Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Eneva: Termelétrica Parnaíba VI contrata 70 MW médios no leilão A-6



18/10/2019 | 15:41


A usina termelétrica Parnaíba VI, da Eneva, instalada em complexo localizado no Maranhão, foi vitoriosa no leilão de energia nova A-6 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizado nesta sexta-feira.

A companhia contratou 70 MW médios para a usina, que tem capacidade instalada de 92,3 MW. A contratação foi feita com inflexibilidade operacional sazonal de 50%, assegurando uma receita fixa anual de R$ 85,346 milhões pelo prazo de 25 anos, a partir de 1º de janeiro de 2025. O contrato prevê a correção anual da receita fixa pelo IPCA.

Segundo a Eneva, o fornecimento do gás será integrado e assegurado a partir de suas concessões na Bacia do Parnaíba, sem necessidade de alterar a capacidade diária de produção atual, de 8,4 milhões de m3/dia. A construção da usina Parnaíba VI deve ser iniciada em 2022. Já foi fechado um memorando de entendimentos com o grupo Siemens para fornecimento dos equipamentos críticos da ilha de potência. O investimento estimado para a implantação dessa expansão do complexo é de R$ 470 milhões.

Depois da contratação, a Eneva atingirá, até 2025, uma capacidade instalada de 2,8 GW, e faturamento bruto mínimo anual de R$ 2,8 bilhões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Eneva: Termelétrica Parnaíba VI contrata 70 MW médios no leilão A-6


18/10/2019 | 15:41


A usina termelétrica Parnaíba VI, da Eneva, instalada em complexo localizado no Maranhão, foi vitoriosa no leilão de energia nova A-6 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizado nesta sexta-feira.

A companhia contratou 70 MW médios para a usina, que tem capacidade instalada de 92,3 MW. A contratação foi feita com inflexibilidade operacional sazonal de 50%, assegurando uma receita fixa anual de R$ 85,346 milhões pelo prazo de 25 anos, a partir de 1º de janeiro de 2025. O contrato prevê a correção anual da receita fixa pelo IPCA.

Segundo a Eneva, o fornecimento do gás será integrado e assegurado a partir de suas concessões na Bacia do Parnaíba, sem necessidade de alterar a capacidade diária de produção atual, de 8,4 milhões de m3/dia. A construção da usina Parnaíba VI deve ser iniciada em 2022. Já foi fechado um memorando de entendimentos com o grupo Siemens para fornecimento dos equipamentos críticos da ilha de potência. O investimento estimado para a implantação dessa expansão do complexo é de R$ 470 milhões.

Depois da contratação, a Eneva atingirá, até 2025, uma capacidade instalada de 2,8 GW, e faturamento bruto mínimo anual de R$ 2,8 bilhões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;