Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

IPC-Fipe sobe 0,02% na 1ª quadrissemana de outubro



09/10/2019 | 05:15


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, teve alta marginal de 0,02% na primeira quadrissemana de outubro, após mostrar estabilidade no fechamento de setembro, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na primeira leitura deste mês, quatro dos sete componentes do IPC-Fipe reduziram deflação ou subiram com maior vigor. Foi o caso de Alimentação (de -0,99% em setembro para -0,88% na primeira quadrissemana de outubro), de Transportes (de 0,16% para 0,25%), de Despesas Pessoais (de 0,09% para 0,15%) e de Saúde (de 1,01% para 1,09%).

Por outro lado, três itens avançaram em ritmo mais contido no mesmo período de comparação: Habitação (de 0,43% para 0,37%), Vestuário (de 0,19% para 0,04%) e Educação (de 0,04% para 0,02%).

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe na primeira quadrissemana de outubro:

- Habitação: 0,37%

- Alimentação: -0,88%

- Transportes: 0,25%

- Despesas Pessoais: 0,15%

- Saúde: 1,09%

- Vestuário: 0,04%

- Educação: 0,02%

- Índice Geral: 0,02%



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

IPC-Fipe sobe 0,02% na 1ª quadrissemana de outubro


09/10/2019 | 05:15


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, teve alta marginal de 0,02% na primeira quadrissemana de outubro, após mostrar estabilidade no fechamento de setembro, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na primeira leitura deste mês, quatro dos sete componentes do IPC-Fipe reduziram deflação ou subiram com maior vigor. Foi o caso de Alimentação (de -0,99% em setembro para -0,88% na primeira quadrissemana de outubro), de Transportes (de 0,16% para 0,25%), de Despesas Pessoais (de 0,09% para 0,15%) e de Saúde (de 1,01% para 1,09%).

Por outro lado, três itens avançaram em ritmo mais contido no mesmo período de comparação: Habitação (de 0,43% para 0,37%), Vestuário (de 0,19% para 0,04%) e Educação (de 0,04% para 0,02%).

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe na primeira quadrissemana de outubro:

- Habitação: 0,37%

- Alimentação: -0,88%

- Transportes: 0,25%

- Despesas Pessoais: 0,15%

- Saúde: 1,09%

- Vestuário: 0,04%

- Educação: 0,02%

- Índice Geral: 0,02%

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;