Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Amaury Dias entrega a liderança do governo Kiko

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

12/10/2019 | 06:26


O vereador Amaury Dias (PV) deixou a liderança do governo de Adler Kiko Teixeira (PSB) na Câmara de Ribeirão Pires após reclamar da postura do Executivo, que não teria se posicionado sobre críticas que recebeu de funcionário comissionado da Prefeitura.

Segundo Amaury Dias, há cerca de 15 dias, quando vistoriava uma obra na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santa Luzia, o parlamentar foi questionado por um servidor, que fez um vídeo crítico e postou nas redes sociais. Ele argumentou que não houve defesa do Paço nem cobrou explicações do funcionário.

Outro ponto que, segundo Amaury, fortaleceu a ideia de deixar a liderança do governo foi o fato de ele não conseguir se dedicar totalmente ao posto na casa por também atuar como advogado e lecionar na Etec (Escola Técnica Estadual) de Rio Grande da Serra.

“Sei que ele é um colaborador que é comissionado da administração. Ele colocou o vídeo na internet e fez um texto com algumas críticas. Eu esperava que o Executivo pudesse se posicionar, o que não aconteceu”, relatou o vereador, que ocupava a liderança do governo desde o início do ano e não quis revelar o nome do funcionário.

No mesmo dia em que entregou o cargo, o vereador enviou nota oficial, também por meio das redes sociais, na qual alegou que não será mais o líder do governo por não poder se dedicar inteiramente para conduzir as articulações na casa. “Deixo a liderança de governo, mas permaneço a serviço de Ribeirão Pires, de maneira independente, votando e defendendo o que for melhor para os moradores da cidade.”

“Deixei a liderança, mas não deixarei de ser governista. Sentei com o prefeito Kiko e conversamos muito. Ele não queria que eu deixasse o posto, mas eu decidi por deixar o cargo à disposição”, emendou o verde.
Ainda não há definições de quem poderá ocupar o cargo de liderança de governo na Câmara de Ribeirão Pires. Os nomes mais cotados para o posto são os dos vereadores Rogério do Açougue (PSB) e Edson Savietto, o Banha (Cidadania). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Amaury Dias entrega a liderança do governo Kiko

Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

12/10/2019 | 06:26


O vereador Amaury Dias (PV) deixou a liderança do governo de Adler Kiko Teixeira (PSB) na Câmara de Ribeirão Pires após reclamar da postura do Executivo, que não teria se posicionado sobre críticas que recebeu de funcionário comissionado da Prefeitura.

Segundo Amaury Dias, há cerca de 15 dias, quando vistoriava uma obra na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santa Luzia, o parlamentar foi questionado por um servidor, que fez um vídeo crítico e postou nas redes sociais. Ele argumentou que não houve defesa do Paço nem cobrou explicações do funcionário.

Outro ponto que, segundo Amaury, fortaleceu a ideia de deixar a liderança do governo foi o fato de ele não conseguir se dedicar totalmente ao posto na casa por também atuar como advogado e lecionar na Etec (Escola Técnica Estadual) de Rio Grande da Serra.

“Sei que ele é um colaborador que é comissionado da administração. Ele colocou o vídeo na internet e fez um texto com algumas críticas. Eu esperava que o Executivo pudesse se posicionar, o que não aconteceu”, relatou o vereador, que ocupava a liderança do governo desde o início do ano e não quis revelar o nome do funcionário.

No mesmo dia em que entregou o cargo, o vereador enviou nota oficial, também por meio das redes sociais, na qual alegou que não será mais o líder do governo por não poder se dedicar inteiramente para conduzir as articulações na casa. “Deixo a liderança de governo, mas permaneço a serviço de Ribeirão Pires, de maneira independente, votando e defendendo o que for melhor para os moradores da cidade.”

“Deixei a liderança, mas não deixarei de ser governista. Sentei com o prefeito Kiko e conversamos muito. Ele não queria que eu deixasse o posto, mas eu decidi por deixar o cargo à disposição”, emendou o verde.
Ainda não há definições de quem poderá ocupar o cargo de liderança de governo na Câmara de Ribeirão Pires. Os nomes mais cotados para o posto são os dos vereadores Rogério do Açougue (PSB) e Edson Savietto, o Banha (Cidadania). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;