Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Projeção da CNI para exportações em 2019 passa de US$ 238 bi para US$ 228,4 bi



11/10/2019 | 11:32


A Confederação Nacional da Indústria (CNI) reduziu suas estimativas para o volume movimento no comércio exterior brasileiro em 2019. De acordo com o Informe Conjuntural do 3º trimestre, divulgado nesta sexta-feira, 11, a projeção para as exportações caiu de US$ 238 bilhões para US$ 228,4 bilhões, enquanto a projeção para as importações passou de US$ 190 bilhões para US$ 179,2 bilhões.

Mesmo com a redução esperada na corrente de comércio, as novas estimativas da CNI apontam para o saldo comercial maior, passando de US$ 48 bilhões para US$ 49,2 bilhões.

A entidade também revisou a projeção para o rombo nas transações correntes, de US$ 17 bilhões para US$ 28 bilhões em 2019. O câmbio médio para este ano passou de R$ 3,80 para R$ 3,90, sendo que a CNI espera um dólar médio de R$ 4,02 durante o mês de dezembro.

"As contas externas do Brasil começam a apresentar sinais de deterioração como consequência do cenário externo desfavorável e do baixo desempenho da economia doméstica", destaca o documento. "O fluxo de comércio global, que vem sendo comprometido pelos conflitos comerciais, mostra seus efeitos negativos também na balança comercial brasileira. Soma-se a isso a recessão da Argentina, acentuando o baixo desempenho nas exportações de manufaturados", completa a CNI.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Projeção da CNI para exportações em 2019 passa de US$ 238 bi para US$ 228,4 bi


11/10/2019 | 11:32


A Confederação Nacional da Indústria (CNI) reduziu suas estimativas para o volume movimento no comércio exterior brasileiro em 2019. De acordo com o Informe Conjuntural do 3º trimestre, divulgado nesta sexta-feira, 11, a projeção para as exportações caiu de US$ 238 bilhões para US$ 228,4 bilhões, enquanto a projeção para as importações passou de US$ 190 bilhões para US$ 179,2 bilhões.

Mesmo com a redução esperada na corrente de comércio, as novas estimativas da CNI apontam para o saldo comercial maior, passando de US$ 48 bilhões para US$ 49,2 bilhões.

A entidade também revisou a projeção para o rombo nas transações correntes, de US$ 17 bilhões para US$ 28 bilhões em 2019. O câmbio médio para este ano passou de R$ 3,80 para R$ 3,90, sendo que a CNI espera um dólar médio de R$ 4,02 durante o mês de dezembro.

"As contas externas do Brasil começam a apresentar sinais de deterioração como consequência do cenário externo desfavorável e do baixo desempenho da economia doméstica", destaca o documento. "O fluxo de comércio global, que vem sendo comprometido pelos conflitos comerciais, mostra seus efeitos negativos também na balança comercial brasileira. Soma-se a isso a recessão da Argentina, acentuando o baixo desempenho nas exportações de manufaturados", completa a CNI.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;