Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Demônios da Garoa aos 75 e operante

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Veterano grupo, cuja história se confunde com a região, se apresenta em São Bernardo


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

29/10/2019 | 07:00


Um dos nomes mais tradicionais da música brasileira e mais antigos ainda em atividade do mundo – existe há 75 anos –, o Demônios da Garoa tem encontro com o público do Grande ABC quinta-feira. O conjunto se apresenta a partir das 20h30, em São Bernardo, no Boteco Adoniran, casa que no nome homenageia um dos maiores parceiros do conjunto, Adoniran Barbosa (1910-1982). As entradas custam de R$ 75 a R$ 98.

Dedé Paraizo (violão de sete cordas e voz) conta que estar num conjunto tão tradicional como o Demônios é muito gratificante e emocionante, pois há muita história e ainda muito para ser conquistado também. Ele adianta que o grupo está preparando um repertório recheado de músicas de Adoniran. “E algumas novidades que serão surpresa para o público”, diz.

Entre as clássicas dele imortalizadas pelo conjunto estão Iracema, Samba do Arnesto e Saudosa Maloca. “Ele faz parte da história viva dos Demônios da Garoa. Vamos prestar uma linda homenagem a esse poeta que tanto cantou a cidade de São Paulo. Vamos tocar todos os grandes sucessos de Adoniran com nossa interpretação ímpar, pois somos os maiores intérpretes de suas músicas”, afirma.

Além das faixas de Adoniran, o grupo apresentará temas autorais, assinados pelo próprio Dedé. O compositor conta que de tempos em tempos mudam as faixas do repertório dos shows. “Temos também a preocupação de cantar músicas de outros autores”, diz.

O artista lembra da importância da região para o grupo. Foi também em São Bernardo, nos estúdios da Companhia Cinematográfica Vera Cruz, que a história do Demônios da Garoa teve início com a de João Rubinato. Foi durante as filmagens do longa O Cangaceiro, lançado em 1953. Adoniran era um dos personagens da obra e o Demônios da Garoa participou da trilha sonora.

Além de Dedé, fazem parte do Demônios da Garoa Sérgio Rosa (afoxé e voz), Izael Caldeira (timba e voz), Ricardo Rosa (pandeiro e voz). O conjunto conta também com um novo músico, Everson Pessoa (violão de seis cordas e violão tenor), que assumiu o local de Canhotinho, de São Caetano. Mas o artista local não foi desligado por total do conjunto. “Ele está afastado por licença médica. Mas continua fazendo parte do grupo. É um dos sócios do Demônios da Garoa”, explica Dedé.

O conjunto, aliás, está a todo o vapor e em processo de gravação de uma nova música. O registro está sendo feito em São Bernardo, no Estúdio Baeta, do baterista Cláudio Baeta. “(A música) Se chama Tá Na Hora do Show”, revela Dedé. Ele diz que a faixa por enquanto é só um single (uma única canção). “Mas fará parte de um DVD em um futuro bem próximo”, acrescenta.

O músico conta que o grupo, ultimamente, tem registrado bastante coisa, inclusive participações em projetos de outros artistas. “Gravamos recentemente uma música do Luiz Ayrão chamada Os Amantes, com participação especial de Paulo Miklos e Roberta Sá”, encerra.

Demônios da Garoa – Música. No Boteco Adoniran – Avenida Kennedy, 579, em São Bernardo. Quinta-feira, a partir das 20h30. Ingressos: R$ 75 a R$ 98 (www.eventbrite.com.br).-



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Demônios da Garoa aos 75 e operante

Veterano grupo, cuja história se confunde com a região, se apresenta em São Bernardo

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

29/10/2019 | 07:00


Um dos nomes mais tradicionais da música brasileira e mais antigos ainda em atividade do mundo – existe há 75 anos –, o Demônios da Garoa tem encontro com o público do Grande ABC quinta-feira. O conjunto se apresenta a partir das 20h30, em São Bernardo, no Boteco Adoniran, casa que no nome homenageia um dos maiores parceiros do conjunto, Adoniran Barbosa (1910-1982). As entradas custam de R$ 75 a R$ 98.

Dedé Paraizo (violão de sete cordas e voz) conta que estar num conjunto tão tradicional como o Demônios é muito gratificante e emocionante, pois há muita história e ainda muito para ser conquistado também. Ele adianta que o grupo está preparando um repertório recheado de músicas de Adoniran. “E algumas novidades que serão surpresa para o público”, diz.

Entre as clássicas dele imortalizadas pelo conjunto estão Iracema, Samba do Arnesto e Saudosa Maloca. “Ele faz parte da história viva dos Demônios da Garoa. Vamos prestar uma linda homenagem a esse poeta que tanto cantou a cidade de São Paulo. Vamos tocar todos os grandes sucessos de Adoniran com nossa interpretação ímpar, pois somos os maiores intérpretes de suas músicas”, afirma.

Além das faixas de Adoniran, o grupo apresentará temas autorais, assinados pelo próprio Dedé. O compositor conta que de tempos em tempos mudam as faixas do repertório dos shows. “Temos também a preocupação de cantar músicas de outros autores”, diz.

O artista lembra da importância da região para o grupo. Foi também em São Bernardo, nos estúdios da Companhia Cinematográfica Vera Cruz, que a história do Demônios da Garoa teve início com a de João Rubinato. Foi durante as filmagens do longa O Cangaceiro, lançado em 1953. Adoniran era um dos personagens da obra e o Demônios da Garoa participou da trilha sonora.

Além de Dedé, fazem parte do Demônios da Garoa Sérgio Rosa (afoxé e voz), Izael Caldeira (timba e voz), Ricardo Rosa (pandeiro e voz). O conjunto conta também com um novo músico, Everson Pessoa (violão de seis cordas e violão tenor), que assumiu o local de Canhotinho, de São Caetano. Mas o artista local não foi desligado por total do conjunto. “Ele está afastado por licença médica. Mas continua fazendo parte do grupo. É um dos sócios do Demônios da Garoa”, explica Dedé.

O conjunto, aliás, está a todo o vapor e em processo de gravação de uma nova música. O registro está sendo feito em São Bernardo, no Estúdio Baeta, do baterista Cláudio Baeta. “(A música) Se chama Tá Na Hora do Show”, revela Dedé. Ele diz que a faixa por enquanto é só um single (uma única canção). “Mas fará parte de um DVD em um futuro bem próximo”, acrescenta.

O músico conta que o grupo, ultimamente, tem registrado bastante coisa, inclusive participações em projetos de outros artistas. “Gravamos recentemente uma música do Luiz Ayrão chamada Os Amantes, com participação especial de Paulo Miklos e Roberta Sá”, encerra.

Demônios da Garoa – Música. No Boteco Adoniran – Avenida Kennedy, 579, em São Bernardo. Quinta-feira, a partir das 20h30. Ingressos: R$ 75 a R$ 98 (www.eventbrite.com.br).-

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;