Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Início de acordo com a Sabesp em Mauá


Raphael Rocha

10/10/2019 | 07:00


O governo do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), começa hoje, a partir das 10h, a dar os primeiros passos rumo a um acordo com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) para colocar fim a uma disputa jurídica com relação à Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá). A Câmara vota hoje, em duas sessões extraordinárias, o plano municipal de saneamento, item requisitado pela estatal para que a construção de uma pacificação de relações seja encaminhada. O projeto estabelece normas que o poder público vai adotar na área, com metas e deveres. O plano foi levado adiante quando Alaíde Damo (MDB) estava à frente do Paço e Atila deu prosseguimento. Passada essa etapa, as negociações entre as partes ficam mais avançadas. A Sabesp diz que a dívida de Mauá ultrapassa a casa dos R$ 3 bilhões, enquanto a Prefeitura argumenta que tem vencido algumas batalhas judiciais de precatórios. O plano constituído em Santo André – abatimento do passivo bilionário, mais cartela de investimentos – deve ser usado de exemplo no diálogo com Mauá.

BASTIDORES

Manipulação
O corpo jurídico que trabalha para o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), tomará medidas cabíveis para apurar os autores de pesquisa realizada na cidade, por telefone, com vistas à eleição do ano que vem. O entrevistador questiona o cidadão em quem ele pretende votar no pleito de 2020. Se a resposta for Orlando Morando, o questionador pergunta se o morador tem certeza, diante de denúncias envolvendo o nome do tucano. A mesma indagação não é feita quando o entrevistado responde outros potenciais candidatos ao Paço.

Canabidiol
O deputado federal Alex Manente (Cidadania), com domicílio eleitoral em São Bernardo, foi eleito para ser vice-presidente da comissão especial montada na Câmara Federal para debater a liberação do uso medicinal do canabidiol. “Com a aprovação, podemos ter comercialização de medicamentos que tenham extratos de parte da planta Cannabis sativa em território nacional. Isso poderá diminuir preços dos medicamentos, como o Mevatyl, já prescrito no Brasil. Hoje o tratamento com canabidiol custa em média R$ 1.500 por mês, inviabilizando o acesso para quem mais precisa”, diz o deputado.

Título de cidadão
A Câmara de São Caetano realiza hoje, a partir das 19h, sessão solene para entrega de título de cidadão são-caetanense a Dimas Eduardo Ramalho, atual conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) de São Paulo. Natural de Taquaritinga, no Interior, Dimas é formado em direito pela Universidade de São Paulo, foi deputado estadual e federal e, desde 2012, integra a Corte de contas estadual.

Visita – 1
O deputado estadual Campos Machado, presidente paulista do PTB, recebeu o vice-prefeito de Santo André, Luiz Zacarias, e seu filho, o vereador Lucas Zacarias, para discutir sobre o papel do partido na eleição do ano que vem. Segundo Campos, ele deixou claro que os rumos da sigla estão nas mãos de Dinah Zekcer, atual secretária de Educação do município.

Visita – 2
Campos Machado também se reuniu com o presidente do Sintetra (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Grande ABC), Francisco Mendes da Silva, o Chicão, recém-filiado ao PTB com objetivo de ser candidato à prefeitura de Sandovalina, na região de Presidente Prudente, no Interior. O encontro ainda teve Leandro Silva, filho do dirigente sindical, e doutor César, articulador do PTB em Presidente Prudente. Debateram sobre campanha de filiação no local e sobre a campanha de 2020. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Início de acordo com a Sabesp em Mauá

Raphael Rocha

10/10/2019 | 07:00


O governo do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), começa hoje, a partir das 10h, a dar os primeiros passos rumo a um acordo com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) para colocar fim a uma disputa jurídica com relação à Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá). A Câmara vota hoje, em duas sessões extraordinárias, o plano municipal de saneamento, item requisitado pela estatal para que a construção de uma pacificação de relações seja encaminhada. O projeto estabelece normas que o poder público vai adotar na área, com metas e deveres. O plano foi levado adiante quando Alaíde Damo (MDB) estava à frente do Paço e Atila deu prosseguimento. Passada essa etapa, as negociações entre as partes ficam mais avançadas. A Sabesp diz que a dívida de Mauá ultrapassa a casa dos R$ 3 bilhões, enquanto a Prefeitura argumenta que tem vencido algumas batalhas judiciais de precatórios. O plano constituído em Santo André – abatimento do passivo bilionário, mais cartela de investimentos – deve ser usado de exemplo no diálogo com Mauá.

BASTIDORES

Manipulação
O corpo jurídico que trabalha para o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), tomará medidas cabíveis para apurar os autores de pesquisa realizada na cidade, por telefone, com vistas à eleição do ano que vem. O entrevistador questiona o cidadão em quem ele pretende votar no pleito de 2020. Se a resposta for Orlando Morando, o questionador pergunta se o morador tem certeza, diante de denúncias envolvendo o nome do tucano. A mesma indagação não é feita quando o entrevistado responde outros potenciais candidatos ao Paço.

Canabidiol
O deputado federal Alex Manente (Cidadania), com domicílio eleitoral em São Bernardo, foi eleito para ser vice-presidente da comissão especial montada na Câmara Federal para debater a liberação do uso medicinal do canabidiol. “Com a aprovação, podemos ter comercialização de medicamentos que tenham extratos de parte da planta Cannabis sativa em território nacional. Isso poderá diminuir preços dos medicamentos, como o Mevatyl, já prescrito no Brasil. Hoje o tratamento com canabidiol custa em média R$ 1.500 por mês, inviabilizando o acesso para quem mais precisa”, diz o deputado.

Título de cidadão
A Câmara de São Caetano realiza hoje, a partir das 19h, sessão solene para entrega de título de cidadão são-caetanense a Dimas Eduardo Ramalho, atual conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) de São Paulo. Natural de Taquaritinga, no Interior, Dimas é formado em direito pela Universidade de São Paulo, foi deputado estadual e federal e, desde 2012, integra a Corte de contas estadual.

Visita – 1
O deputado estadual Campos Machado, presidente paulista do PTB, recebeu o vice-prefeito de Santo André, Luiz Zacarias, e seu filho, o vereador Lucas Zacarias, para discutir sobre o papel do partido na eleição do ano que vem. Segundo Campos, ele deixou claro que os rumos da sigla estão nas mãos de Dinah Zekcer, atual secretária de Educação do município.

Visita – 2
Campos Machado também se reuniu com o presidente do Sintetra (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Grande ABC), Francisco Mendes da Silva, o Chicão, recém-filiado ao PTB com objetivo de ser candidato à prefeitura de Sandovalina, na região de Presidente Prudente, no Interior. O encontro ainda teve Leandro Silva, filho do dirigente sindical, e doutor César, articulador do PTB em Presidente Prudente. Debateram sobre campanha de filiação no local e sobre a campanha de 2020. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;