Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Síria: republicanos sobem o tom contra Trump

JIM MONE/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


11/10/2019 | 07:52


A decisão de retirar as tropas do norte da Síria ameaça causar uma divisão dentro do Partido Republicano no momento em que o presidente Donald Trump mais precisa de aliados para conter o avanço do processo de impeachment instaurado no Congresso pelos democratas.

Nesta quinta-feira, 10, vários congressistas subiram o tom das críticas contra o presidente. O mais irritado era o deputado John Shimkus. Em entrevista a uma rádio de St. Louis, ele anunciou que rompeu completamente com Trump. "Estou chateado. Telefonei para o chefe de gabinete e pedi para retirar meu nome da lista de apoio de Trump", disse Shimkus. "Nós acabamos de dar uma facada nas costas de um aliado (os curdos)."

Na CNN, o deputado republicano Adam Kinzinger disse que a retirada das tropas americanas deteriora a segurança dos EUA. De acordo com líderes e estrategistas, porém, muitos congressistas se sentem mais confortáveis em criticar o presidente, neste caso, porque o assunto parece distante demais do eleitor comum. "Síria, curdos e Turquia, a complexidade do caso está além da capacidade de entendimento das pessoas", afirmou Pat McCrory, ex-governador republicano da Carolina do Norte. (Com agências internacionais).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Síria: republicanos sobem o tom contra Trump


11/10/2019 | 07:52


A decisão de retirar as tropas do norte da Síria ameaça causar uma divisão dentro do Partido Republicano no momento em que o presidente Donald Trump mais precisa de aliados para conter o avanço do processo de impeachment instaurado no Congresso pelos democratas.

Nesta quinta-feira, 10, vários congressistas subiram o tom das críticas contra o presidente. O mais irritado era o deputado John Shimkus. Em entrevista a uma rádio de St. Louis, ele anunciou que rompeu completamente com Trump. "Estou chateado. Telefonei para o chefe de gabinete e pedi para retirar meu nome da lista de apoio de Trump", disse Shimkus. "Nós acabamos de dar uma facada nas costas de um aliado (os curdos)."

Na CNN, o deputado republicano Adam Kinzinger disse que a retirada das tropas americanas deteriora a segurança dos EUA. De acordo com líderes e estrategistas, porém, muitos congressistas se sentem mais confortáveis em criticar o presidente, neste caso, porque o assunto parece distante demais do eleitor comum. "Síria, curdos e Turquia, a complexidade do caso está além da capacidade de entendimento das pessoas", afirmou Pat McCrory, ex-governador republicano da Carolina do Norte. (Com agências internacionais).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;