Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nove recomendações para quem deseja alugar um carro no exterior

A principal dica é a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), o documento deve estar dentro do prazo de validade

Redação

04/11/2019 | 14:48


Alugar um carro no exterior tem se tornado uma prática cada vez mais comum entre brasileiros que viajam em busca de lazer, descanso, estudo, ou até mesmo trabalho fora do país. Por isso, a Rentcars.com separou 10 dicas para facilitar a experiência de quem pretende usar um veículo no exterior.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link

O fato de contar com um carro no destino escolhido dá ao viajante uma maior autonomia para que ele possa desfrutar de sua viagem, organizar cronogramas e roteiros próprios, além de oferecer maior conforto no deslocamento entre um ponto e outro. “É importante que o viajante se atente a esses pontos, pois, assim poderá se planejar, economizar e viajar com tranquilidade.”, afirma Francisco Millarch, CEO da Rentcars.com. Confira algumas dicas a seguir.

9 dicas para alugar um carro no exterior

1- Idade mínima

O padrão para viagens para os Estados Unidos e Europa é de, no mínimo, 25 anos, mas pode haver variação dependendo do país escolhido. Algumas locadoras oferecem uma opção de pagamento da taxa underage (menor de idade), que permite ao viajante locar um carro mesmo abaixo da idade mínima exigida, por meio de uma taxa adicional na reserva.

Para algumas categorias de carro, consideradas superiores e de luxo, as locadoras podem exigir uma idade maior. É importante ressaltar a importância de verificar com antecedência quais são as condições específicas de idade mínima para o país de destino.

2- Verifique qual é a carteira de habilitação necessária

É essencial que a habilitação seja condizente com o veículo que deseja locar. No Mercosul, por exemplo, o viajante deve ter a carteira nacional de habilitação (CNH) permanente e dentro do prazo de validade. Se for viajar entre os países do Mercosul, é preciso ter a Carta Verde – um documento que habilita o trânsito entre Argentina, Brasil, Chile, Uruguai e Peru.

Mesmo assim é importante ficar atento nas normas e regras para trafegar além da fronteira brasileira. Boa parte das locadoras não permite locação por mais de 50 km além da fronteira com o país onde o carro foi retirado.

Na Europa recomenda-se que tenha a Permissão Internacional para Dirigir (PID), além do passaporte. Já nos EUA, o estado da Geórgia solicita obrigatoriamente a PID. Para outros estados a recomendação é consultar diretamente a locadora escolhida para saber mais informações e assim verificar se será exigida ou não a apresentação da permissão.

3- Solicite uma habilitação internacional

É simples de se obter a PID. Uma vez que o condutor tenha a sua carteira de habilitação nacional, basta solicitar ao Detran a emissão da carteira internacional, mediante o pagamento de uma taxa. Após esse processo, a habilitação internacional será enviada para o endereço do motorista sem maiores complicações. Clique aqui para ver um guia completo do Rota de Férias.

4- Cartão de crédito

O cartão de crédito é um requisito para a locação e é usado pela locadora na caução de garantia, que é o bloqueio de um valor (pré-determinado) no cartão do responsável pela reserva. Após a devolução do carro o valor é devolvido ao locatário integralmente. Essa garantia serve para cobrir eventuais custos com o pagamento de taxas não inclusas em compras com vouchers pré-pagos, como combustível, proteções adicionais, itens opcionais, serviços especiais e qualquer taxa adicional que possa surgir no decorrer do uso do veículo.

LEIA MAIS: COMO FUNCIONAM AS OPÇÕES DE PROTEÇÃO PARA ALUGUEL DE CARRO NO EXTERIOR
VAI DIRIGIR EM OUTROS PAÍSES? VEJA DICAS E REGRAS DE TRÂNSITO

Além disso, o cartão de crédito deve estar dentro do prazo de validade, em nome do locatário, vinculado a uma instituição bancária e com limite de crédito disponível para a caução. É importante pontuar que cartões em nome de outras pessoas ou sem autorização para transações internacionais impedem a locação. Vale lembrar que os cartões pré-pagos, muito utilizados em viagens, não podem ser usados para bloqueio caução.

5- Possibilidade de alugar em uma cidade e devolver em outra

Na maioria dos casos, é possível alugar em uma cidade ou país e devolver em outro. Porém, é recomendável consultar a disponibilidade dessa opção no momento da locação, pois cada locadora tem sua própria regra sobre esse serviço. Além disso, o serviço pode implicar no pagamento de taxas adicionais, mais conhecidas como “taxa de retorno” ou “taxa de trajeto único”.

6- Diferença entre quilometragem livre e restrita

O ideal é alugar veículos com quilometragem livre, até porque, se ela for restrita e exceder a quantidade de quilômetros rodados permitidos pela tarifa, o valor da taxa para quilômetros adicionais não é baixo. Dessa forma, caso o motorista decida estender sua viagem até uma cidade vizinha, não haverá problema.

7- Inclua seguro na reserva

Opte pela cobertura mais completa possível. Dessa forma, evite problemas em casos de danos ao veículo, receba garantia de proteção contra colisões em terceiros, seguros de vida e quaisquer outras ocorrências que possam acontecer durante a locação do carro.

8- Opte pelo serviço de tanque de combustível

Alguns pacotes incluem o serviço de tanque de combustível, que permite a devolução do carro com o tanque vazio. Se este serviço não fizer parte do pacote ou não for contratado diretamente no balcão da locadora, na hora da retirada do carro, o veículo deverá ser abastecido antes da devolução. Caso contrário, a locadora irá cobrar a diferença, sendo um valor superior ao que seria pago para reabastecer o veículo em um posto de combustível.

9- Faça a vistoria antes da retirada na locadora

Realizar a vistoria junto ao atendente antes de retirar o veículo da locadora é de extrema importância para prevenir cobranças extras. Qualquer avaria apresentada no momento da devolução do carro será cobrada do locatário. Até por isso, é necessário o bloqueio caução.

Para evitar problemas, é preciso atentar-se a possíveis riscos na lataria, falta de tapete, extravio dos pinos da porta, danos nos retrovisores, e sinalize o atendente caso haja alguma avaria antes de sair com o carro.

E já que o assunto é sobre aluguel de carros, confira a seguir as estradas mais bonitas do mundo.

  • Crédito: jirfy via Visual Hunt / CC BY-NC-SA

    Pacific Coast Highway, nos EUA

  • Crédito: Tristan Taussac via Visualhunt.com / CC BY-ND

    A rodovia de Trollstigen, na Noruega, já é um show vista de longe. Durante o trajeto, o viajante passa por mirantes, cachoeiras e grandes paredões rochosos. Um espetáculo!

  • Crédito: toddwshaffer via VisualHunt / CC BY-NC-ND

    Quem visita a região das Montanhas Rochosas, no Canadá, nunca mais esquece! Não é à toa que a Icefields Parkway (Highway 93) é considerada pelos viajantes uma das estradas mais lindas do mundo. A rodovia que interliga os parques nacionais de Banff e Jasper é cercada por montanhas, cachoeiras e florestas

  • Crédito: arcreyes [-ratamahatta-] via Visual Hunt / CC BY-NC-SA

    Localizada em Nikko, no Japão, a estrada Irohazaka é um dos pontos históricos do país. Ela servia de caminho para os budistas peregrinos que iam ao lago Chuzenji. O que mais chama a atenção de quem passeia por lá é a natureza e a enorme quantidade de curvas – 48 no total, sendo que cada uma corresponde a uma letra do alfabeto japonês antigo

  • Crédito: nachomaans via Visualhunt / CC BY-NC-SA

    As cidades de Mendonza, na Argentina, e Santiago, no Chile, são interligadas pela Estrada Los Caracoles. Como o nome já indica, a rota conta tem uma série de curvas fechadas, que fazem a pista se parecer um caracol. Uma ótima aventura para quem gosta de pilotar

  • Crédito: Mikel Pierre via VisualHunt / CC BY-NC

    Apesar de ser chamada de "Estrada da Morte", a rota Camino a Los Yungas é um dos pontos turísticos da Bolívia. O percurso, aberto no meio de penhascos, interliga as cidade de La Paz e Corioco. Os viajantes costumam se aventurar a bordo de bicicletas e motos

  • Crédito: ShutterFotos via VisualHunt.com / CC BY-NC

    Com belíssimas opções de paisagens naturais, a Great Ocean Road é uma das rodovias mais bonitas da Austrália. O percurso interliga a cidade de Torquay a Allansford

  • Crédito: juanjolostium via VisualHunt / CC BY-NC-SA

    A estrada Garganta Dades fica entre Dades Boumalne e Msemrir, no Marrocos. O local chama a atenção por causa das belas formações rochosas avermelhadas

  • Crédito: M Reza Faisal via VisualHunt / CC BY-NC-ND

    A Rota Alpina Kurobe-Tateyama entra para a lista de lugares mais legais do Japão. A rodovia passa pelo meio de paredes de neve com mais de 20 metros de altura

  • Crédito: JrGMontero via Visualhunt.com / CC BY-NC-ND

    Na Alemanha, o destaque fica por conta da rodovia B500, que passa pela região da Floresta Negra. Muita gente deixa o carro de lado e opta por curtir as belas paisagens pedalando

  • Crédito: dv over dt via VisualHunt / CC BY-NC-SA

    Conhecida mundialmente, a Rota 66 cruza os Estados Unidos de Chicago a Los Angeles. Os cenários variam conforme a região e rendem ótimas fotos. Muitos trechos estão fechados, mas o passeio ainda vale a pena

  • Crédito: imagina (www.giuseppemoscato.com) via Visualhunt.com / CC BY-NC-SA

    As estradinhas que interligam as cidades da Toscana, na Itália, são sensacionais. Vale a pena curtir cada minuto da viagem e tirar altas fotos dos campos e vinhedos da região

  • Crédito: Cristi B via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND

    A Transfagarasan, na Romênia, funciona como uma ligação entre as partes sul e o norte do país. A rodovia, que passa pelo meio das montanhas Fagaras, conta com cenários magníficos e curvas fechadas

  • Crédito: Akshay Charegaonkar via VisualHunt.com / CC BY-NC-SA

    A Furka Pass é tão bonita que já apareceu até nos filmes do agente secreto James Bond. Localizada na Suíça, a estrada serviu de cenário para algumas cenas de "007 Contra Goldfinger" (1964)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;