Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

No Japão, Bolsonaro encontra primeiro-ministro Shinzo Abe e presidente da Ucrânia



19/10/2019 | 11:40


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) fará no Japão reuniões com o primeiro-ministro Shinzo Abe e com o presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, além de encontro com empresários locais e com a comunidade brasileira. A previsão de reuniões foi divulgada hoje pelo Palácio do Planalto.

Bolsonaro sairá de Brasília às 22h deste sábado (19). A previsão é de desembarque em Tóquio na segunda-feira (21) para participar, no dia seguinte, da cerimônia de proclamação da entronização do imperador do Japão, Naruhito.

Antes comediante, Zelenski assumiu a presidência da Ucrânia em maio. O político novato virou peça-chave de crise política nos Estados Unidos que motiva movimento pelo impeachment do presidente Donald Trump. Em telefonema, o republicano pediu que o líder ucraniano investigasse o democrata Joe Biden, possível rival de Trump nas eleições de 2020.

A agenda no Japão será a primeira de Bolsonaro na sua mais longa viagem internacional. O presidente deixa o Brasil na noite deste sábado, 19, e retorna ao País na manhã do dia 31.

A ideia do governo é atrair investimentos ao Brasil com o périplo pela Ásia. Bolsonaro deixa o Brasil em meio à implosão do PSL, agora dividido nas alas pró-Bolsonaro e pró-Luciano Bivar, o presidente da legenda.

Além do Japão, o presidente viajará aos seguintes países:

- China: de 24 a 26 de outubro

- Emirados Árabes Unidos: de 26 a 28 de outubro

- Arábia Saudita: de 28 a 30 de outubro

Bolsonaro será acompanhado pelos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; da Agricultura, Tereza Cristina; da Cidadania, Osmar Terra; de Minas e Energia, Bento Albuquerque e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno.

Além dos ministros, acompanham o presidente o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e os deputados federais David Soares (DEM-SP), Fausto Pinato (PP-SP), Hélio Lopes (PSL-RJ) e Marco Feliciano (Pode/SP).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

No Japão, Bolsonaro encontra primeiro-ministro Shinzo Abe e presidente da Ucrânia


19/10/2019 | 11:40


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) fará no Japão reuniões com o primeiro-ministro Shinzo Abe e com o presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, além de encontro com empresários locais e com a comunidade brasileira. A previsão de reuniões foi divulgada hoje pelo Palácio do Planalto.

Bolsonaro sairá de Brasília às 22h deste sábado (19). A previsão é de desembarque em Tóquio na segunda-feira (21) para participar, no dia seguinte, da cerimônia de proclamação da entronização do imperador do Japão, Naruhito.

Antes comediante, Zelenski assumiu a presidência da Ucrânia em maio. O político novato virou peça-chave de crise política nos Estados Unidos que motiva movimento pelo impeachment do presidente Donald Trump. Em telefonema, o republicano pediu que o líder ucraniano investigasse o democrata Joe Biden, possível rival de Trump nas eleições de 2020.

A agenda no Japão será a primeira de Bolsonaro na sua mais longa viagem internacional. O presidente deixa o Brasil na noite deste sábado, 19, e retorna ao País na manhã do dia 31.

A ideia do governo é atrair investimentos ao Brasil com o périplo pela Ásia. Bolsonaro deixa o Brasil em meio à implosão do PSL, agora dividido nas alas pró-Bolsonaro e pró-Luciano Bivar, o presidente da legenda.

Além do Japão, o presidente viajará aos seguintes países:

- China: de 24 a 26 de outubro

- Emirados Árabes Unidos: de 26 a 28 de outubro

- Arábia Saudita: de 28 a 30 de outubro

Bolsonaro será acompanhado pelos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; da Agricultura, Tereza Cristina; da Cidadania, Osmar Terra; de Minas e Energia, Bento Albuquerque e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno.

Além dos ministros, acompanham o presidente o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e os deputados federais David Soares (DEM-SP), Fausto Pinato (PP-SP), Hélio Lopes (PSL-RJ) e Marco Feliciano (Pode/SP).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;