Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Honda Twister fica mais colorida e alegre

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Franscisco Lacerda
Do Diário do Grande ABC

01/11/2019 | 08:29


Lançada em 2015 em substituição à CB 300, a Honda CB 250F Twister apresenta ao mercado a versão 2020. A motinha conserva as características do modelo de 2019. A novidade fica por conta das cores, sendo que algumas são exclusivas para cada versão, com amarela com rodas pretas para a equipada com os já consagrados freios ABS; e prata com rodas pretas e vermelha com rodas também vermelhas na com freio CBS (Combined Brake System – sistema de freio combinado), que transfere parte da pressão da frenagem traseira para a roda da frente, o que faz aumentar a segurança, sistema ideal para motociclistas iniciantes pela combinação de frenagem em ambas as rodas.

Os preços partem de R$ 14.490 com CBS e R$ 15.490 com ABS, com três anos de garantia sem limite de quilometragem e sete trocas de óleo gratuitas. O motor segue o OHC, com um cilindro, de quatro tempos arrefecido a ar, de 249,5 cm³, que entrega potência máxima de 22,4 cv a 7.500 rpm abastecido com gasolina e 22,6 cv a 7.500 rpm com etanol. O torque é de 2,28 kgfm com ambos combustíveis. No tanque cabem 16,5 litros. O câmbio tem seis marchas e a partida é elétrica.
<EM>A equipe do Diário andou na versão com freios CBS e, pilotando a motinha, a frente chama atenção, com guidão largo e sensação de fácil domínio. O painel é no estilo black-out – que possibilita melhor visualização –, moderno e tem completo computador de bordo, com velocímetro, hodômetro total e parcial, conta-giros, relógio e marcador do nível de combustível. Os piscas e a lanterna são de full LED.

Acelerando, a Twister é fácil de ‘domar’ na cidade e, na estrada, chegou tranquila aos 130 km/h, se mostrando leve e ágil. A suspensão é firme e os engates do câmbio, precisos e macios. Já as rodas são de liga leve de 17 polegadas e calçadas com pneus sem câmara.

Na subida não reclama. Ao contrário. É só acelerar que ela responde bem e rápido, tanto sozinho quanto com garupa.

A 250F (‘F’ de Fun – alegre) é ideal tanto para a correria e o trânsito maluco no Grande ABC quanto para passear. Vale o investimento. O preço, entretanto, poderia ser um pouco menos salgado.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Honda Twister fica mais colorida e alegre

Franscisco Lacerda
Do Diário do Grande ABC

01/11/2019 | 08:29


Lançada em 2015 em substituição à CB 300, a Honda CB 250F Twister apresenta ao mercado a versão 2020. A motinha conserva as características do modelo de 2019. A novidade fica por conta das cores, sendo que algumas são exclusivas para cada versão, com amarela com rodas pretas para a equipada com os já consagrados freios ABS; e prata com rodas pretas e vermelha com rodas também vermelhas na com freio CBS (Combined Brake System – sistema de freio combinado), que transfere parte da pressão da frenagem traseira para a roda da frente, o que faz aumentar a segurança, sistema ideal para motociclistas iniciantes pela combinação de frenagem em ambas as rodas.

Os preços partem de R$ 14.490 com CBS e R$ 15.490 com ABS, com três anos de garantia sem limite de quilometragem e sete trocas de óleo gratuitas. O motor segue o OHC, com um cilindro, de quatro tempos arrefecido a ar, de 249,5 cm³, que entrega potência máxima de 22,4 cv a 7.500 rpm abastecido com gasolina e 22,6 cv a 7.500 rpm com etanol. O torque é de 2,28 kgfm com ambos combustíveis. No tanque cabem 16,5 litros. O câmbio tem seis marchas e a partida é elétrica.
<EM>A equipe do Diário andou na versão com freios CBS e, pilotando a motinha, a frente chama atenção, com guidão largo e sensação de fácil domínio. O painel é no estilo black-out – que possibilita melhor visualização –, moderno e tem completo computador de bordo, com velocímetro, hodômetro total e parcial, conta-giros, relógio e marcador do nível de combustível. Os piscas e a lanterna são de full LED.

Acelerando, a Twister é fácil de ‘domar’ na cidade e, na estrada, chegou tranquila aos 130 km/h, se mostrando leve e ágil. A suspensão é firme e os engates do câmbio, precisos e macios. Já as rodas são de liga leve de 17 polegadas e calçadas com pneus sem câmara.

Na subida não reclama. Ao contrário. É só acelerar que ela responde bem e rápido, tanto sozinho quanto com garupa.

A 250F (‘F’ de Fun – alegre) é ideal tanto para a correria e o trânsito maluco no Grande ABC quanto para passear. Vale o investimento. O preço, entretanto, poderia ser um pouco menos salgado.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;