Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

As marcas da história de S.Caetano


Do Diário do Grande ABC

24/10/2019 | 12:07


 É fascinante pensar que há mais de 71 anos, jovens estudantes lutavam, firmes nos seus propósitos, pela autonomia de São Caetano, para que o então subdistrito se libertasse de Santo André. O Movimento Autonomista de São Caetano foi personificado na figura de 95 líderes. A mobilização gerou abaixo-assinado enviado à Assembleia Legislativa solicitando a realização do plebiscito, que culminou na emancipação, em 24 de outubro de 1948. Foram 8.463 votos pelo ‘sim’, pela emancipação de São Caetano, contra apenas 1.029 pelo ‘não’.

No dia 1° de janeiro de 1949, o então governador de São Paulo, Adhemar de Barros, homologou a criação do município. O primeiro prefeito, Ângelo Raphael Pellegrino, tomou posse em 3 de abril de 1949, junto dos 21 vereadores da primeira legislatura.

De lá para cá, São Caetano desenvolveu sua vocação para a indústria, o comércio, e os serviços, e não parou de crescer. Com boas escolas, alto índice de segurança, diversas opções de lazer e referência no Esporte, a cidade é parâmetro nacional no trato com a população idosa. Sendo que, nas últimas décadas, a área que mais cresceu em termos absolutos foi a educação, requisito fundamental para que São Caetano conquistasse o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil. 

Foi com esse espírito autonomista que a Câmara Municipal de São Caetano, em atitude inédita, homenageou, neste ano, 71 personalidades da educação com a entrega da Medalha dos Autonomistas, durante sessão solene que aconteceu na Semana da Autonomia, compreendida entre os dias 18 e 24 de outubro. 

Professor por vocação, foi uma honra prestar essa reverência, esse respeito e essa gratidão, ao lado do prefeito Auricchio, a meus colegas de profissão. Se a nossa educação pública municipal possui altos índices de avaliação, também é mérito dos nossos professores e servidores da área do ensino. 

Justa e merecida honraria em reconhecimento ao trabalho desses profissionais, que têm a imensa responsabilidade de ensinar e educar cidadãos do futuro, que tanto contribuem com o desenvolvimento e elevam o nome da cidade em todo Brasil, em celebração ao Movimento Autonomista que mudou a história de São Caetano, para jamais ser esquecida. Também foi grande alegria poder prestar a devida homenagem aos líderes autonomistas, na figura de Desirèe Malateaux Neto, que esteve na cerimônia realizada no Salão Nobre Professor Roberto Manzo, no Edifício Prefeito Oswaldo Samuel Massei, sede da Câmara Municipal de São Caetano. 

Foi, sem dúvidas, grande sonho realizado! Viva os Autonomistas de São Caetano!

Pio Mielo é professor e presidente da Câmara de São Caetano.

Fernandes

Este prestigioso Diário tem profissionais competentíssimos, como, por exemplo, o talentoso artista gráfico Luiz Carlos Fernandes, mais conhecido como Fernandes, que, com sua criatividade, nos brinda com ilustrações supimpas, que nos permitem refletir sobre cruciantes questões da contemporaneidade, que afetam – direta ou indiretamente – nosso cotidiano. Ele arrasou, como diriam meus amados ex-regidos, com a ilustração publicada na coluna do jornalista Carlos Brickmann (Política, dia 20). Vida longa e vigorosa para o renomado cartunista, que não nos deixa indiferentes quando nos deparamos com seu trabalho artístico!

João Paulo de Oliveira

Diadema


Previdência

Finalmente a reforma da Previdência foi aprovada, após longas discussões e atendidas as reivindicações exigidas pelos congressistas, algumas fora do contexto da Previdência. Menos mal, pois reduziu o rombo da Previdência. A proposta original, de R$ 1,1 trilhão, foi diminuída para R$ 800 bilhões devido ao tratamento diferenciado para algumas categorias. Melhorou, mas poderia ter melhorado ainda mais. Vida que segue. 

Humberto Schuwartz Soares

Vila Velha (ES)

Luciano Hang

Excelente a entrevista da semana que a jornalista Soraia Abreu Pedrozo fez com o empresário Luciano Hang, fundador da Lojas Havan (Política, dia 21). Só me causa estranheza empreendimento tão grande como esse inundar as emissoras de TV de São Paulo sobre a importância de se comprar na suas lojas, mas não existir atualmente nenhuma em funcionamento na Região Metropolitana da Grande São Paulo, principalmente na Capital, a maior cidade da América Latina. Ele tenta tranquilizar os leitores deste Diário informando que até o primeiro semestre do ano que vem filial será inaugurada em São Bernardo, na divisa com Diadema. Diz que, com o decorrer do tempo, pretende inaugurar lojas em Diadema, Santo André e Mauá. Ora, se o grupo definiu abrir loja na Avenida Piraporinha, qual seria a razão de, no futuro, abrir outra em Diadema? Creio que os consumidores diademenses estariam bem servidos com essa loja. De qualquer forma, ele merece respeito por estar desbravando o Brasil, abrindo lojas, contratando funcionários e proporcionando nova opção de compras aos consumidores.

Arlindo Ligeirinho Ribeiro

Diadema

Geddel

Ora, se o ex-ministro de Lula e Temer Geddel Vieira Lima, seu irmão Lucio Vieira Lima, com participação da mãe, em conluio com o doleiro Lucio Funaro, desviaram R$ 51 milhões, que estavam guardados no conhecido caso do bunker, na Bahia – caso típico de crime de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha – por que os ministros os condenaram apenas pelo crime de lavagem de dinheiro? Não por outra razão que Gilmar e Lewandowski também são contra a prisão em segunda instância. Vai entender. 

Paulo Panossian

São Carlos (SP)

Na contramão

Sou católico de verdade, 83 anos, de família centenária, todos católicos com visão do mundo e da religião em época em que a missão dos religiosos era o cumprimento dos ensinamentos evangélicos deixados por Jesus Cristo e jamais com desvios para o lado político em busca de vantagens financeiras e ideológicas. Vejo com decepção o comportamento da cúpula diretiva da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), de dom Walmor, e das mais importantes arquidioceses do País. Que falsidade! Por que os chefes da igreja não procuraram os índios das regiões pobres do País e da Venezuela, onde estão morrendo de tiros e fome imposta por governo tirano? Cuba e Coréia do Norte, onde morrem de fome e por execução imposta por governo comunista? Nesses lugares nunca fiquei sabendo da presença de sínodo imposto por papa. Francisco, sorrindo, recebeu homenagem de comunista, que lhe entregou Cristo entre a foice e o martelo. Em que planeta estava o papa Francisco que não teve a dignidade de defender os cristãos?

Benone Augusto de Paiva

Capital

As cartas para esta seção devem ser encaminhadas pelos Correios (Rua Catequese, 562, bairro Jardim, Santo André, CEP 09090-900) ou por e-mail (palavradoleitor@dgabc.com.br). Necessário que sejam indicados nome e endereço completos e telefone para contato. Não serão publicadas ofensas pessoais. Os assuntos devem versar sobre temas abordados pelo jornal. O Diário se reserva o direito de publicar somente trechos dos textos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

As marcas da história de S.Caetano

Do Diário do Grande ABC

24/10/2019 | 12:07


 É fascinante pensar que há mais de 71 anos, jovens estudantes lutavam, firmes nos seus propósitos, pela autonomia de São Caetano, para que o então subdistrito se libertasse de Santo André. O Movimento Autonomista de São Caetano foi personificado na figura de 95 líderes. A mobilização gerou abaixo-assinado enviado à Assembleia Legislativa solicitando a realização do plebiscito, que culminou na emancipação, em 24 de outubro de 1948. Foram 8.463 votos pelo ‘sim’, pela emancipação de São Caetano, contra apenas 1.029 pelo ‘não’.

No dia 1° de janeiro de 1949, o então governador de São Paulo, Adhemar de Barros, homologou a criação do município. O primeiro prefeito, Ângelo Raphael Pellegrino, tomou posse em 3 de abril de 1949, junto dos 21 vereadores da primeira legislatura.

De lá para cá, São Caetano desenvolveu sua vocação para a indústria, o comércio, e os serviços, e não parou de crescer. Com boas escolas, alto índice de segurança, diversas opções de lazer e referência no Esporte, a cidade é parâmetro nacional no trato com a população idosa. Sendo que, nas últimas décadas, a área que mais cresceu em termos absolutos foi a educação, requisito fundamental para que São Caetano conquistasse o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil. 

Foi com esse espírito autonomista que a Câmara Municipal de São Caetano, em atitude inédita, homenageou, neste ano, 71 personalidades da educação com a entrega da Medalha dos Autonomistas, durante sessão solene que aconteceu na Semana da Autonomia, compreendida entre os dias 18 e 24 de outubro. 

Professor por vocação, foi uma honra prestar essa reverência, esse respeito e essa gratidão, ao lado do prefeito Auricchio, a meus colegas de profissão. Se a nossa educação pública municipal possui altos índices de avaliação, também é mérito dos nossos professores e servidores da área do ensino. 

Justa e merecida honraria em reconhecimento ao trabalho desses profissionais, que têm a imensa responsabilidade de ensinar e educar cidadãos do futuro, que tanto contribuem com o desenvolvimento e elevam o nome da cidade em todo Brasil, em celebração ao Movimento Autonomista que mudou a história de São Caetano, para jamais ser esquecida. Também foi grande alegria poder prestar a devida homenagem aos líderes autonomistas, na figura de Desirèe Malateaux Neto, que esteve na cerimônia realizada no Salão Nobre Professor Roberto Manzo, no Edifício Prefeito Oswaldo Samuel Massei, sede da Câmara Municipal de São Caetano. 

Foi, sem dúvidas, grande sonho realizado! Viva os Autonomistas de São Caetano!

Pio Mielo é professor e presidente da Câmara de São Caetano.

Fernandes

Este prestigioso Diário tem profissionais competentíssimos, como, por exemplo, o talentoso artista gráfico Luiz Carlos Fernandes, mais conhecido como Fernandes, que, com sua criatividade, nos brinda com ilustrações supimpas, que nos permitem refletir sobre cruciantes questões da contemporaneidade, que afetam – direta ou indiretamente – nosso cotidiano. Ele arrasou, como diriam meus amados ex-regidos, com a ilustração publicada na coluna do jornalista Carlos Brickmann (Política, dia 20). Vida longa e vigorosa para o renomado cartunista, que não nos deixa indiferentes quando nos deparamos com seu trabalho artístico!

João Paulo de Oliveira

Diadema


Previdência

Finalmente a reforma da Previdência foi aprovada, após longas discussões e atendidas as reivindicações exigidas pelos congressistas, algumas fora do contexto da Previdência. Menos mal, pois reduziu o rombo da Previdência. A proposta original, de R$ 1,1 trilhão, foi diminuída para R$ 800 bilhões devido ao tratamento diferenciado para algumas categorias. Melhorou, mas poderia ter melhorado ainda mais. Vida que segue. 

Humberto Schuwartz Soares

Vila Velha (ES)

Luciano Hang

Excelente a entrevista da semana que a jornalista Soraia Abreu Pedrozo fez com o empresário Luciano Hang, fundador da Lojas Havan (Política, dia 21). Só me causa estranheza empreendimento tão grande como esse inundar as emissoras de TV de São Paulo sobre a importância de se comprar na suas lojas, mas não existir atualmente nenhuma em funcionamento na Região Metropolitana da Grande São Paulo, principalmente na Capital, a maior cidade da América Latina. Ele tenta tranquilizar os leitores deste Diário informando que até o primeiro semestre do ano que vem filial será inaugurada em São Bernardo, na divisa com Diadema. Diz que, com o decorrer do tempo, pretende inaugurar lojas em Diadema, Santo André e Mauá. Ora, se o grupo definiu abrir loja na Avenida Piraporinha, qual seria a razão de, no futuro, abrir outra em Diadema? Creio que os consumidores diademenses estariam bem servidos com essa loja. De qualquer forma, ele merece respeito por estar desbravando o Brasil, abrindo lojas, contratando funcionários e proporcionando nova opção de compras aos consumidores.

Arlindo Ligeirinho Ribeiro

Diadema

Geddel

Ora, se o ex-ministro de Lula e Temer Geddel Vieira Lima, seu irmão Lucio Vieira Lima, com participação da mãe, em conluio com o doleiro Lucio Funaro, desviaram R$ 51 milhões, que estavam guardados no conhecido caso do bunker, na Bahia – caso típico de crime de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha – por que os ministros os condenaram apenas pelo crime de lavagem de dinheiro? Não por outra razão que Gilmar e Lewandowski também são contra a prisão em segunda instância. Vai entender. 

Paulo Panossian

São Carlos (SP)

Na contramão

Sou católico de verdade, 83 anos, de família centenária, todos católicos com visão do mundo e da religião em época em que a missão dos religiosos era o cumprimento dos ensinamentos evangélicos deixados por Jesus Cristo e jamais com desvios para o lado político em busca de vantagens financeiras e ideológicas. Vejo com decepção o comportamento da cúpula diretiva da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), de dom Walmor, e das mais importantes arquidioceses do País. Que falsidade! Por que os chefes da igreja não procuraram os índios das regiões pobres do País e da Venezuela, onde estão morrendo de tiros e fome imposta por governo tirano? Cuba e Coréia do Norte, onde morrem de fome e por execução imposta por governo comunista? Nesses lugares nunca fiquei sabendo da presença de sínodo imposto por papa. Francisco, sorrindo, recebeu homenagem de comunista, que lhe entregou Cristo entre a foice e o martelo. Em que planeta estava o papa Francisco que não teve a dignidade de defender os cristãos?

Benone Augusto de Paiva

Capital

As cartas para esta seção devem ser encaminhadas pelos Correios (Rua Catequese, 562, bairro Jardim, Santo André, CEP 09090-900) ou por e-mail (palavradoleitor@dgabc.com.br). Necessário que sejam indicados nome e endereço completos e telefone para contato. Não serão publicadas ofensas pessoais. Os assuntos devem versar sobre temas abordados pelo jornal. O Diário se reserva o direito de publicar somente trechos dos textos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;