Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo quer bater recorde em arrecadação de óleo

Segunda fase de campanha foi lançada ontem com meta de recolher 60 toneladas do produto até novembro; cidade mira o Guinness Book


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

12/10/2019 | 07:00


 São Bernardo quer entrar para o Guinness Book, o Livro dos Recordes, como o município que mais arrecada óleo de cozinha usado no mundo. Para isso, pretende recolher, até 30 de novembro, 60 toneladas do produto, que serão enviadas para reciclagem no Instituto Triângulo. A ação, lançada pela administração municipal ontem no Cenforpe (Centro de Formação de Professores), corresponde à segunda etapa da campanha de coleta no município.

Inicialmente envolvendo apenas as escolas municipais, a iniciativa agora vai abranger as escolas estaduais, as entidades assistenciais, comércio e indústria. Desde janeiro, já foram recolhidas 40 toneladas de óleo de cozinha usado. Deste total, mais de 17 toneladas foram entregues nas escolas municipais, entre junho e agosto. “Começamos pela rede municipal de ensino para ensinar a importância de se preservar o meio ambiente. O óleo é altamente poluente, cada litro despejado na rede de esgoto contamina 25 mil litros de água”, destacou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

Morando relatou que o Instituto Triângulo propôs o desafio de arrecadar 60 toneladas para que São Bernardo seja a cidade que mais coletou óleo doméstico usado no mundo. “É óbvio que o que nos move é a conscientização ambiental. Metade do espelho de água da Represa Billings está em São Bernardo, então temos a obrigação de ajudar na proteção”, completou.

O posto de cidade que mais arrecadou óleo de cozinha, atualmente, é de Florianópolis, em Santa Catarina, com a marca de 40 toneladas recolhidas em um mês.

A cada dois litros de óleo, o Instituto Triângulo doa à administração uma barra de sabão feita com o próprio material. Para incentivar o engajamento, haverá premiações para as escolas municipais que mais arrecadarem o óleo de cozinha – passeio para a Cidade das Crianças, para o Parque Ecológico Imigrantes e um dia de brinquedos infláveis para o primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente – e premiação em dinheiro para as entidades (R$ 10 mil, R$ 5.000 e R$ 3.000, também para primeiro, segundo e terceiro colocado, respectivamente). A ação será feita com recursos do Fundo Social de Solidariedade.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Trabalho e Turismo vai mobilizar a indústria e comércio da cidade para que os funcionários também participem. Se a marca de 60 toneladas arrecadadas for atingida no prazo, o Instituto Triângulo vai doar R$ 10 mil para a rede municipal de educação.

Instalado em Santo André, o Instituto Triângulo recicla, mensalmente, 130 toneladas de óleo vegetal, arrecadados em 126 cidades. “A reciclagem do óleo de cozinha tem o potencial para mudar hábitos. As pessoas não jogam mais no ralo, trocam por sabão que é feito do óleo e é possível ver na prática o resultado disso”, destacou o presidente do conselho deliberativo do instituto, Eduardo Maki.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;