Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Até agora, mais de 80% do emprego veio de pequenas empresas, diz secretário



18/10/2019 | 14:24


O secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, disse nesta sexta-feira, 18, que mais de 80% do número de empregos gerados até agora em 2019 veio de pequenas empresas, tanto nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), quanto no levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua.

"Pequenas empresas vão ser o grande vetor de crescimento nos próximos anos", disse o secretário, durante evento de divulgação do Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), na B3, em São Paulo.

Para ele, o Brasil vive uma "revolução silenciosa" com esses empreendimentos.

"Nós tivemos muito sucesso nos últimos em aumentar o número de pequenas empresas no Brasil. No entanto, a produtividade é muito baixa", disse Costa, emendando que uma das prioridades da Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade é tornar as pequenas empresas mais produtivas e competitivas.

Costa afirmou, ainda, que "alguns trabalhadores por conta própria são parte da nova economia", citando motoristas de Uber e faxineiras que trabalham por aplicativo. "É uma nova relação de trabalho, e é um emprego da melhor qualidade, porque é a pessoa sendo empresária de si mesma", completou o secretário.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Até agora, mais de 80% do emprego veio de pequenas empresas, diz secretário


18/10/2019 | 14:24


O secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, disse nesta sexta-feira, 18, que mais de 80% do número de empregos gerados até agora em 2019 veio de pequenas empresas, tanto nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), quanto no levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua.

"Pequenas empresas vão ser o grande vetor de crescimento nos próximos anos", disse o secretário, durante evento de divulgação do Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), na B3, em São Paulo.

Para ele, o Brasil vive uma "revolução silenciosa" com esses empreendimentos.

"Nós tivemos muito sucesso nos últimos em aumentar o número de pequenas empresas no Brasil. No entanto, a produtividade é muito baixa", disse Costa, emendando que uma das prioridades da Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade é tornar as pequenas empresas mais produtivas e competitivas.

Costa afirmou, ainda, que "alguns trabalhadores por conta própria são parte da nova economia", citando motoristas de Uber e faxineiras que trabalham por aplicativo. "É uma nova relação de trabalho, e é um emprego da melhor qualidade, porque é a pessoa sendo empresária de si mesma", completou o secretário.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;