Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Saneamento: leitura de relatório fica para depois de sessão do Congresso



09/10/2019 | 15:57


A sessão de leitura de relatório na comissão especial que analisa a proposta de um novo marco do saneamento na Câmara só deve começar depois de encerrada a ordem do dia da sessão do Congresso Nacional. A reunião da comissão estava marcada para começar por volta de 14h30, já com expectativa de o relatório ser lido somente a partir das 15h.

Não há previsão de que o relatório seja votado nesta quarta, segundo assessores do deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), relator da proposta. Na terça, Geninho já afirmou que a votação deve ocorrer na semana que vem.

Mais cedo, ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, o deputado disse que seu relatório não irá prever a possibilidade de prorrogação dos chamados contratos de programa. Estes instrumentos, fechados com os titulares dos serviços (usualmente municípios) sem concorrência, são muito utilizados na contratação companhias estaduais de saneamento.

A não prorrogação é uma das mudanças em relação ao texto que veio do Senado. Ainda segundo o relator, os contratos vigentes poderão ser cumpridos, desde que sigam algumas regras de universalização. As partes terão o prazo de um ano para fazer os reajustes requeridos, para então validá-los nas agências reguladoras.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saneamento: leitura de relatório fica para depois de sessão do Congresso


09/10/2019 | 15:57


A sessão de leitura de relatório na comissão especial que analisa a proposta de um novo marco do saneamento na Câmara só deve começar depois de encerrada a ordem do dia da sessão do Congresso Nacional. A reunião da comissão estava marcada para começar por volta de 14h30, já com expectativa de o relatório ser lido somente a partir das 15h.

Não há previsão de que o relatório seja votado nesta quarta, segundo assessores do deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), relator da proposta. Na terça, Geninho já afirmou que a votação deve ocorrer na semana que vem.

Mais cedo, ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, o deputado disse que seu relatório não irá prever a possibilidade de prorrogação dos chamados contratos de programa. Estes instrumentos, fechados com os titulares dos serviços (usualmente municípios) sem concorrência, são muito utilizados na contratação companhias estaduais de saneamento.

A não prorrogação é uma das mudanças em relação ao texto que veio do Senado. Ainda segundo o relator, os contratos vigentes poderão ser cumpridos, desde que sigam algumas regras de universalização. As partes terão o prazo de um ano para fazer os reajustes requeridos, para então validá-los nas agências reguladoras.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;