Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PSDB diz que esclarecimento dos fatos provará inocência de Aloysio Nunes



21/09/2019 | 15:59


O Diretório Estadual do PSDB de São Paulo afirmou que repudia as "falsas informações" relatadas sobre o suposto envolvimento do ex-senador e ex-ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, com o ex-executivo da OAS Léo Pinheiro. "Temos total confiança na Justiça e que o esclarecimento dos fatos provará a inocência de Aloysio", disse a executiva estadual, em nota oficial divulgada há pouco.

Em delação premiada, membros da cúpula da empreiteira OAS apontam o ex-ministro como coordenador de pagamento de propinas para campanhas do PSDB. O conteúdo da delação foi publicado hoje em reportagem da Folha de São Paulo.

Para o PSDB, Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS usou de "falácias na tentativa de dar peso à sua delação". "É lamentável que, na tentativa de se isentar dos crimes cometidos, o ex-executivo tenha tentado enlamear o nome de pessoas de bem e com uma ficha impecável de serviços ao Brasil", afirma a executiva do PSDB/SP.

Segundo o diretório paulista do partido, as obras dos governos tucanos narradas pelo executivo como objetos da prática de caixa dois já obtinham recursos por via judicial ou por orçamento próprio, não sendo necessária a intervenção de agente público.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PSDB diz que esclarecimento dos fatos provará inocência de Aloysio Nunes


21/09/2019 | 15:59


O Diretório Estadual do PSDB de São Paulo afirmou que repudia as "falsas informações" relatadas sobre o suposto envolvimento do ex-senador e ex-ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, com o ex-executivo da OAS Léo Pinheiro. "Temos total confiança na Justiça e que o esclarecimento dos fatos provará a inocência de Aloysio", disse a executiva estadual, em nota oficial divulgada há pouco.

Em delação premiada, membros da cúpula da empreiteira OAS apontam o ex-ministro como coordenador de pagamento de propinas para campanhas do PSDB. O conteúdo da delação foi publicado hoje em reportagem da Folha de São Paulo.

Para o PSDB, Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS usou de "falácias na tentativa de dar peso à sua delação". "É lamentável que, na tentativa de se isentar dos crimes cometidos, o ex-executivo tenha tentado enlamear o nome de pessoas de bem e com uma ficha impecável de serviços ao Brasil", afirma a executiva do PSDB/SP.

Segundo o diretório paulista do partido, as obras dos governos tucanos narradas pelo executivo como objetos da prática de caixa dois já obtinham recursos por via judicial ou por orçamento próprio, não sendo necessária a intervenção de agente público.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;