Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Manifestantes de Hong Kong queimam bandeiras da China; polícia reage



21/09/2019 | 10:59


Em outro final de semana de protestos em Hong Kong, manifestantes queimaram uma bandeira da China e arremessaram coquetéis Molotov contra as forças policiais neste sábado, 21. Em resposta, a polícia lançou spray de pimenta. Não há registro de pessoas presas.

O protesto desse sábado foi marcado por uma marcha de cerca de dois quilômetros com milhares de pessoas em Tuen Mun, um distrito periférico de Hong Kong. Muitos estavam vestidos de preto e carregaram guarda-chuvas, um símbolo do movimento, e gritavam palavras de ordem.

As manifestações ocorrem às vésperas da celebração dos 70 anos de governo do Partido Comunista Chinês, que ocorrem em 1º de outubro. O governo de Hong Kong anunciou que cancelou uma exibição de fogos de artifício nesse dia, citando preocupações com a segurança pública.

Os protestos começaram em meados de junho contra um projeto de lei de extradição, já suspenso pelo governo de Hong Kong, e se ampliaram para uma reivindicação geral por mais democracia no território autônomo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Manifestantes de Hong Kong queimam bandeiras da China; polícia reage


21/09/2019 | 10:59


Em outro final de semana de protestos em Hong Kong, manifestantes queimaram uma bandeira da China e arremessaram coquetéis Molotov contra as forças policiais neste sábado, 21. Em resposta, a polícia lançou spray de pimenta. Não há registro de pessoas presas.

O protesto desse sábado foi marcado por uma marcha de cerca de dois quilômetros com milhares de pessoas em Tuen Mun, um distrito periférico de Hong Kong. Muitos estavam vestidos de preto e carregaram guarda-chuvas, um símbolo do movimento, e gritavam palavras de ordem.

As manifestações ocorrem às vésperas da celebração dos 70 anos de governo do Partido Comunista Chinês, que ocorrem em 1º de outubro. O governo de Hong Kong anunciou que cancelou uma exibição de fogos de artifício nesse dia, citando preocupações com a segurança pública.

Os protestos começaram em meados de junho contra um projeto de lei de extradição, já suspenso pelo governo de Hong Kong, e se ampliaram para uma reivindicação geral por mais democracia no território autônomo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;