Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Prefeitura de Diadema inicia corte de árvores na Praça Castelo Branco

Francisco Nogueira/Arquivo pessoal Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Grupo de idosos contrários à retirada das árvores ainda aguardava reunião com a administração


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

25/09/2019 | 21:51


 Apesar de ter marcado para a próxima semana reunião com grupo de idosos para discutir o corte de árvores da Praça Castelo Branco, que passa por reforma, a Prefeitura de Diadema já deu início ao corte da vegetação. O grupo esteve na Câmara Municipal na semana passada, em apoio aos representantes da sociedade civil  no Condema (Conselho de Defesa do Meio Ambiente), que também são contrários à supressão dos espécimes. Ao menos cinco exemplares foram cortados na tarde desta quarta-feira (25).

A aprovação do Condema para o remanejamento arbóreo aconteceu em reunião extraordinária do colegiado, realizada em 18 de setembro. Por dez votos a sete, os representantes do governo e da ACE (Associação Comercial e Empresarial) da cidade aprovaram a retirada de 14 exemplares – cinco deles já mortos – e remanejamento de outros 23. Diferente do que aconteceu com a reunião ordinária anterior, realizada em dezembro do ano passado, mas que não teve a ata publicada, a decisão do encontro mais recente já foi publicada em Diário Oficial.

A disputa sobre a reforma da praça começou em julho do ano passado, após a imprensa noticiar que a administração discutia com os comerciantes a criação de estacionamento no local. O MP (Ministério Público) chegou a instaurar inquérito para apurar a necessidade do corte das árvores. O equipamento, o primeiro oficial da cidade, apresenta pavimento deteriorado e estava há anos sem receber manutenção e/ou melhorias. Cerca de R$ 1,5 milhão serão investidos na reforma, que contempla obras de drenagem, instalação de playground, realocação das bancas de jornal, abertura de uma via e criação de vagas de estacionamento.

PATRIMÔNIO
A Praça Castelo Branco foi inaugurada em 1965 pelo ex-prefeito Lauro Michels, tio- avô do atual prefeito Lauro Michels (PV), e é tombada como patrimônio da cidade. O projeto de reforma contemplou recomendações do Condepad (Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Histórico, Documental, Artístico e Cultural de Diadema), como construção de monumento ao mosaico português – piso atual da praça, que não será mantido, devido ao seu alto custo de manutenção e falta de mão de obra especializada – e dois totens que contem a história do local.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeitura de Diadema inicia corte de árvores na Praça Castelo Branco

Grupo de idosos contrários à retirada das árvores ainda aguardava reunião com a administração

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

25/09/2019 | 21:51


 Apesar de ter marcado para a próxima semana reunião com grupo de idosos para discutir o corte de árvores da Praça Castelo Branco, que passa por reforma, a Prefeitura de Diadema já deu início ao corte da vegetação. O grupo esteve na Câmara Municipal na semana passada, em apoio aos representantes da sociedade civil  no Condema (Conselho de Defesa do Meio Ambiente), que também são contrários à supressão dos espécimes. Ao menos cinco exemplares foram cortados na tarde desta quarta-feira (25).

A aprovação do Condema para o remanejamento arbóreo aconteceu em reunião extraordinária do colegiado, realizada em 18 de setembro. Por dez votos a sete, os representantes do governo e da ACE (Associação Comercial e Empresarial) da cidade aprovaram a retirada de 14 exemplares – cinco deles já mortos – e remanejamento de outros 23. Diferente do que aconteceu com a reunião ordinária anterior, realizada em dezembro do ano passado, mas que não teve a ata publicada, a decisão do encontro mais recente já foi publicada em Diário Oficial.

A disputa sobre a reforma da praça começou em julho do ano passado, após a imprensa noticiar que a administração discutia com os comerciantes a criação de estacionamento no local. O MP (Ministério Público) chegou a instaurar inquérito para apurar a necessidade do corte das árvores. O equipamento, o primeiro oficial da cidade, apresenta pavimento deteriorado e estava há anos sem receber manutenção e/ou melhorias. Cerca de R$ 1,5 milhão serão investidos na reforma, que contempla obras de drenagem, instalação de playground, realocação das bancas de jornal, abertura de uma via e criação de vagas de estacionamento.

PATRIMÔNIO
A Praça Castelo Branco foi inaugurada em 1965 pelo ex-prefeito Lauro Michels, tio- avô do atual prefeito Lauro Michels (PV), e é tombada como patrimônio da cidade. O projeto de reforma contemplou recomendações do Condepad (Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Histórico, Documental, Artístico e Cultural de Diadema), como construção de monumento ao mosaico português – piso atual da praça, que não será mantido, devido ao seu alto custo de manutenção e falta de mão de obra especializada – e dois totens que contem a história do local.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;