Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

‘Minha Vida Daria um Bolero’ estreia sábado

Erik Almeida/Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Peça de Arthur Xexéo será apresentada no Teatro Nair Bello, em São Paulo


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

10/10/2019 | 07:26


Ritmo tradicional em danças de salão, o bolero tem como maiores características as pegadas romântica e sensual. E elas são os motes do musical Minha Vida Daria Um Bolero, que estreia sábado, às 19h – também será apresentado às 21h –, no Teatro Nair Bello, em São Paulo. Com texto de Artur Xexéo, o espetáculo levará humor, dança, amor e música ao vivo para o público.

O elenco é formado por Françoise Forton e Fábio Cador, que interpretam, cantam e dançam 18 músicas do gênero, entre elas Tú te Acostumbrastes; Solamente uma Vez; Angustia; Besame Mucho; Contigo Aprendi; Noite de Ronda e Vereda Tropical. “Poucos gêneros musicais falam tanto do amor quanto o bolero: paixões não correspondidas, relações interrompidas e amores proibidos. O bolero adequado a uma comédia romântica é suave e leve. Todo mundo já se emocionou com algum bolero. Há toda uma geração que dançou de rosto colado ouvindo Nat King Cole cantar Aquellos ojos Verdes, ou as cantoras da Era do Rádio, a Nana Caymmi”, diz o autor. A direção é de Rubens Camelo e Paulo Denizot.

O espetáculo fala última edição do programa que dá nome ao musical. Neste dia, Diana expõe o relacionamento que mantém há 20 anos com Orlando, sem nunca terem se visto. Apenas conversaram por e-mail, mensagens de celular e pelo programa de rádio. O encontro se dá nesta derradeira apresentação, numa prometida aula de dança. As ondas da Rádio Mundo criam a relação entre os personagens, que juntos descobrem o caminho do amor.

“A peça conta a maneira com que as pessoas podem se apaixonar, mesmo não estando presentes fisicamente. O relacionamento acontece a partir do programa de rádio de Diana, onde ela usa boleros para dar conselhos a seus ouvintes”, detalha Françoise. Orlando é um professor de dança que busca o programa para se aconselhar e acaba se apaixonando pela voz da apresentadora. “No dia em que é abandonado no altar por sua noiva, Orlando ouve o programa de boleros e se apaixona pela voz e pelo jeito despachado da locutora”, conta Cador. É de suspirar.

Minha Vida Daria Um Bolero – Musical. No Teatro Nair Bello – Rua Frei Caneca, 569. De sábado até 10 de novembro, de sábado e domingo (19h). Ingressos:R$ 100, à venda em www.tudus.com.br. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

‘Minha Vida Daria um Bolero’ estreia sábado

Peça de Arthur Xexéo será apresentada no Teatro Nair Bello, em São Paulo

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

10/10/2019 | 07:26


Ritmo tradicional em danças de salão, o bolero tem como maiores características as pegadas romântica e sensual. E elas são os motes do musical Minha Vida Daria Um Bolero, que estreia sábado, às 19h – também será apresentado às 21h –, no Teatro Nair Bello, em São Paulo. Com texto de Artur Xexéo, o espetáculo levará humor, dança, amor e música ao vivo para o público.

O elenco é formado por Françoise Forton e Fábio Cador, que interpretam, cantam e dançam 18 músicas do gênero, entre elas Tú te Acostumbrastes; Solamente uma Vez; Angustia; Besame Mucho; Contigo Aprendi; Noite de Ronda e Vereda Tropical. “Poucos gêneros musicais falam tanto do amor quanto o bolero: paixões não correspondidas, relações interrompidas e amores proibidos. O bolero adequado a uma comédia romântica é suave e leve. Todo mundo já se emocionou com algum bolero. Há toda uma geração que dançou de rosto colado ouvindo Nat King Cole cantar Aquellos ojos Verdes, ou as cantoras da Era do Rádio, a Nana Caymmi”, diz o autor. A direção é de Rubens Camelo e Paulo Denizot.

O espetáculo fala última edição do programa que dá nome ao musical. Neste dia, Diana expõe o relacionamento que mantém há 20 anos com Orlando, sem nunca terem se visto. Apenas conversaram por e-mail, mensagens de celular e pelo programa de rádio. O encontro se dá nesta derradeira apresentação, numa prometida aula de dança. As ondas da Rádio Mundo criam a relação entre os personagens, que juntos descobrem o caminho do amor.

“A peça conta a maneira com que as pessoas podem se apaixonar, mesmo não estando presentes fisicamente. O relacionamento acontece a partir do programa de rádio de Diana, onde ela usa boleros para dar conselhos a seus ouvintes”, detalha Françoise. Orlando é um professor de dança que busca o programa para se aconselhar e acaba se apaixonando pela voz da apresentadora. “No dia em que é abandonado no altar por sua noiva, Orlando ouve o programa de boleros e se apaixona pela voz e pelo jeito despachado da locutora”, conta Cador. É de suspirar.

Minha Vida Daria Um Bolero – Musical. No Teatro Nair Bello – Rua Frei Caneca, 569. De sábado até 10 de novembro, de sábado e domingo (19h). Ingressos:R$ 100, à venda em www.tudus.com.br. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;