Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

PMI composto da China sobe a 52,0 e PMI de serviços cai a 51,1 em outubro



05/11/2019 | 02:08


O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China subiu de 51,9 em setembro para 52,0 em outubro, atingindo sua maior leitura desde abril deste ano. Já o PMI de serviços do país recuou de 51,3 para 51,1 no mesmo período, menor resultado em oito meses. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 05 (pelo horário local), pela IHS Markit em parceria com o grupo midiático chinês Caixin Media.

A alta do índice composto, que engloba manufatura e serviços, foi impulsionada pelo forte desempenho da indústria chinesa, que chegou a 51,7 em outubro e registrou seu maior nível em 32 meses.

"Tanto a demanda interna quanto a externa melhoraram. Contudo, a confiança das empresas permaneceu baixa, restringindo a capacidade de produção", avalia Zhengsheng Zhong, diretor de análise macroeconômica do grupo CEBM, parceiro da Caixin, em comunicado. "O desemprego estrutural e o custo de matérias-primas permaneceram problemas - as fundações para estabilizar o crescimento econômica ainda precisam ser consolidadas".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PMI composto da China sobe a 52,0 e PMI de serviços cai a 51,1 em outubro


05/11/2019 | 02:08


O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China subiu de 51,9 em setembro para 52,0 em outubro, atingindo sua maior leitura desde abril deste ano. Já o PMI de serviços do país recuou de 51,3 para 51,1 no mesmo período, menor resultado em oito meses. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 05 (pelo horário local), pela IHS Markit em parceria com o grupo midiático chinês Caixin Media.

A alta do índice composto, que engloba manufatura e serviços, foi impulsionada pelo forte desempenho da indústria chinesa, que chegou a 51,7 em outubro e registrou seu maior nível em 32 meses.

"Tanto a demanda interna quanto a externa melhoraram. Contudo, a confiança das empresas permaneceu baixa, restringindo a capacidade de produção", avalia Zhengsheng Zhong, diretor de análise macroeconômica do grupo CEBM, parceiro da Caixin, em comunicado. "O desemprego estrutural e o custo de matérias-primas permaneceram problemas - as fundações para estabilizar o crescimento econômica ainda precisam ser consolidadas".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;