Fechar
Publicidade

Domingo, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Turquia diz que combatentes curdos estão se retirando do nordeste da Síria

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


21/10/2019 | 09:19


Combatentes curdos estão se retirando do nordeste da Síria, sendo que ao menos 125 veículos transportando militantes já deixaram a região, segundo informaram militares da Turquia nesta segunda-feira.

Em comunicado, militares turcos disseram ainda que houve 36 incidentes de violação armada desde que Turquia e Estados Unidos negociaram um cessar-fogo de cinco dias para que guerrilheiros curdos saiam do nordeste sírio.

A Turquia promete retomar sua ofensiva militar se os combatentes não deixarem a região até a noite de amanhã, quando a trégua chegará ao fim.

O governo dos EUA negociou o acordo após sofrer pesadas críticas, internas e de fora, de que Washington havia aberto o caminho para a invasão turca ao abruptamente remover a maioria de seus soldados do nordeste da Síria.

O Secretário da Defesa dos EUA, Mark Esper, disse hoje que está discutindo a possibilidade de deixar um pequeno grupo de militares na região síria para garantir a segurança de poços de petróleo e dar continuidade à batalha contra forças do Estado Islâmico. Segundo Esper, a ideia ainda não foi apresentada ao presidente americano, Donald Trump. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Turquia diz que combatentes curdos estão se retirando do nordeste da Síria


21/10/2019 | 09:19


Combatentes curdos estão se retirando do nordeste da Síria, sendo que ao menos 125 veículos transportando militantes já deixaram a região, segundo informaram militares da Turquia nesta segunda-feira.

Em comunicado, militares turcos disseram ainda que houve 36 incidentes de violação armada desde que Turquia e Estados Unidos negociaram um cessar-fogo de cinco dias para que guerrilheiros curdos saiam do nordeste sírio.

A Turquia promete retomar sua ofensiva militar se os combatentes não deixarem a região até a noite de amanhã, quando a trégua chegará ao fim.

O governo dos EUA negociou o acordo após sofrer pesadas críticas, internas e de fora, de que Washington havia aberto o caminho para a invasão turca ao abruptamente remover a maioria de seus soldados do nordeste da Síria.

O Secretário da Defesa dos EUA, Mark Esper, disse hoje que está discutindo a possibilidade de deixar um pequeno grupo de militares na região síria para garantir a segurança de poços de petróleo e dar continuidade à batalha contra forças do Estado Islâmico. Segundo Esper, a ideia ainda não foi apresentada ao presidente americano, Donald Trump. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;