Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

População do Pilar Velho denuncia abandono animal

Foram registrados 20 casos desde janeiro; escuridão das avenidas afastadas facilita o crime


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

31/10/2019 | 07:00


Duas avenidas do bairro Pilar Velho, em Ribeirão Pires, têm sido alvo de abandono de cães rotineiramente. Moradores e comerciantes das vias Santa Cruz e Benjamin Batista Cerezoli relatam que o crime é registrado principalmente no período noturno, quando os proprietários dos pets aproveitam a baixa iluminação da área, afastada do Centro, para deixar os animais. Apenas neste ano, foram pelo menos 20 casos.

O mais recente episódio foi observado na última semana, quando duas mulheres teriam parado um veículo e deixado um cachorro sem raça definida no bairro. O animal passou a receber cuidados dos moradores. Um deles é Denilson Barros, 48 anos, morador do local há 30. Ele acolheu três cães abandonados apenas neste ano. “Geralmente, os abandonos acontecem à noite. Os animais são maiores, aparentemente mais velhos e sem raça definida”, comenta.

Na visão de Denilson, colabora para o problema o fato de o local ser “esquecido pela administração”. “A região é afastada do Centro. Acredito que quem abandona já conheça a área e saiba que os vizinhos acolhem esses animais”, comenta. Ele lembra, ainda, da falta de iluminação no local. “Por isso, eles (pessoas que abandonam os animais) preferem fazer isso à noite, quando não passa ninguém”, avalia. 

Comerciante local há três anos revela já ter observado 18 casos de abandono animal no bairro neste ano, além de pets mortos. “Cheguei para trabalhar e, atrás da árvore, tinham três cães sem vida”, disse. 

Questionada, a Prefeitura de Ribeirão Pires ressaltou que abandono e maus-tratos a animais são crimes passíveis de pena de até dois anos de detenção e multa, de acordo com a Lei Federal 9605/98. 

Conforme a administração, os casos de abandono de cães devem ser denunciados pela população à Polícia Militar ou ao setor de fiscalização ambiental da cidade pelo telefone 4828-9800. “Informações que contribuam na identificação de pessoas que cometem o crime são essenciais para a resolução dos casos – dados sobre um automóvel, por exemplo.”

Sobre o problema da falta de iluminação pública nas avenidas, a administração não se manifestou até o fechamento desta edição. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

População do Pilar Velho denuncia abandono animal

Foram registrados 20 casos desde janeiro; escuridão das avenidas afastadas facilita o crime

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

31/10/2019 | 07:00


Duas avenidas do bairro Pilar Velho, em Ribeirão Pires, têm sido alvo de abandono de cães rotineiramente. Moradores e comerciantes das vias Santa Cruz e Benjamin Batista Cerezoli relatam que o crime é registrado principalmente no período noturno, quando os proprietários dos pets aproveitam a baixa iluminação da área, afastada do Centro, para deixar os animais. Apenas neste ano, foram pelo menos 20 casos.

O mais recente episódio foi observado na última semana, quando duas mulheres teriam parado um veículo e deixado um cachorro sem raça definida no bairro. O animal passou a receber cuidados dos moradores. Um deles é Denilson Barros, 48 anos, morador do local há 30. Ele acolheu três cães abandonados apenas neste ano. “Geralmente, os abandonos acontecem à noite. Os animais são maiores, aparentemente mais velhos e sem raça definida”, comenta.

Na visão de Denilson, colabora para o problema o fato de o local ser “esquecido pela administração”. “A região é afastada do Centro. Acredito que quem abandona já conheça a área e saiba que os vizinhos acolhem esses animais”, comenta. Ele lembra, ainda, da falta de iluminação no local. “Por isso, eles (pessoas que abandonam os animais) preferem fazer isso à noite, quando não passa ninguém”, avalia. 

Comerciante local há três anos revela já ter observado 18 casos de abandono animal no bairro neste ano, além de pets mortos. “Cheguei para trabalhar e, atrás da árvore, tinham três cães sem vida”, disse. 

Questionada, a Prefeitura de Ribeirão Pires ressaltou que abandono e maus-tratos a animais são crimes passíveis de pena de até dois anos de detenção e multa, de acordo com a Lei Federal 9605/98. 

Conforme a administração, os casos de abandono de cães devem ser denunciados pela população à Polícia Militar ou ao setor de fiscalização ambiental da cidade pelo telefone 4828-9800. “Informações que contribuam na identificação de pessoas que cometem o crime são essenciais para a resolução dos casos – dados sobre um automóvel, por exemplo.”

Sobre o problema da falta de iluminação pública nas avenidas, a administração não se manifestou até o fechamento desta edição. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;