Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Melhor do mundo, Messi se diz ansioso por Copa América em casa e defende Scolani

Reprodução/Instragram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


25/09/2019 | 09:46


Após uma temporada na qual faturou o título do Campeonato Espanhol e foi eleito o melhor do mundo pela Fifa, o argentino Lionel Messi já vislumbra conquistas na próxima, já em andamento. Pelo Barcelona, o craque lutará principalmente pela Liga dos Campeões da Europa, que o clube não ganha desde 2015, mas seus pensamentos passam também pela seleção, que no ano que vem será uma das sedes da Copa América - a outra será a Colômbia.

Messi revelou que não vê a hora de poder defender a Argentina em seu país. "Faz quatro anos que vencemos a Liga dos Campeões e queremos realmente vencê-la novamente. Sabemos, porém, que se não fizermos o trabalho no dia a dia não conseguiremos. E quanto à Copa América, estou realmente ansioso por ter a oportunidade de disputá-la mais uma vez. Estou muito empolgado com a Copa América", disse o argentino, em entrevista ao site oficial da Fifa.

Neste ano, no Brasil, a Argentina começou sofrendo, mas se superou e acabou deixando uma boa lembrança no torneio - ficou na terceira colocação. Graças a isso, o técnico Lionel Scaloni confirmou a sua continuidade no cargo e foi defendido mais uma vez por Messi.

"Acredito que foi um acerto que ele continue e que possa dar a tranquilidade que é necessária para trabalhar na seleção", disse o jogador do Barcelona. "É um treinador que tem as ideias claras, que sabe ver o futebol, e sobretudo que o transmite muito bem. É fácil entendê-lo, é efetivo e controla muito bem os grupos".

O que Messi não sabe é se será treinador depois de parar de jogar profissionalmente. "Eu sempre disse que não, mas nunca se sabe. Eu olho para eles (técnicos) e começo a pensar que gostaria de trabalhar com jovens, treiná-los e comandá-los, mas agora honestamente eu não vejo isso acontecendo. Pode acontecer ao longo dos próximos anos, no entanto. Eu não sei", afirmou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Melhor do mundo, Messi se diz ansioso por Copa América em casa e defende Scolani


25/09/2019 | 09:46


Após uma temporada na qual faturou o título do Campeonato Espanhol e foi eleito o melhor do mundo pela Fifa, o argentino Lionel Messi já vislumbra conquistas na próxima, já em andamento. Pelo Barcelona, o craque lutará principalmente pela Liga dos Campeões da Europa, que o clube não ganha desde 2015, mas seus pensamentos passam também pela seleção, que no ano que vem será uma das sedes da Copa América - a outra será a Colômbia.

Messi revelou que não vê a hora de poder defender a Argentina em seu país. "Faz quatro anos que vencemos a Liga dos Campeões e queremos realmente vencê-la novamente. Sabemos, porém, que se não fizermos o trabalho no dia a dia não conseguiremos. E quanto à Copa América, estou realmente ansioso por ter a oportunidade de disputá-la mais uma vez. Estou muito empolgado com a Copa América", disse o argentino, em entrevista ao site oficial da Fifa.

Neste ano, no Brasil, a Argentina começou sofrendo, mas se superou e acabou deixando uma boa lembrança no torneio - ficou na terceira colocação. Graças a isso, o técnico Lionel Scaloni confirmou a sua continuidade no cargo e foi defendido mais uma vez por Messi.

"Acredito que foi um acerto que ele continue e que possa dar a tranquilidade que é necessária para trabalhar na seleção", disse o jogador do Barcelona. "É um treinador que tem as ideias claras, que sabe ver o futebol, e sobretudo que o transmite muito bem. É fácil entendê-lo, é efetivo e controla muito bem os grupos".

O que Messi não sabe é se será treinador depois de parar de jogar profissionalmente. "Eu sempre disse que não, mas nunca se sabe. Eu olho para eles (técnicos) e começo a pensar que gostaria de trabalhar com jovens, treiná-los e comandá-los, mas agora honestamente eu não vejo isso acontecendo. Pode acontecer ao longo dos próximos anos, no entanto. Eu não sei", afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;