Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Correção: Após exames, Nadal viaja a Londres e defenderá número 1 no ATP Finals



05/11/2019 | 14:04


A nota enviada anteriormente continha um erro no primeiro parágrafo. O ATP Finals começa neste domingo, não no sábado. Segue a versão corrigida:

Novamente no posto de número 1 do mundo ao ultrapassar o sérvio Novak Djokovic na atualização do ranking da ATP na segunda-feira, Rafael Nadal anunciou nesta terça que viajará para Londres para a disputa do ATP Finals, que começará neste domingo com a participação dos oito melhores tenistas da temporada de 2019. Depois de realizar uma ressonância, o espanhol viu que a lesão muscular no abdome sofrida no aquecimento antes da semifinal do Masters 1000 de Paris não é tão grave.

"Ontem (segunda-feira) fiz uma tomografia em Mallorca (Espanha) e, apesar de ter um pequeno estiramento no meu abdome, viajarei a Londres", disse o número 1 do mundo em um comunicado publicado em sua conta oficial de Twitter nesta terça. "Na quinta-feira ou na sexta, começarei a treinar meu saque, e minha meta é conseguir disputar o ATP Finals em Londres. Agradeço a vocês pelo apoio".

Nadal viajará para a capital inglesa junto com seu treinador Carlos Moyá nesta quarta-feira, conforme planejado anteriormente, e com o objetivo de conquistar o único grande título que ainda não tem em seu currículo.

Esta é a 15.ª vez consecutiva que o espanhol se classifica para o ATP Finals, mas em seis delas Nadal se viu forçado a desistir da competição e desta vez não queria mais uma vez perder o evento. Seu melhor resultado foram as finais de 2010 e 2013, quando o evento já havia se mudado para Londres, onde é realizado de 2009 até este ano, já que em 2020 mudará para Turim, na Itália.

Com a presença garantida no torneio que reúne os oito melhores da temporada, o atual número 1 do mundo poderá defender em quadra a sua liderança no ranking. Ele entra na Arena O2 com 640 pontos de vantagem sobre Djokovic, que não depende apenas de si mesmo para desbancar Nadal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Correção: Após exames, Nadal viaja a Londres e defenderá número 1 no ATP Finals


05/11/2019 | 14:04


A nota enviada anteriormente continha um erro no primeiro parágrafo. O ATP Finals começa neste domingo, não no sábado. Segue a versão corrigida:

Novamente no posto de número 1 do mundo ao ultrapassar o sérvio Novak Djokovic na atualização do ranking da ATP na segunda-feira, Rafael Nadal anunciou nesta terça que viajará para Londres para a disputa do ATP Finals, que começará neste domingo com a participação dos oito melhores tenistas da temporada de 2019. Depois de realizar uma ressonância, o espanhol viu que a lesão muscular no abdome sofrida no aquecimento antes da semifinal do Masters 1000 de Paris não é tão grave.

"Ontem (segunda-feira) fiz uma tomografia em Mallorca (Espanha) e, apesar de ter um pequeno estiramento no meu abdome, viajarei a Londres", disse o número 1 do mundo em um comunicado publicado em sua conta oficial de Twitter nesta terça. "Na quinta-feira ou na sexta, começarei a treinar meu saque, e minha meta é conseguir disputar o ATP Finals em Londres. Agradeço a vocês pelo apoio".

Nadal viajará para a capital inglesa junto com seu treinador Carlos Moyá nesta quarta-feira, conforme planejado anteriormente, e com o objetivo de conquistar o único grande título que ainda não tem em seu currículo.

Esta é a 15.ª vez consecutiva que o espanhol se classifica para o ATP Finals, mas em seis delas Nadal se viu forçado a desistir da competição e desta vez não queria mais uma vez perder o evento. Seu melhor resultado foram as finais de 2010 e 2013, quando o evento já havia se mudado para Londres, onde é realizado de 2009 até este ano, já que em 2020 mudará para Turim, na Itália.

Com a presença garantida no torneio que reúne os oito melhores da temporada, o atual número 1 do mundo poderá defender em quadra a sua liderança no ranking. Ele entra na Arena O2 com 640 pontos de vantagem sobre Djokovic, que não depende apenas de si mesmo para desbancar Nadal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;