Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Venda de veículos aumenta 10% em setembro ante 2018

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Alta se deve ao número maior de dias úteis; foram emplacados 234,8 mil zero-quilômetros


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

02/10/2019 | 07:21


O mercado de veículos novos cresceu 10,1% em setembro na comparação com o mesmo mês de 2018, conforme dados preliminares do mercado. As informações oficiais serão divulgadas hoje pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). O aumento do comércio de zero-quilômetro, porém, se deve à diferença de dias úteis, com dois a mais em setembro deste ano. Na conta pela média diária, que retira esse efeito, o mercado ficou estável, com ritmo de 11,2 mil unidades vendidas por dia.

No mês passado, foram emplacados 234,8 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, volume 3,4% menor que o de agosto – que levou o título de terceiro melhor mês do ano em vendas, atrás somente de maio, que liderou, e julho. Essa variação também se deve à diferença de dias úteis, nesse caso de um a mais em agosto. Pela média diária, houve crescimento de 1,2%.

No acumulado do ano, foram vendidas 2,03 milhões de unidades, alta de 11% em relação a igual período em 2018. Só o setor de automóveis e comerciais leves vendeu 1,94 milhão de unidades, 8,8% acima do ano passado. A GM lidera o mercado, com 17,8% de participação, seguida por Volkswagen (15,3%) e Fiat (13,7%).

Na avaliação do consultor da ADK Automotive, Paulo Roberto Garbossa, o mercado interno está reagindo, e setembro figurou como o quarto melhor desempenho do ano. Esse movimento é importante porque, com a acentuada crise na Argentina – o que pode tomar outros rumos após a eleição presidencial deste mês –, é importante equilibrar o ritmo de produção. Tanto que, devido à queda no volume de pedidos, a GM vai definir ainda nesta semana se adotará férias coletivas e lay-off, medidas que a Volks tomará em dezembro e janeiro, respectivamente. (com Estadão Conteúdo)
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Venda de veículos aumenta 10% em setembro ante 2018

Alta se deve ao número maior de dias úteis; foram emplacados 234,8 mil zero-quilômetros

Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

02/10/2019 | 07:21


O mercado de veículos novos cresceu 10,1% em setembro na comparação com o mesmo mês de 2018, conforme dados preliminares do mercado. As informações oficiais serão divulgadas hoje pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). O aumento do comércio de zero-quilômetro, porém, se deve à diferença de dias úteis, com dois a mais em setembro deste ano. Na conta pela média diária, que retira esse efeito, o mercado ficou estável, com ritmo de 11,2 mil unidades vendidas por dia.

No mês passado, foram emplacados 234,8 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, volume 3,4% menor que o de agosto – que levou o título de terceiro melhor mês do ano em vendas, atrás somente de maio, que liderou, e julho. Essa variação também se deve à diferença de dias úteis, nesse caso de um a mais em agosto. Pela média diária, houve crescimento de 1,2%.

No acumulado do ano, foram vendidas 2,03 milhões de unidades, alta de 11% em relação a igual período em 2018. Só o setor de automóveis e comerciais leves vendeu 1,94 milhão de unidades, 8,8% acima do ano passado. A GM lidera o mercado, com 17,8% de participação, seguida por Volkswagen (15,3%) e Fiat (13,7%).

Na avaliação do consultor da ADK Automotive, Paulo Roberto Garbossa, o mercado interno está reagindo, e setembro figurou como o quarto melhor desempenho do ano. Esse movimento é importante porque, com a acentuada crise na Argentina – o que pode tomar outros rumos após a eleição presidencial deste mês –, é importante equilibrar o ritmo de produção. Tanto que, devido à queda no volume de pedidos, a GM vai definir ainda nesta semana se adotará férias coletivas e lay-off, medidas que a Volks tomará em dezembro e janeiro, respectivamente. (com Estadão Conteúdo)
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;