Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

FUP suspende greve dos petroleiros com indicativo de aceitação da proposta do TST



25/10/2019 | 17:36


A Federação Única dos Petroleiros (FUP) decidiu suspender a greve programada para começar sábado (26), depois que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) acatou quatro de seis sugestões feitas pelos sindicalistas para melhorar a proposta de mediação do TST entre os trabalhadores e a Petrobras.

A FUP ressaltou, porém, que se a Petrobras não concordar com as mudanças realizadas na proposta feita pelo TST, a entidade retomará o movimento grevista.

Entre as sugestões acatadas pelo órgão estão um reajuste maior para o Plano de Saúde; turno de 12 horas em terra somente depois de negociações nas unidades; pagar metade das horas extra e outra metade ir para o banco de horas; e recolher a mensalidade sindical.

"Estamos por isso indicando à categoria a aceitação do acordo do TST e a suspensão da greve", disse o coordenador da FUP, José Maria Rangel.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

FUP suspende greve dos petroleiros com indicativo de aceitação da proposta do TST


25/10/2019 | 17:36


A Federação Única dos Petroleiros (FUP) decidiu suspender a greve programada para começar sábado (26), depois que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) acatou quatro de seis sugestões feitas pelos sindicalistas para melhorar a proposta de mediação do TST entre os trabalhadores e a Petrobras.

A FUP ressaltou, porém, que se a Petrobras não concordar com as mudanças realizadas na proposta feita pelo TST, a entidade retomará o movimento grevista.

Entre as sugestões acatadas pelo órgão estão um reajuste maior para o Plano de Saúde; turno de 12 horas em terra somente depois de negociações nas unidades; pagar metade das horas extra e outra metade ir para o banco de horas; e recolher a mensalidade sindical.

"Estamos por isso indicando à categoria a aceitação do acordo do TST e a suspensão da greve", disse o coordenador da FUP, José Maria Rangel.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;