplicativo de informações climáticas da região lançado em 2017. A entidade também criou perfis no Facebook (facebook.com.br/cgeabc) e no Twitter (@cge_abc), cujo funcionamento para emissão de alertas durante o verão será de 24 horas. As medidas foram anunciadas ontem durante a 113ª Reunião Ordinária da Assembleia Geral de prefeitos.

“Esses veículos serão atualizados durante o verão assim que tiver qualquer tipo de alarme”, destacou Paulo Serra (PSDB), presidente da entidade e prefeito de Santo André. “Se chover, ainda mais na quantidade do mês de março (deste ano, quando choveu quase 150 milímetros em apenas três horas na região), é óbvio que vamos ter ocorrências, mesmo que todos os piscinões e toda a limpeza de córregos esteja funcionando 100%. O que podemos melhorar é a informação para preservar vidas e minimizar eventuais prejuízos materiais”, completou.

Em maio, o Diário publicou que o colegiado cogitava cancelar o aplicativo, depois que o contrato com a empresa responsável pelo sistema operacional foi cancelado – o serviço estava inoperante desde dezembro. A retomada da ferramenta foi fruto de esforços do próprio Consórcio, com envolvimento das áreas de comunicação, TI (Tecnologia da Informação) e da diretoria de programas e projetos. Não houve investimento financeiro.

A tecnologia é a principal aposta da região para reduzir o número de vítimas das chuvas de verão – entre janeiro e março deste ano, foram 14 mortes em decorrência de alagamentos ou deslizamentos. Contudo, o GT (Grupo de Trabalho) Gestão Riscos observou que, desde o período, a Defesa Civil das sete cidades passam por capacitação constante. Exemplo é o treinamento das defesas civis da Região Metropolitana do Estado, que participaram de treinamento integrado no dia 26 de outubro, em São Bernardo.

“Tiramos bons frutos daquela chuva extraordinária, no mau sentido, que ocorreu em março. Naquele dia, não tinha nem previsão de chuva, então, foi um grande aprendizado de reação rápida e de melhorar diagnósticos. Todo esse tempo investimos nisso”, explicou Paulo Serra. Desde sexta-feira, está vigorando a Operação Chuvas de Verão da Defesa Civil do Estado, que está monitorando 164 áreas de risco no Grande ABC. A ação vai até 31 de março de 2020.

ORDENS DE SERVIÇO

Durante a reunião, também foram aprovadas duas ordens de serviço. A primeira, trata da elaboração de projeto de micro e macrodrenagem para Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, orçada em R$ 2,33 milhões, valor financiado pelo Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos). Segundo a entidade regional, a concepção tem prazo de nove meses para ser entregue.

A outra autorização assinada pelos prefeitos da região foi a de aprimoramento, complementação e automatização do sistema de monitoramento hidrológico das microbacias hidrográficas do Grande ABC, cujo investimento é de R$ 1,92 milhão. “O projeto segue, justamente, na mesma linha de prevenção de danos causados pelas enchentes”, assinalou o presidente do Consórcio. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;