Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Seleção feminina de basquete faz bom jogo, mas perde para os EUA na Copa América



26/09/2019 | 19:10


A seleção brasileira feminina de basquete lutou bastante, fez um bom jogo, mas foi superada pelo forte time dos Estados Unidos por 89 a 73, nesta quinta-feira, no Coliseo Roberto Clemente, na cidade de San Juan, em Porto Rico, pela Copa América. Foi o primeiro revés da equipe sob o comando do técnico José Neto.

Apesar do resultado negativo, o Brasil está classificado à semifinal da competição como o segundo lugar do Grupo B. O adversário na próxima fase será o Canadá, líder do Grupo A, neste sábado, às 18h30 (de Brasília). A decisão será no domingo.

O destaque da vitória norte-americana foi Diamond De Shields, do Chicago Sky, da WNBA, com 19 pontos e quatro rebotes. Tina Charles, do New York Liberty, também teve boa atuação e terminou com um "double-double" ao somar 15 pontos e 10 rebotes.

Pelo lado do Brasil, Damiris, que também atua na liga de basquete feminina dos Estados Unidos, terminou como maior pontuadora ao anotar 16 pontos. A jogadora do Minnesota Lynx pegou ainda cinco rebotes. Erika e Clarissa tiveram bom desempenho no ataque, com 13 e 11 pontos, respectivamente.

Os Estados Unidos levavam dez atletas que atuam na WNBA para o torneio em Porto Rico. Nesta quinta-feira, o aproveitamento nos arremessos de quadra foi determinante para o resultado. As norte-americanas acertaram 55,22% das tentativas (37 de 55). O Brasil converteu 46,77% (29 de 62).

A seleção americana venceu os primeiros três períodos (24 a 16, 29 a 24 e 19 a 12) da partida desta quinta-feira. O Brasil fez 21 a 17 na última parcial.

Independentemente do resultado da semifinal, a seleção brasileira já se garantiu no Pré-Olímpico das Américas, que terá dois grupos de quatro equipes e apenas os dois primeiros de cada lado se classificam para o qualificatório intercontinental com outras 12 seleções, sendo seis da Europa, quatro da Ásia/Oceania e duas da África.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Seleção feminina de basquete faz bom jogo, mas perde para os EUA na Copa América


26/09/2019 | 19:10


A seleção brasileira feminina de basquete lutou bastante, fez um bom jogo, mas foi superada pelo forte time dos Estados Unidos por 89 a 73, nesta quinta-feira, no Coliseo Roberto Clemente, na cidade de San Juan, em Porto Rico, pela Copa América. Foi o primeiro revés da equipe sob o comando do técnico José Neto.

Apesar do resultado negativo, o Brasil está classificado à semifinal da competição como o segundo lugar do Grupo B. O adversário na próxima fase será o Canadá, líder do Grupo A, neste sábado, às 18h30 (de Brasília). A decisão será no domingo.

O destaque da vitória norte-americana foi Diamond De Shields, do Chicago Sky, da WNBA, com 19 pontos e quatro rebotes. Tina Charles, do New York Liberty, também teve boa atuação e terminou com um "double-double" ao somar 15 pontos e 10 rebotes.

Pelo lado do Brasil, Damiris, que também atua na liga de basquete feminina dos Estados Unidos, terminou como maior pontuadora ao anotar 16 pontos. A jogadora do Minnesota Lynx pegou ainda cinco rebotes. Erika e Clarissa tiveram bom desempenho no ataque, com 13 e 11 pontos, respectivamente.

Os Estados Unidos levavam dez atletas que atuam na WNBA para o torneio em Porto Rico. Nesta quinta-feira, o aproveitamento nos arremessos de quadra foi determinante para o resultado. As norte-americanas acertaram 55,22% das tentativas (37 de 55). O Brasil converteu 46,77% (29 de 62).

A seleção americana venceu os primeiros três períodos (24 a 16, 29 a 24 e 19 a 12) da partida desta quinta-feira. O Brasil fez 21 a 17 na última parcial.

Independentemente do resultado da semifinal, a seleção brasileira já se garantiu no Pré-Olímpico das Américas, que terá dois grupos de quatro equipes e apenas os dois primeiros de cada lado se classificam para o qualificatório intercontinental com outras 12 seleções, sendo seis da Europa, quatro da Ásia/Oceania e duas da África.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;