Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA anunciam sanções a empresas chinesas por transportar petróleo do Irã

EBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


25/09/2019 | 11:23


O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou nesta quarta-feira a imposição de sanções a empresas chinesas que ele acusa de "sabidamente" transportar petróleo do Irã. "Estamos dizendo à China e a todas as nações que aplicaremos sanções a toda violação de atividade passível de sanção", afirmou o chefe da diplomacia americana na cúpula da entidade Unidos Contra um Irã Nuclear (UANI, na sigla em inglês).

Perto do encerramento do seu discurso, o ex-diretor da CIA pediu, por outro lado, às nações "responsáveis" que ajudem os EUA a trazer o Irã "de volta à mesa de negociação".

Pompeo repetiu frases como "quanto mais o Irã atacar, maior será a nossa pressão" e "enquanto o comportamento ameaçador do Irã continuar, as sanções serão endurecidas". Falou, também, que os EUA "educarão" outros países a não fazer negócios com a Guarda Revolucionária Islâmica (IRGC), mas, se eles não seguirem as orientações, serão punidos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA anunciam sanções a empresas chinesas por transportar petróleo do Irã


25/09/2019 | 11:23


O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou nesta quarta-feira a imposição de sanções a empresas chinesas que ele acusa de "sabidamente" transportar petróleo do Irã. "Estamos dizendo à China e a todas as nações que aplicaremos sanções a toda violação de atividade passível de sanção", afirmou o chefe da diplomacia americana na cúpula da entidade Unidos Contra um Irã Nuclear (UANI, na sigla em inglês).

Perto do encerramento do seu discurso, o ex-diretor da CIA pediu, por outro lado, às nações "responsáveis" que ajudem os EUA a trazer o Irã "de volta à mesa de negociação".

Pompeo repetiu frases como "quanto mais o Irã atacar, maior será a nossa pressão" e "enquanto o comportamento ameaçador do Irã continuar, as sanções serão endurecidas". Falou, também, que os EUA "educarão" outros países a não fazer negócios com a Guarda Revolucionária Islâmica (IRGC), mas, se eles não seguirem as orientações, serão punidos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;