Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Witzel, CBF e Ferj celebram Maracanã como palco da final da Libertadores de 2020



17/10/2019 | 17:22


Confirmado nesta quinta-feira pela Conmebol como grande palco da final da Copa Libertadores de 2020, o Maracanã abrigará o confronto único que definirá o campeão da próxima edição do torneio continental justamente no ano em que completará sete décadas de existência. E a escolha do tradicional estádio, inaugurado inicialmente para ser o principal local de jogos da Copa do Mundo de 1950, foi comemorada pelo governador fluminense, Wilson Witzel, e pelos presidentes da CBF, Rogério Caboclo, e da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes.

"Acabo de sair do conselho da Conmebol e recebi a notícia maravilhosa de que nós vencemos. Seremos a sede da final da Libertadores de 2020. Juntamente com o presidente Rogério Caboclo, da CBF, estamos transmitindo para vocês em primeira mão essa novidade. Agradeço o empenho da CBF de mostrar o Brasil e, especialmente, pelo Rio de Janeiro ter tido essa oportunidade. O Maracanã está completando 70 anos e vamos fazer uma grande festa para comemorar esse grande palco do mundo e do Rio de Janeiro", afirmou Witzel, por meio de declarações reproduzidas pelo site oficial da entidade que comanda o futebol brasileiro.

O governador do Rio foi até o Paraguai para participar, na sede da Conmebol, da reunião na qual a entidade oficializou o local da final da Libertadores, marcada para 21 de novembro do próximo ano, e também confirmou o estádio Mario Kempes, em Córdoba, na Argentina, como palco da decisão da Copa Sul-Americana de 2020.

E o presidente da CBF, cuja sede também fica no Rio, celebrou a escolha do Maracanã, que neste ano já abrigou a final da Copa América, no dia 7 de julho, quando o Brasil derrotou o Peru por 3 a 1 para ficar com o título da competição.

"Parabéns, governador (Wilson Witzel). Com certeza foi a sua audácia de lançar a candidatura antes do processo ser aberto, o senhor vir aqui mostrando a vontade do Rio de Janeiro de fazer valer sua capacidade de entrega de grandes eventos, a tranquilidade da América do Sul de ir ao Rio e saber que terá toda estrutura e aparato em uma grande final", disse Rogério Caboclo, através do site da CBF.

Na disputa para ser o palco da decisão da próxima Libertadores, o Maracanã superou outros cinco estádios brasileiros (Arena Corinthians, Arena do Grêmio, Beira-Rio, Mineirão e Morumbi), um peruano (o Nacional de Lima) e um da Argentina (justamente o Mário Kempes), que também se postulou para receber o principal jogo de clubes do futebol sul-americano em 2020. Neste ano, no dia 23 de novembro, o Nacional de Santiago, no Chile, será o local da primeira decisão em jogo único da história da Libertadores.

PALCO DE MOMENTOS HISTÓRICOS - Ao celebrar a escolha da Conmebol, Rubens Lopes, presidente da Ferj, também lembrou que o Maracanã será palco de apenas mais um dos grandes eventos importantes que ocorreram no mesmo ao longo de sua história. O mais tradicional estádio do Brasil já abrigou a decisão de duas edições da Copa do Mundo, em 1950 e 2014, dois jogos válidos pela própria final da Libertadores, em 1981 e 2008, e, entre outros grandes acontecimentos, recebeu as cerimônias de abertura e encerramento da Olimpíada de 2016 e dos Jogos Pan-Americanos de 2007.

"É uma data histórica para o futebol carioca, para a cidade, o turismo... O Rio de Janeiro vai demonstrar, de novo, sua capacidade em organizar grandes eventos", afirmou Rubens Lopes, por meio de nota publicada no site oficial da Ferj. "É importante registrar o empenho de várias instituições: governo, prefeitura, CBF e de todas as pessoas que fizeram parte, estiveram envolvidas nessa sinergia fundamental para que o resultado fosse escolhido sede da final da Libertadores", completou o dirigente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Witzel, CBF e Ferj celebram Maracanã como palco da final da Libertadores de 2020


17/10/2019 | 17:22


Confirmado nesta quinta-feira pela Conmebol como grande palco da final da Copa Libertadores de 2020, o Maracanã abrigará o confronto único que definirá o campeão da próxima edição do torneio continental justamente no ano em que completará sete décadas de existência. E a escolha do tradicional estádio, inaugurado inicialmente para ser o principal local de jogos da Copa do Mundo de 1950, foi comemorada pelo governador fluminense, Wilson Witzel, e pelos presidentes da CBF, Rogério Caboclo, e da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes.

"Acabo de sair do conselho da Conmebol e recebi a notícia maravilhosa de que nós vencemos. Seremos a sede da final da Libertadores de 2020. Juntamente com o presidente Rogério Caboclo, da CBF, estamos transmitindo para vocês em primeira mão essa novidade. Agradeço o empenho da CBF de mostrar o Brasil e, especialmente, pelo Rio de Janeiro ter tido essa oportunidade. O Maracanã está completando 70 anos e vamos fazer uma grande festa para comemorar esse grande palco do mundo e do Rio de Janeiro", afirmou Witzel, por meio de declarações reproduzidas pelo site oficial da entidade que comanda o futebol brasileiro.

O governador do Rio foi até o Paraguai para participar, na sede da Conmebol, da reunião na qual a entidade oficializou o local da final da Libertadores, marcada para 21 de novembro do próximo ano, e também confirmou o estádio Mario Kempes, em Córdoba, na Argentina, como palco da decisão da Copa Sul-Americana de 2020.

E o presidente da CBF, cuja sede também fica no Rio, celebrou a escolha do Maracanã, que neste ano já abrigou a final da Copa América, no dia 7 de julho, quando o Brasil derrotou o Peru por 3 a 1 para ficar com o título da competição.

"Parabéns, governador (Wilson Witzel). Com certeza foi a sua audácia de lançar a candidatura antes do processo ser aberto, o senhor vir aqui mostrando a vontade do Rio de Janeiro de fazer valer sua capacidade de entrega de grandes eventos, a tranquilidade da América do Sul de ir ao Rio e saber que terá toda estrutura e aparato em uma grande final", disse Rogério Caboclo, através do site da CBF.

Na disputa para ser o palco da decisão da próxima Libertadores, o Maracanã superou outros cinco estádios brasileiros (Arena Corinthians, Arena do Grêmio, Beira-Rio, Mineirão e Morumbi), um peruano (o Nacional de Lima) e um da Argentina (justamente o Mário Kempes), que também se postulou para receber o principal jogo de clubes do futebol sul-americano em 2020. Neste ano, no dia 23 de novembro, o Nacional de Santiago, no Chile, será o local da primeira decisão em jogo único da história da Libertadores.

PALCO DE MOMENTOS HISTÓRICOS - Ao celebrar a escolha da Conmebol, Rubens Lopes, presidente da Ferj, também lembrou que o Maracanã será palco de apenas mais um dos grandes eventos importantes que ocorreram no mesmo ao longo de sua história. O mais tradicional estádio do Brasil já abrigou a decisão de duas edições da Copa do Mundo, em 1950 e 2014, dois jogos válidos pela própria final da Libertadores, em 1981 e 2008, e, entre outros grandes acontecimentos, recebeu as cerimônias de abertura e encerramento da Olimpíada de 2016 e dos Jogos Pan-Americanos de 2007.

"É uma data histórica para o futebol carioca, para a cidade, o turismo... O Rio de Janeiro vai demonstrar, de novo, sua capacidade em organizar grandes eventos", afirmou Rubens Lopes, por meio de nota publicada no site oficial da Ferj. "É importante registrar o empenho de várias instituições: governo, prefeitura, CBF e de todas as pessoas que fizeram parte, estiveram envolvidas nessa sinergia fundamental para que o resultado fosse escolhido sede da final da Libertadores", completou o dirigente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;