Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Seleção feminina de basquete bate Porto Rico e fatura o bronze na Copa América



29/09/2019 | 21:58


Em mais uma boa campanha neste início de trabalho do técnico José Neto, a seleção brasileira feminina de basquete encerrou a disputa da Copa América, neste domingo, com a conquista do terceiro lugar. O posto veio com uma tranquila vitória sobre Porto Rico, país anfitrião, por 95 a 66, no ginásio Coliseo Roberto Clemente, na cidade de San Juan. No mês passado, em Lima, no Peru, o Brasil faturou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, feito que não era obtido desde Havana-1991.

Com o terceiro lugar, a seleção brasileira se garantiu no Pré-Olímpico das Américas, que será em novembro com duas sedes (Canadá e Argentina) e terá dois grupos de quatro equipes. Apenas os dois primeiros de cada lado se classificam para o qualificatório intercontinental do ano que vem com outras 12 seleções - sendo seis da Europa, quatro da Ásia/Oceania e duas da África - disputando 10 vagas nos Jogos de Tóquio-2020.

Em sorteio realizado neste domingo pela Fiba, o Brasil caiu no Grupo B, com sede na cidade argentina de Bahía Blanca, ao lado de Estados Unidos, Argentina e Colômbia. A chave A conta com o anfitrião Canadá, Cuba, Porto Rico e República Dominicana.

Na Copa América, o Brasil fez seis jogos e terminou com quatro vitórias e duas derrotas - justamente para os finalistas Estados Unidos (na fase de classificação) e Canadá (nas semifinais). A vitória deste domingo tem um sabor de vingança, já que foi Porto Rico que há dois anos bateu as brasileiras na decisão do terceiro lugar da competição e as tirou do Mundial do ano passado, algo que não acontecia desde 1959.

Neste domingo, em San Juan, apenas Tati e Rapha Monteiro, no time atual, estavam na derrota de 2017. Em quadra, Damiris foi a cestinha com 28 pontos, além de nove rebotes e oito assistências. Erika também brilhou com 16 pontos e 10 rebotes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Seleção feminina de basquete bate Porto Rico e fatura o bronze na Copa América


29/09/2019 | 21:58


Em mais uma boa campanha neste início de trabalho do técnico José Neto, a seleção brasileira feminina de basquete encerrou a disputa da Copa América, neste domingo, com a conquista do terceiro lugar. O posto veio com uma tranquila vitória sobre Porto Rico, país anfitrião, por 95 a 66, no ginásio Coliseo Roberto Clemente, na cidade de San Juan. No mês passado, em Lima, no Peru, o Brasil faturou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, feito que não era obtido desde Havana-1991.

Com o terceiro lugar, a seleção brasileira se garantiu no Pré-Olímpico das Américas, que será em novembro com duas sedes (Canadá e Argentina) e terá dois grupos de quatro equipes. Apenas os dois primeiros de cada lado se classificam para o qualificatório intercontinental do ano que vem com outras 12 seleções - sendo seis da Europa, quatro da Ásia/Oceania e duas da África - disputando 10 vagas nos Jogos de Tóquio-2020.

Em sorteio realizado neste domingo pela Fiba, o Brasil caiu no Grupo B, com sede na cidade argentina de Bahía Blanca, ao lado de Estados Unidos, Argentina e Colômbia. A chave A conta com o anfitrião Canadá, Cuba, Porto Rico e República Dominicana.

Na Copa América, o Brasil fez seis jogos e terminou com quatro vitórias e duas derrotas - justamente para os finalistas Estados Unidos (na fase de classificação) e Canadá (nas semifinais). A vitória deste domingo tem um sabor de vingança, já que foi Porto Rico que há dois anos bateu as brasileiras na decisão do terceiro lugar da competição e as tirou do Mundial do ano passado, algo que não acontecia desde 1959.

Neste domingo, em San Juan, apenas Tati e Rapha Monteiro, no time atual, estavam na derrota de 2017. Em quadra, Damiris foi a cestinha com 28 pontos, além de nove rebotes e oito assistências. Erika também brilhou com 16 pontos e 10 rebotes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;