Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Kate Middleton e sua família vão à sessões de terapia junto com o irmão dela, que sofre de depressão



13/10/2019 | 15:11


James Middleton, irmão mais novo de Kate Middleton é muito grato pelo apoio que tem recebido de sua família desde a revelação de sua depressão no início deste ano. O empresário, que recentemente anunciou o noivado com Alizee Thevenet, uma analista financeira francesa, continua muito aberto sobre seus problemas e abriu o jogo sobre a importância dos membros familiares em sua recuperação.

Em entrevista para o The Telegraph, James, que tem 32 anos de idade, afirmou que ele não conseguia fazer nada antes de procurar tratamento.

- Eu não conseguia dormir, não conseguia ler um livro, ver um filme, comer, declarou ele, completando que também tinha muita dificuldade em falar com a família na época.

- O fato é que, não importa a experiência que alguém possa ter, os membros de sua família são as pessoas mais difíceis [de conversar]... Você também tem uma maneira muito diferente de interagir com sua família do que com seus amigos. Eu sou o filho mais novo, então acho que isso é normal. E eles estão tão sintonizados com você que podem ver o que as outras pessoas não conseguem.

Depois de visitar um hospital psiquiátrico particular para uma consulta, James passou quase um ano em terapia cognitivo-comportamental, às vezes participando de sessões com sua família, incluindo a Duquesa de Cambridge.

- Isso foi muito importante porque os ajudou a me entender e como minha mente estava funcionando. E acho que a maneira como a terapia me ajudou foi que eu não precisava que minha família dissesse: O que podemos fazer?. A única coisa que eles podiam fazer era chegar a algumas sessões de terapia para começar a entender.

James acrescentou que está consciente de que ainda não se livrou de sua depressão, mas que está muito satisfeito por tudo que passou.

- Era um lugar escuro e miserável, mas o fato é que há esperança no final. Exige esforço e energia, mas o outro lado é... A grama pode ser mais verde do que era antes. Para mim, agora, há uma sensação de que posso enfrentar qualquer coisa, da maneira mais agradável possível. Não de uma maneira [combativa]. Porque se eu posso falar sobre minha saúde mental e as coisas pelas quais sou apaixonado e a maneira como realmente me sinto... Bem, então não estou fingindo ser alguém. Esse é quem eu sou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Kate Middleton e sua família vão à sessões de terapia junto com o irmão dela, que sofre de depressão


13/10/2019 | 15:11


James Middleton, irmão mais novo de Kate Middleton é muito grato pelo apoio que tem recebido de sua família desde a revelação de sua depressão no início deste ano. O empresário, que recentemente anunciou o noivado com Alizee Thevenet, uma analista financeira francesa, continua muito aberto sobre seus problemas e abriu o jogo sobre a importância dos membros familiares em sua recuperação.

Em entrevista para o The Telegraph, James, que tem 32 anos de idade, afirmou que ele não conseguia fazer nada antes de procurar tratamento.

- Eu não conseguia dormir, não conseguia ler um livro, ver um filme, comer, declarou ele, completando que também tinha muita dificuldade em falar com a família na época.

- O fato é que, não importa a experiência que alguém possa ter, os membros de sua família são as pessoas mais difíceis [de conversar]... Você também tem uma maneira muito diferente de interagir com sua família do que com seus amigos. Eu sou o filho mais novo, então acho que isso é normal. E eles estão tão sintonizados com você que podem ver o que as outras pessoas não conseguem.

Depois de visitar um hospital psiquiátrico particular para uma consulta, James passou quase um ano em terapia cognitivo-comportamental, às vezes participando de sessões com sua família, incluindo a Duquesa de Cambridge.

- Isso foi muito importante porque os ajudou a me entender e como minha mente estava funcionando. E acho que a maneira como a terapia me ajudou foi que eu não precisava que minha família dissesse: O que podemos fazer?. A única coisa que eles podiam fazer era chegar a algumas sessões de terapia para começar a entender.

James acrescentou que está consciente de que ainda não se livrou de sua depressão, mas que está muito satisfeito por tudo que passou.

- Era um lugar escuro e miserável, mas o fato é que há esperança no final. Exige esforço e energia, mas o outro lado é... A grama pode ser mais verde do que era antes. Para mim, agora, há uma sensação de que posso enfrentar qualquer coisa, da maneira mais agradável possível. Não de uma maneira [combativa]. Porque se eu posso falar sobre minha saúde mental e as coisas pelas quais sou apaixonado e a maneira como realmente me sinto... Bem, então não estou fingindo ser alguém. Esse é quem eu sou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;