Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Corrupção e reforma política

Todo ano a ONG (Organização Não Governamental) Transparência Internacional produz o ranking dos países mais corruptos do mundo


Dgabc

01/07/2012 | 00:00


Artigo

Todo ano a ONG (Organização Não Governamental) Transparência Internacional produz o ranking dos países mais corruptos do mundo. Para elaborar a relação, a entidade questiona o setor privado sobre a frequência com que é obrigado a pagar propinas ao governo, corromper funcionários estatais ou contribuir para desviar dinheiro público.

O último levantamento da corrupção ao redor do mundo refere-se a 2011 e abrange 183 nações. Conforme esse relatório, os três países mais honestos são: Nova Zelândia, Dinamarca e Finlândia. Na América do Sul o destaque fica para o Chile, na 22ª posição. Os Estados Unidos estão em 24º lugar.

A situação do Brasil, como todo ano ocorre, continua sendo vexatória. O País ficou em 73º lugar, atrás de nações como Arábia Saudita, Turquia, África do Sul, Botsuana, Gana e Ruanda. Isso mesmo, em países africanos e do Oriente Médio, onde a ilicitude nas relações público-privada é, historicamente, vista como fenômeno endêmico, a corrupção é menos perceptível que na sociedade brasileira.

O fato é que não daria mesmo para esperar que a percepção da corrupção no País pudesse ser menor. Afinal, quem não se lembra de casos como o Mensalão, o desvio de dinheiro na Saúde pública pelos ‘sanguessugas', o tráfico de influência praticado pelo filho da ex-ministra Erenice Guerra e as negociatas do contraventor Carlos Cachoeira?

O levantamento da Transparência Internacional reforça a necessidade de reforma política no Brasil. Ela é demanda fundamental para moralizar a administração pública brasileira e combater a corrupção. É ação que deve ser capaz de ‘desprofissionalizar' a política e desmantelar as organizações criminosas incrustadas no governo. Não é só através dela que o País vai enfrentar o problema, mas ela é indispensável nesse processo.
A reforma política deve remodelar os parâmetros comportamentais dos homens públicos brasileiros e uma de suas diretrizes deveria ser o combate aos políticos de carreira. Um cidadão que tenha perdido sua condição de sustentação no setor privado, passando a depender da política para sua manutenção, torna-se capaz de qualquer coisa para sobreviver. A profissionalização na política alimenta a vergonhosa corrupção que impera no Brasil.

Marcos Cintra é doutor em Economia pela Universidade Harvard (Estados Unidos), professor titular e vice-presidente da Fundação Getulio Vargas.

Palavra do leitor

Ficha Limpa
Tenha certeza disso, Rosângela Caris (Ficha Limpa, dia 27), os malfeitores começaram a correr. O joio está sendo separado do trigo e dias melhores virão! Isso é só o começo. ‘O que me preocupa não é o grito dos maus, e sim o silêncio dos bons' (Martim Luther King).
Charles França
São Bernardo

Cultura de Mauá
Senhor Donisete Braga, a cultura que leva o nome de Mauá para todo Brasil chama-se Banda Lira. Aliás, que continua ensaiando na Praça da Bíblia por incompetência de vários governos do município. E Batoré não passa de um comediante que não agrega nada para Mauá.
Antônio Marcos Costa
Mauá

Corrida eleitoral
Nada como saborear os comentários dos leitores para acrescentar: depois de Lula pedir perdão e abraçar seu maior adversário, só falta lançar a dupla Martaxa & Nefasto. Até a mais resistente militância se rende. Afinal, a fidelidade partidária já foi sancionada pelo Supremo!
Nevino Antônio Rocco
São Bernardo

Sacolinhas
Por que será que o presidente da Apas (Associação Paulista dos Supermercados) continua querendo complicar a vida do povo, ameaçando recorrer da decisão da Justiça quanto às sacolinhas? Será que ele não percebe que esse joguinho de suspender a entrega gratuita da sacolinha plástica já não funciona mais? Ele e um tal deputado supermercadista de São Bernardo estão forçando a barra. É bom que todo mundo perceba quem são os inimigos do povo. Parabéns a quem se manisfestou contra mais esse golpe contra a população. Mostramos que quando não queremos uma coisa somos capazes de fazer mudanças. Precisamos agir assim mais vezes.
Gustavo H. M. Carli
Santo André

Dilma x aposentados
Na década de 1970, a então guerrilheira Dilma Rousseff mexia com bancos e casas de políticos; hoje, como presidente, mudou de lado. Antes mexia com ricos, agora atormenta os pobres aposentados que ganham pouco acima de um salário-mínimo. Senão vejamos: aumento real há anos para os aposentados de 0% sobre a inflação oficial. Para os planos de saúde, dos quais dependemos, aumento de mais de 30% sobre a inflação. Isso é ou não é roubo contra nós? Acordem Brasil e brasileiros!
Antônio O. Bianchini
Santo André

Qual vice?
Afinal o dilema acabou! Dinah Zekcer chorou, chorou, bateu o pé e tirou a ‘faca do pescoço'. A vice-prefeita não deixou o Aidan virar a página do vice! Ricardo Torres até tentou, pressionou, apertou, mas não conseguiu rasgar a página da fidelidade. Parabéns, Dinah! Só não sei se vai adiantar, afinal é o povo andreense quem virará a página em outubro!
César Augusto Pegoraro
Santo André

DNA do PT
Atendendo a pedido do PT, o TSE anulou resolução de março que tornou inelegíveis os candidatos que tivessem suas contas de campanhas anteriores reprovadas. A votação estava empatada, 3 a 3, quando o petista ministro Toffoli pediu vistas e acabou desempatando a favor dos contas sujas. Esse PT não tem jeito: sempre a favor da sujeira.
Mário A. Dente
Capital



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;