Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

BNDES contesta plano de recuperação judicial da Odebrecht



05/10/2019 | 19:08


O BNDES contestou nesta sexta-feira (4) o plano de recuperação judicial da Odebrecht, informou hoje a assessoria de imprensa do banco. Segundo a comunicação, foi apresentada objeção porque o banco considerou que a proposta não demonstra capacidade de recuperação da empresa.

O movimento se segue ao pedido de falência da Odebrecht pedido na Justiça pela Caixa Econômica Federal. O banco público pediu ainda a destituição dos atuais administradores das recuperandas e convocação de assembleia geral de credores para deliberação de novos gestores. No final de setembro, a Caixa havia pedido ao juiz a extinção do plano de recuperação judicial, alegando que ao ter reunido em um único processo a recuperação judicial de várias empresas diferentes, teria agido contra a lei de recuperação judicial.

Fontes próximas a Odebrecht dizem que na segunda-feira (7) a companhia irá apresentar explicações sobre a consolidação das dívidas, atendendo pedido do juiz do processo. De toda a forma, os envolvidos na questão pela Odebrecht afirmam que no pedido de recuperação judicial e plano apresentado já constam as razões pelas quais houve a consolidação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

BNDES contesta plano de recuperação judicial da Odebrecht


05/10/2019 | 19:08


O BNDES contestou nesta sexta-feira (4) o plano de recuperação judicial da Odebrecht, informou hoje a assessoria de imprensa do banco. Segundo a comunicação, foi apresentada objeção porque o banco considerou que a proposta não demonstra capacidade de recuperação da empresa.

O movimento se segue ao pedido de falência da Odebrecht pedido na Justiça pela Caixa Econômica Federal. O banco público pediu ainda a destituição dos atuais administradores das recuperandas e convocação de assembleia geral de credores para deliberação de novos gestores. No final de setembro, a Caixa havia pedido ao juiz a extinção do plano de recuperação judicial, alegando que ao ter reunido em um único processo a recuperação judicial de várias empresas diferentes, teria agido contra a lei de recuperação judicial.

Fontes próximas a Odebrecht dizem que na segunda-feira (7) a companhia irá apresentar explicações sobre a consolidação das dívidas, atendendo pedido do juiz do processo. De toda a forma, os envolvidos na questão pela Odebrecht afirmam que no pedido de recuperação judicial e plano apresentado já constam as razões pelas quais houve a consolidação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;