Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Maragogi, o 'Caribe brasileiro'

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Destino encanta com suas belas piscinas naturais e praias paradisíacas por toda a orla


Reginaldo Pupo
Especial para o Diário

03/10/2019 | 07:19


Milhares de brasileiros sonham em conhecer as belíssimas praias caribenhas, devido às suas águas azuis e cristalinas, de temperatura amena, ideais para um delicioso banho de mar ou para um inesquecível mergulho. A boa notícia é que, quem busca esse cenário de cartão-postal, porém, não precisa ir muito longe nem gastar centenas de dólares – que, ontem, encerrou cotado a R$ 4,30. O Brasil tem ‘seu próprio Caribe’. E ele está logo ali.

Maragogi, em Alagoas, tem todo esse cenário: praias belíssimas de águas mornas e tranquilas, com tons verde e azul transparentes, além de várias piscinas naturais – o que atrai muito as famílias com crianças pequenas e quem aprecia um mar calminho, sem ondas. Por isso, é considerada o ‘Caribe brasileiro’ pelos turistas que a visitam. A cidade, de cerca de 30 mil habitantes, ainda é detentora da segunda maior barreira de corais do mundo, perdendo apenas para a da Austrália.

Além de todas essas belezas, o nosso Caribe tem diferencial insuperável: seu povo acolhedor e hospitaleiro, que trata os turistas como se fossem integrantes de suas próprias famílias. E pode ser acessado de duas maneiras, em voo de até três horas de São Paulo a Maceió ou a Recife, e outras duas horas e meia percorridas de carro alugado ou transfer até Maragogi – sim, a distância é a mesma.

EXTENSO LITORAL

O litoral de Maragogi possui 22 quilômetros de extensão e, entre suas dez praias, a de Barra Grande é, disparadamente, a mais disputada, devido à existência de uma faixa de areia de cerca de um quilômetro de extensão que avança mar adentro.

A equipe de reportagem visitou o lugar em uma tranquila segunda-feira de setembro, mas, mesmo assim, na faixa de areia havia ‘congestionamento’ de banhistas, deslumbrados com a cor da água e o fato de poderem caminhar ‘sobre o mar’.

No entorno, centenas de barcos e catamarãs que fazem passeios no local disputavam espaço para tentar adquirir o melhor ângulo para que os turistas pudessem registrar o inusitado em imagens.

Além de Barra Grande, as piscinas naturais também são um dos atrativos mais cobiçados. Elas são formadas por recifes de corais com flora e fauna riquíssimas.

Nos dois passeios é necessário consultar a tábua das marés, que muda diariamente, pois somente é possível acessar esses lugares com a maré baixa, que ocorre, geralmente, no período da manhã e nas épocas de Luas Nova e Cheia. A consulta deve ser feita no dia anterior. Confira a hora em que a maré estará no nível mínimo, ou seja, mais próximo do zero. O ideal é programar a saída para, no máximo, uma hora antes, para chegar às piscinas no momento em que elas estiverem o mais seca possível.

Para conhecer as principais praias de Maragogi, a dica é contratar passeio de buggy. No roteiro estão as praias Burgalhau, Barra Grande, Antunes e Praia do Xaréu – que, nos últimos anos, passou a ser conhecida como Praia da Bruna, uma homenagem carinhosa à atriz Bruna Lombardi, que gostava de se banhar no lugar na década de 1990.

Os passeios, que custam R$ 60 por pessoa, duram entre duas horas e duas horas e meia, e podem ser contratados nos hotéis e pousadas. Durante os trajetos, há paradas para fotos, que os próprios bugueiros fazem questão de tirá-las.


O jornalista viajou a convite da Pousada Camurim Grande 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Maragogi, o 'Caribe brasileiro'

Destino encanta com suas belas piscinas naturais e praias paradisíacas por toda a orla

Reginaldo Pupo
Especial para o Diário

03/10/2019 | 07:19


Milhares de brasileiros sonham em conhecer as belíssimas praias caribenhas, devido às suas águas azuis e cristalinas, de temperatura amena, ideais para um delicioso banho de mar ou para um inesquecível mergulho. A boa notícia é que, quem busca esse cenário de cartão-postal, porém, não precisa ir muito longe nem gastar centenas de dólares – que, ontem, encerrou cotado a R$ 4,30. O Brasil tem ‘seu próprio Caribe’. E ele está logo ali.

Maragogi, em Alagoas, tem todo esse cenário: praias belíssimas de águas mornas e tranquilas, com tons verde e azul transparentes, além de várias piscinas naturais – o que atrai muito as famílias com crianças pequenas e quem aprecia um mar calminho, sem ondas. Por isso, é considerada o ‘Caribe brasileiro’ pelos turistas que a visitam. A cidade, de cerca de 30 mil habitantes, ainda é detentora da segunda maior barreira de corais do mundo, perdendo apenas para a da Austrália.

Além de todas essas belezas, o nosso Caribe tem diferencial insuperável: seu povo acolhedor e hospitaleiro, que trata os turistas como se fossem integrantes de suas próprias famílias. E pode ser acessado de duas maneiras, em voo de até três horas de São Paulo a Maceió ou a Recife, e outras duas horas e meia percorridas de carro alugado ou transfer até Maragogi – sim, a distância é a mesma.

EXTENSO LITORAL

O litoral de Maragogi possui 22 quilômetros de extensão e, entre suas dez praias, a de Barra Grande é, disparadamente, a mais disputada, devido à existência de uma faixa de areia de cerca de um quilômetro de extensão que avança mar adentro.

A equipe de reportagem visitou o lugar em uma tranquila segunda-feira de setembro, mas, mesmo assim, na faixa de areia havia ‘congestionamento’ de banhistas, deslumbrados com a cor da água e o fato de poderem caminhar ‘sobre o mar’.

No entorno, centenas de barcos e catamarãs que fazem passeios no local disputavam espaço para tentar adquirir o melhor ângulo para que os turistas pudessem registrar o inusitado em imagens.

Além de Barra Grande, as piscinas naturais também são um dos atrativos mais cobiçados. Elas são formadas por recifes de corais com flora e fauna riquíssimas.

Nos dois passeios é necessário consultar a tábua das marés, que muda diariamente, pois somente é possível acessar esses lugares com a maré baixa, que ocorre, geralmente, no período da manhã e nas épocas de Luas Nova e Cheia. A consulta deve ser feita no dia anterior. Confira a hora em que a maré estará no nível mínimo, ou seja, mais próximo do zero. O ideal é programar a saída para, no máximo, uma hora antes, para chegar às piscinas no momento em que elas estiverem o mais seca possível.

Para conhecer as principais praias de Maragogi, a dica é contratar passeio de buggy. No roteiro estão as praias Burgalhau, Barra Grande, Antunes e Praia do Xaréu – que, nos últimos anos, passou a ser conhecida como Praia da Bruna, uma homenagem carinhosa à atriz Bruna Lombardi, que gostava de se banhar no lugar na década de 1990.

Os passeios, que custam R$ 60 por pessoa, duram entre duas horas e duas horas e meia, e podem ser contratados nos hotéis e pousadas. Durante os trajetos, há paradas para fotos, que os próprios bugueiros fazem questão de tirá-las.


O jornalista viajou a convite da Pousada Camurim Grande 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;