Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Presidente Chinês promete abertura gradual dos mercados para investimento estrangeiro

KCNA/Fotos `públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


05/11/2019 | 01:09


O presidente Xi Jinping prometeu nesta terça-feira (5), adotar mais iniciativas para abrir gradualmente os mercados chineses para investidores estrangeiros, mas não apresentou nenhuma medida para tentar relaxar as tensões comerciais com os Estados Unidos e a Europa.

Xi discursou na abertura da China International Import Expo, em Pequim, e afirmou que pretende "expandir a abertura de mercados" e avançar na redução de restrições ao capital estrangeiro.

Pequim tem anunciado a redução de tarifas e flexibilizado restrições a importações, mas nenhuma das iniciativas até agora contribui para a resolução de conflitos com americanos e europeus sobre as restrições à presença de companhias estrangeiras no país.

Grupos empresariais têm saudado o processo chinês de abertura, mas se dizem frustrados com o ritmo gradual e a permanência de restrições.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente Chinês promete abertura gradual dos mercados para investimento estrangeiro


05/11/2019 | 01:09


O presidente Xi Jinping prometeu nesta terça-feira (5), adotar mais iniciativas para abrir gradualmente os mercados chineses para investidores estrangeiros, mas não apresentou nenhuma medida para tentar relaxar as tensões comerciais com os Estados Unidos e a Europa.

Xi discursou na abertura da China International Import Expo, em Pequim, e afirmou que pretende "expandir a abertura de mercados" e avançar na redução de restrições ao capital estrangeiro.

Pequim tem anunciado a redução de tarifas e flexibilizado restrições a importações, mas nenhuma das iniciativas até agora contribui para a resolução de conflitos com americanos e europeus sobre as restrições à presença de companhias estrangeiras no país.

Grupos empresariais têm saudado o processo chinês de abertura, mas se dizem frustrados com o ritmo gradual e a permanência de restrições.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;